É a glória: Senador Zezinho premiado nos EUA

2 de abril de 2015
HONRARIA: O próprio Pato Donald foi encarregado por Obama de entregar o Prêmio ao Sen. Zezinho

HONRARIA: O próprio Pato Donald foi encarregado por Obama de entregar o Prêmio ao Sen. Zezinho

O Mais Preparado dos Brasileiros, o senador e futuro presidente Zezinho, acaba de receber mais um merecido reconhecimento pelo seu trabalho em prol daquela que é uma das maiores bandeiras udenistas: a destruição da inútil Petrobrás.

O Presidente de Nascença recebeu na Disneylândia o Prêmio Funcionário do Mês da companhia petrolífera Chevron, em reconhecimento pelo seu projeto de lei que faz com que a Petrobrás pare de atrapalhar as companhias petrolíferas norte-americanas em sua legítima aspiração a explorar sozinhas os recursos do pré-sal.

Só o começo
Em seu discurso, o Maior dos Filhos da Mooca afirmou que não fez mais do que sua obrigação, como bom funcionário que é, mas que fica feliz por seu desempenho contribuir para a abertura do Brasil às boas relações incestuosas com seu Irmão Maior do Norte.

O Modelo de Todos os Patriotas aproveitou os dois minutos que lhe deram para falar e disse que o projeto de lei apenas antecipa sua intenção de, uma vez eleito presidente, assinar o Acordo Caracu EUA-Brasil, no qual o Brasil entrará com a retaguarda para a penetração do american way of life.

AMOR FAMILIAR: O pres. Zezinho pediu ao Papai Noel uma filha nova, porque a atual já está muito manjada.

AMOR FAMILIAR: Depois de higienizá-lo no Caribe, a filha do Sen. Zezinho vai aplicar o dinheiro do prêmio na compra de uma sorveteria com Daniel Mendes.

Dupla premiação
Na verdade, durante a cerimônia o presidente de Nascença recebeu dois prêmios: o de funcionário do mês da Chevron e o de funcionário do mês da CIA (Caracu Inteligency Agency). Modesto como sempre, fez pouco alarde da dupla premiação.

Indagado sobre como consegue ser premiado como funcionário do mês pelos seus dois empregadores simultaneamente, o Grande Defensor da Nacionalidade respondeu: “o segredo é encontrar o interesse convergente dos dois patrões e aí trabalhar duro na sua defesa”.

Além da homenagem, do cachorro-quente e do passeio grátis na montanha russa da Disneylândia, o duplo prêmio rendeu ao Baluarte da Moralidade uma substanciosa quantia em 30 saquinhos de dólares fresquinhos.

Desinteressado que é das coisas materiais, o senador Zezinho encarregou sua genial filhota de receber o prêmio em uma ilha caribenha recém-descoberta pelo Almirante Sérgio Ricardo, diretor do departamento de limpeza monetária da UDN.

Repercussão
A homenagem ao Maior dos Economistas foi saudada pelos eleitores infantis paulistas com um lindo panelaço gourmet em Higienópolis.

PATRIOTISMO: Os eleitores infantis paulistas fizeram questão de manifestar seu amor pela Pátria.

PATRIOTISMO: Os eleitores infantis paulistas fizeram questão de manifestar seu amor pela Pátria.

Extasiados, alguns saíram às ruas para comemorar, e fizeram uma bela marcha cívica vestindo camisas da CBF para comemorar a entrega do pré-sal às empresas dos EUA, muito mais competentes e por desígnio divino as portadoras do destino manifesto de usar o petróleo do Brasil.

A marcha alegre se espalhou nas ruas de Higienópolis e insistiu. O sonegador que vivia escondido surgiu. A patroa triste com os direitos das empregadas sorriu. A Praça Vilaboim toda se enfeitou para ver a UDN passar cantando em homenagem ao Senador Zezinho.

Por fim, a elegante passeata  foi terminar em frente ao valhacouto do ex-pensador FHC, na  Caverna do Ostracismo, fundos, em Higienópolis.

O ex-intelectual FHC, entretanto, pouco participou da festa. Ao voltar para seus aposentos, mostrou-se enciumado e injustiçado por apenas o Senador Zezinho ser premiado pelos EUA: “fiz tanto por eles, e a única homenagem que recebi foi o privilégio de deixar o Clinton montar nas minhas costas”, confidenciou a seus criados.

Alarmados, seus serviçais entraram em desespero ao perceberem que o ex-sabichão havia esquecido que  ganhara o Prêmio Bob Fields em 2012, e que este era mais um sinal de sua decrepitude.

QUADRILHA: A UDN promete fazer uma festa junina com a dança da Quadrilha do Martelo quando privatizar a Petrobrás.

QUADRILHA: A UDN promete fazer uma festa junina com a dança da Quadrilha do Martelo quando privatizar a Petrobrás.

Comentário da tia Carmela
O Zezinho sempre gostou de ser premiado. Uma vez, quando ele ainda estava no grupo escolar, a professora decidiu que daria o prêmio de aluno do mês para quem fosse o melhor aluno.  Durante um mês, o Zezinho fez de tudo para ser o escolhido: entregava os coleguinhas que faziam bagunça, colava na prova para ser o primeiro da classe e pegava as maçãs que os outros levavam e as dava ele para a professora. Chegou a fazer o Reinaldinho Cabeção escrever um poema dizendo que ele era o melhor aluno e que todos os coleguinhas gostavam dele. Ao final, a professora percebeu o fingimento e deu o prêmio para outro menino. O Zezinho ficou muito bravo e colocou um chiclete na cadeira da professora…

Anúncios

Figurinhas “Ser UDN é…” estão de volta! Pacotinho 4.

23 de julho de 2012

Elas voltaram!!!

As Figurinhas “Ser UDN é…” estão de volta.

Com elas, você vai se divertir muito, colecionando as figurinhas sobre os udenistas mais bacanas e sua vida cheia de glamour!

E você, udenista iniciante, pode aprender com seus mestres com um bom udenista deve se comportar.

Clique aqui para ver todos os pacotinhos.

PROMOÇÃO ESPECIAL DA TIA CARMELA:

Minha tia Carmela ficou tão feliz com a volta das figurinhas que resolveu oferecer um presente: o leitor que acertar primeiro a explicação dos números das figurinhas ganha um exemplar do livro A Privataria Tucana.

07 – … ter tanto senso de ridículo quanto caráter.

4898 – … ajudar sempre a melhorar a imagem do Brasil no exterior.

317 – … saber muito bem quem são os companheiros que não se pode abandonar na estrada.

16 – … ter um governador e uns juizinhos só seus, para não precisar sujar as mãos de sangue.

25 – … trocar de partido, mas não de caráter.

09 – … perder um grande amigo afogado em uma cachoeira de água suja.

18 – … ninguém estranhar ou se revoltar quando se anda com bandido.

556 - ... construir o melhor acelerador de propinas do Brasil.

556 – … construir o melhor acelerador de propinas do Brasil.

319 – … ter sempre um amigo pronto para emprestar uma gaveta para guardar uma papelada.

2 – … ter 300 mil motivos para ser amigo do Sr. Paulo Caixa Preta 2.


Boneca inflável da UDN vira musa da democracia paraguaia

7 de julho de 2012

MODELO PARA AS AMÉRICAS: Secundada pelo capataz Monfranco, a boneca inflável prometeu à TV local total que a UDN lutará até o último centavo contra a entrada da Venezuela no Mercosul

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, enviou  hoje mensagem a Disneylândia, avisando que a missão enviada pela UDN para saudar o novo capataz do Paraguai foi um sucesso.

Prometida há alguns dias pelo Presidente de Nascença, a missão udenista foi a primeira delegação internacional a prestar homenagem à nova era da democracia paraguaia.

O objetivo da missão da UDN foi levar a solidariedade dos moradores da Caverna do Ostracismo ao recém-empossado capataz da República Transgênica do Paraguai, sr. Francisco Monfranco.

HOMENAGEM A STROSSNER: A boneca inflável da UDN depositou flores no túmulo do grande ícone da democracia paraguaia.

A missão da UDN ao país irmão foi chefiada pela líder da ala das bonecas infláveis da UDN, Bianca Dias.

Toda catota, a boneca inflável exibiu seu novo visual na recepção de gala oferecida pelo capataz. Sabedora de sua responsabilidade, trocou a cor do cabelo e botou um botox novo.

O poeta romano Virgílius também integrou a missão, e fez uma leitura dramática da nota oficial da UDN apoiando o golpe que levou o capataz ao poder.

Aplaudidíssimo, Virgilius chorou ao final da leitura do poema, sendo consolado pelo proconsul Agripinus, que aproveitou para propor ao novo capataz um negocinho de inspeção veicular em Ciudad del Este.

SEGREDOS UDENISTAS: O pres. Zezinho (DIREITA) não abre mão dos segredos que a Srta. Francine De L’Herbe constuma dizer aos seus ouvidos.

Estiveram presentes todos os altos dignitários da terra de Yparacai, exceto o zagueiro palmeirense Román e a principal autoridade do país, o Gerente Geral da Monsanto no Paraguai. Ele havia prometido participar do evento, mas acabou não indo porque teve que levar seu cachorro para passear.

Mal estar

No início da solenidade, uma gafe do cerimonial paraguaio quase pôs tudo a perder.

O mestre de cerimônias leu errado o nome da boneca inflável, confundindo-a com a Srta. Francine De L’Herbe, candidata-auxiliar do Mais Preparado dos Brasileiros na eleição deste ano.

As negociações iniciais da visita consideravam que a delegação da UDN seria chefiada pela Srta. Francine De L’Herbe, daí a falha. A boneca inflável foi escolhida porque o pres. Zezinho recusou-se a autorizar a ida de sua assessora para assuntos de downloads e uploads, por conta das eleições municipais, que demandarão seu infatigável trabalho de menina de recados do Maior dos Filhos da Mooca.

O capataz Monfranco ficou decepcionado e comentou com alguns capangas: “me gustaba mas que hubiese venido la De L’Herbe; es demócrata igual que nosotros y esta mejor que esta muñeca inflable, que tiene tan demasiado botox, que ya no se le queda firme em la cara”.

MODÉSTIA: A boneca inflável louvou a sabedoria dos donos do Paraguai em não ter imposto de renda no país: “pelo mesmo motivo, eu não costumo declarar minhas fazendas”.

Resolvido o mal-estar, o capataz mostrou-se gentil e encantado com os dotes democráticos da boneca inflável, a quem fez outorgar o título de Musa da Democracia Paraguaia. A boneca inflável quase estourou de satisfação.

OBEDIÊNCIA e ORGULHO: A boneca inflável da UDN atendeu aos apelos de seu líder.

Agenda oculta

Logo após o anúncio do sucesso da missão, notícias desencontradas começaram a correr. Dos caudalosos esgotos fétidos da Caverna do Ostracismo jorravam versões que diziam que havia um objetivo oculto na viagem da delegação chefiada pela boneca inflável.

Algumas fontes udenistas afirmam que a delegação tinha como objetivo real tomar algumas aulas de democracia para reproduzir em sua volta ao Brasil.

Outras fontes com trânsito e tráfico na Caverna do Ostracismo asseguram que a viagem, na verdade, foi para tratar de detalhes de uma operação secreta da UDN, liderada pelo Almirante do Tietê: a operação Caracu.

A operação tem como objetivo permitir o  estabelecimento do Acordo Caracu EUA-América do Sul, no qual os EUA entrariam com a primeira parte.

O acordo seria uma versão ampliada do Acordo Caracu EUA-Brasil, que tem sido sistematicamente boicotado pelos usurpadores do planalto. Neste acordo, o Brasil entraria com a retaguarda.

QUADRILHA: O capataz prometeu participar de uma festa junina quando for visitar o Brasil no futuro governo do pres. Zezinho. Ele e seus capangas Já estão ensainado para participar da dança típica.

A adesão do Paraguai é considerada vital pelo diretor do departamento de Acordos Caracu da Disneylândia, Sr. Ricardo Zúñiga. Ao que parece, o novo capataz paraguaio já antecipou que a parte paraguaia do acordo já está à disposição, e só espera os EUA entrarem logo com sua parte, que será a mais dura.

Comentário da tia Carmela

O Zezinho sempre gostou de gente sem nenhuma noção do ridículo.


Pres. Zezinho cria novo rodízio e acaba com bagunça em SP

30 de junho de 2012

HORA CERTA: Os eleitores infantis paulistas não aguentavam mais tanta pouca-vergonha e tanta bagunça.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, anunciou neste sábado a solução para acabar com a bagunça na Locomotiva da Nação.

O Presidente de Nascença vai implantar uma nova modalidade de rodízio na capital paulista, que entrará em vigor já no dia 1º. de janeiro de 2012, primeiro dia de seu mandato de 16 meses como prefeito.

Trata-se do rodízio das atividades de confraternização  noturnas mais populares na civilizadíssima metrópole bandeirantes.

ELEGÂNCIA HIGIENOPOLITANA: Agora, a gente bonita paulistana não erra mais o look na hora de sair de casa.

ELEGÂNCIA HIGIENOPOLITANA: Agora, a gente bonita paulistana não erra mais o look na hora de sair de casa.

O novo rodízio organizou as atividades de confraternização paulistanas da seguinte maneira:

Segunda-feira:  Incêndio de ônibus;

Terça-feira:  Arrastão em condomínios;

Quarta-feira:  Atentado  contra policiais, delegacias e bases da PM;

Quinta-feira:  Arrastão em restaurantes;

Sexta-feira: Arrastão em bares;

Sábado: Toque de recolher em bairros (escala a definir);

Domingo:  Dia livre para todas as atividades de confraternização da equipe do dr. Camacho.

A decisão de implantar o rodízio surgiu depois que o Almirante do Tietê percebeu que muitos paulistanos, especialmente os mais idosos,  estavam confusos, sem conseguir decidir onde era o melhor lugar para se esconder, por desconhecerem a programação noturna das atividades de confraternização.

Terceirização

O novo rodízio foi definido em reunião envolvendo as grandes lideranças da UDN paulista e o governador –geral do estado, Dr. Camacho (PCC-SP), no seu escritório na cidade de Presidente Bernardes.

O Maior dos Brasileiros determinou a seu muy amigo Geraldinho do Vale que adotasse as modernas práticas de gestão da UDN na operação do novo rodízio.  O Barão de Pindamonhangaba imediatamente tomou providências para a terceirização dos serviços.

CONFIANÇA: O Barão de Pindamonhangaba (DIREITA) ouviu atentamente as recomendações do pres. Zezinho (DIREITA).

CONFIANÇA: O Barão de Pindamonhangaba (DIREITA) ouviu atentamente as recomendações do pres. Zezinho (DIREITA).

Ficou acertado que o controle do rodízio será terceirizado para a mesma organização social (OS) responsável pela auto-gestão prisional no estado, por coincidência controlada pela famiglia do governador-geral.  Assim, os irmãos do Dr. Camacho deverão organizar as atividades de confraternização nas noites paulistas seguindo o rodízio, o que evitará confusão e insegurança dos moradores.

Repercussão

Outras famiglias atuantes na cena paulistana saudaram a decisão do pres. Zezinho como mais uma demonstração da capacidade gerencial do Prócer da Gestão Pública.  O sr. Roberto Cachoeira, editor-chefe da Revista Mais Vendida do Brasil, deve lançar uma edição especial de sua revista com a capa: “Acaba a bagunça: agora paulistanos sabem se é dia de arrastão ou de toque de recolher; especialistas explicam como se vestir e como se comportar em cada ocasião.”

ANTES NÃO TINHA, AGORA TEM: Graças à capacidade de gestão da UDN, agora todo paulistano tem direito a ter um ônibus incendiado em seu bairro.

Já a famiglia que escreve os editoriais do vizinho de Marginal do sr. Roberto Cachoeira publicou um elogioso editorial, afirmando que desde a Revolução de 32 São Paulo não vivia um dia tão glorioso.

A famiglia que controla o Jornal Mais Vendido do Brasil somou-se ao coro. Escalou uma prestigiosa jornalista de programa da casa para afirmar que o sucesso da iniciativa deveu-se à grande familiaridade que o Maior dos Filhos da Mooca tem com uns amigos goianos do pessoal da auto-gestão prisional. Esse conhecimento, somado à sua habilidade de negociador com esse tipo de gente, teria permitido o acordo que selou o fim da bagunça na progressista Paulicéia.

Mesmo impossibilitados de sair às ruas, pois havia um toque de recolher em vários bairros, os eleitores infantis paulistas lançaram-se excitados aos ipads para uma grande manifestação de apoio ao novo rodízio paulistano no espaço cultural virtual do sr. Reinaldinho Cabeção.

QUADRILHA: A UDN preparou uma bela festa junina para comemorar a nova idéia do pres. Zezinho, mas coincidiu com dia de toque de recolher na Caverna do Ostracismo e ninguém foi.

Comentário da tia Carmela

O Zezinho sempre gostou de toque de recolher. Quando ele era criança, gostava de brincar de presidente com os amiguinhos dele. Ele pegava um caixote para ser a mesa dele, e os moleques vinham um por um e o Zezinho dava ordens. Uma mais feia que outra, cada maldade que ele mandava os moleques fazer! Mas a parte que ele mais gostava era a hora do toque de recolher. De repente, no meio da brincadeira, ele gritava “Toque de recolher!” de supresa, pegava um cabo de vassoura e saía correndo atrás dos moleques que tinham que se esconder em algum lugar, senão levavam umas vassouradas. Quando acertava algum, o Zezinho ria…


Pres. Zezinho empolga a UDN: vamos avançar sobre São Paulo!

24 de junho de 2012

O pitta de estimação do pres. Zezinho empolgou-se com o clima da convenção e tentou avançar sobre o potinho de ração do Cachorro-Lagosta, que reagiu com fúria.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, acaba de ser aclamado candidato da UDN à prefeitura de São Paulo.

Com isso, o Presidente de Nascença terá a oportunidade de fazer uma divertida campanha-treino neste ano, preparando-se para a revanche Brasil-UDN em 2014.

A decisão do Maior dos Filhos da Mooca de aceitar a incumbência de dirigir a Locomotiva da Nação encheu de júbilo os eleitores infantis paulistas, que saíram às ruas para comemorar.

AMOR AO VERDE: Cotado para vice, o clone do Sr. Eduardo Jorge tem 200 mil razões para continuar na prefeitura.

Em seu emocionante discurso, o  Maior dos Homens Públicos assegurou que, nos 16 meses de seu futuro governo, continuará a obra de seu pitta de estimação, aprovada pela unanimidade dos orgulhosos paulistanos.

Questionado por um jornalista (já devidamente demitido) por que ficaria apenas 16 meses na prefeitura, o pres. Zezinho disse: eu não preciso de mais tempo do que isso para corrigir os problemas da cidade.

Empolgação

O Homem Que Já Nasceu Presidente comprometeu-se solenemente a  garantir que a UDN continue avançando sobre a riqueza de S. Paulo.

Os udenistas vibraram quando o Almirante do Tietê puxou a nova palavra de ordem da UDN: “Vamos continuar a avançar sobre São Paulo!”

As  finanças municipais serão uma das prioridades do governo do Maior de Todos os Economistas, que já escalou seu assessor para assuntos propinoviários, sr. Paulo Caixa Preta Dois, para avançar sobre as finanças do município.

APETITE UDENISTA: Os convencionais udenistas precisaram de poucos segundos para devorar o lanchinho que foi servido.

Outra prioridade serão os transportes. O Mais Inteligente dos Humanos declarou que não perderá tempo expandindo o sistema de ônibus e avançará sobre mais áreas verdes desnecessárias para construir novas avenidas, como fez na ampliação da Av. Marginal Serra.

LENHA NA FOGUEIRA: O pres. Zezinho prometeu que vai queimar etapas para completar o trabalho de seu pitta de estimação no avanço sobre as favelas de SP.

As favelas serão outra preocupação de seu governo. Em discurso inflamado que incendiou a convenção, disse que a UDN continuará a avançar sobre as favelas, em um ritmo quente e fogoso, garantindo um revolucionário sistema de aquecimento aos moradores.

O ponto alto da solenidade deu-se quando O Mais Correto dos Homens Públicos também prometeu avançar sobre o patrimônio público municipal, através de um programa de privatizações de imóveis, empresas e serviços públicos  conduzido com a mesma honestidade e competência que caracterizou sua passagem pelas privatizações federais.

Nesse momento, o ex-sábio FHC não se conteve e caiu em prantos, dizendo baixinho: “até que enfim alguém aqui reconheceu minhas obras”.

QUADRILHA: Os eleitores infantis paulistas fizeram uma bela festa junina para alegrar a convenção da UDN.

Comentário da tia Carmela

O Zezinho sempre gostou de avançar sobre as coisas dos outros.  Quando  ele era criança, na Mooca tinha várias pessoas que faziam festa de Cosme e Damião. No dia dos santinhos, elasdistribuíam doces para a molecada.  Nesse dia, o Zezinho ficava muito assanhado. Ele se oferecia para ajudar na distribuição.  Aí, tudo mundo dizia: “como o Zezinho é bom menino, ajuda a distribuir os doces”.  Ele organizava tudo bem organizadinho numa mesa na calçada. Só que, na hora de distribuir, ele mesmo avançava sobre a mesa e pegava quase tudo pra ele e deixava as outras crianças só com um pirulito cada. Depois, mandava o Reinaldinho Cabeção sair espalhando pelo bairro: “o Zezinho é muito honesto e muito competente, distribuiu os doces direitinho”.


Jantar na Caverna do Ostracismo atrai milhões

26 de novembro de 2011

SUCESSO: A venda de convites para o jantar com FHC é um sucesso!

A presença do Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, será um dos pontos altos do jantar beneficente promovido pelo Retiro do Udenista (Caverna do Ostracismo, fundos, Higienópolis).

O Presidente de Nascença rivaliza com o palestrante de honra, o ex-intelectual FHC, na capacidade de atrair importantes representantes da gente bonita paulistana para o convescote.

O evento faz parte de uma grande campanha para coletar recursos para a   ampliação da Caverna do Ostracismo. A reforma é urgente, pois em outubro do ano que vem o valhacouto udenista deverá receber vários novos moradores.  A reforma feita no ano passado não foi suficiente pois, após as eleições de 2010, a maravilha udenoespelológica ficou superlotada, com a mudança do pres. Zezinho e vários outros correligionários para lá.

Jantar atrai milhões

Foi iniciada a venda de convites, cada um ao preço de mil reais. Entretanto, apenas cem dos quinhentos convites foram adquiridos até agora, a maioria deles vendida aos jornalistas de programa que a UDN tem na redação dos jornais e revistas mais vendidos do Brasil.

AÇÃO ENTRE AMIGOS: A Sra. Elaine Tucanhede ficou encarregada de vender uma rifa no jantar, para ajudar na coleta de fundos.

Fontes da tesouraria da UDN  relacionam à baixa procura ao proverbial compromisso da UDN paulista com controlar gastos.

Segundo o tesoureiro da UDN paulista, Sr. Paulo Caixa Preta II, o fato de não haver muitos compradores não preocupa: “Na hora em que precisarmos, de verdade, todos os ingressos serão  adquiridos por algumas empresas que desinteressadamente têm apoiado a UDN em sua cruzada moral pela redenção da Pátria”.  De fato, a  UDN tem conseguido atrair milhões com o método CCR (compra, compra e reembolsa), usado  na sua relação com empresas idôneas.

Programa

O evento iniciar-se-á com um coquetel, animado por uma apresentação do sanfoneiro de estimação da UDN, Sr. Dominguinhos. Depois que o músico terminar seu espetáculo e for para a cozinha para comer com os outros empregados, será servido o jantar, cujo menu seguirá a linha popular.

O cardápio foi preparado por Caetano, um ex-gênio que FHC acolheu na Caverna do Ostracismo e que lá trabalha como cozinheiro.

AUSÊNCIA: A Sra. L. Hipólitro não poderá comparecer, mas mandará o Sr. Daniels, seu assistente, para representá-la.

Em homenagem à aproximação da UDN às classes populares, estão previstos pratos tipicamente populares da cozinha contemporânea francesa, como foie gras em caldo thai; crème de poireaux vichyssoise;  pato confitado grelhado com pimentões verdes e gengibre; e salmão ao beurre blanc com pétalas de flores do campo.

Além dos vinhos, será servida também cerveja preta, em homenagem ao Acordo CARACU EUA-Brasil.

Ao final do jantar, será a vez dos inspirados discursos. O pres. Zezinho fará o discurso de apresentação do convidado de honra e depois passará a palavra ao ex-sábio FHC, que fará um discurso autobiográfico com o título: “Porque Lula tem inveja de mim”.

Por fim, a tertúlia será encerrada por uma apresentação literária: o mais imortal dos jornalistas de programa, Sr. Merdoval Pedreira, fará a leitura dramática de trechos de seu novo livro, uma coletânea de cartas de amor endereçadas a uma musa misteriosa, que muitos acreditam ser a Sra. Miriam Cochonne.

Comentário da tia Carmela

QUADRILHA: Como sempre, o evento da UDN vai terminar em festa junina.

O Zezinho sempre gostou de festa beneficente. Quando ele era menino, ele gostava de juntar a molecada que andava com ele para irem na festa de São Vito. Uma vez, ele mandou o Reinaldinho Cabeção fazer uns bilhetes de rifa, dizendo que era para ajudar as obras da creche da igreja de São Vito e que o prêmio era passar um dia com o Zezinho.  Quando chegou a hora da festa, ele chamou o Reinaldinho Cabeção, fez ele vestir a roupa de domingo e ir para a festa de São Vito vender a rifa. Ele oferecia a rifa, todo sério, dizendo que o prêmio era maravilhoso, porque o Zezinho era o menino mais inteligente do mundo e que um dia seria presidente. Quando o Padre Giovanni descobriu que eles estavam vendendo aquela rifa dizendo que era para ajudar a creche, ficou furioso, pegou os dois moleques pelas orelhas e levou até a casa deles. Naquela noite, os dois foram dormir de traseiro quente…


Ponte Onestes Quercia: o novo point da UDN paulista

23 de agosto de 2011

LAZER: Aos domingos, a ponte é fechada aos carros por 75% do tempo, para que os eleitores infantis paulistas possam apreciá-la e prestar sua homenagem ao inesquecível amigo da UDN.

Um mês após sua inauguração, que contou com a presença do Mais Preparado dos Brasileiros,  o futuro pres. Zezinho, a Ponte Estaiada Onestes Quercia atrai a atenção dos paulistanos. A ponte deverá aumentar em 75% a fluidez e a liquidez do trânsito na Av. Marginal Serra,  segundo o Sr. Paulo Caixa Preta 2, diretor para assuntos propinoviários da UDN paulista.

Como se sabe, o homenageado foi o favorecido por um dos grandes milagres do Presidente de Nascença: a Conversão de Onestes, que transformou um terrível meliante e inimigo da UDN em um de seus mais amados defensores e ídolos. Segundo fontes do Vaticano, este milagre, sozinho, aumentou em 75% as chances de beatificação in vita do Almirante do Tietê, segundo a contabilidade da agenda do Sr. Paulo Caixa Preta 2.

O muy amigo do pres. Zezinho, Sr. Geraldinho do Vale, foi muito elogiado por homenagear o bom Onestes dessa maneira singela, e comentou que essa é a primeira homenagem: “na verdade, a ponte é apenas parte da homenagem; ainda vamos inaugurar um presídio em Pinda e uma cabine de pedágio na Via Anhanguera com o nome do bom Onestes”. O Sr. Paulo Caixa Preta 2 confirmou que 75% das providências já foram tomadas, e logo mais ele tomará o resto.

PRECAUÇÃO: Simulações mostraram que a ponte é capaz de abrigar 75% dos motoristas que circulam na área, nas futuras enchentes.

Um mês decorrido da inauguração, a Ponte do Onestes tornou-se o novo point da UDN em SP. Centenas de eleitores infantis paulistas deslocam-se até a Av. Marginal Serra para contemplar a grande obra. Segundo dados coletados pelo Sr. Paulo Caixa Preta 2, cerca de 75% dos udenistas já visitaram o local.

O afluxo interessados em conhecer a ponte, concebida pelo majestoso encéfalo do Maior dos Engenheiros Pátrios, tem acarretado um aumento de 75% do trânsito na região, que tem sido devidamente gerenciado pelo Sr. Paulo Caixa Preta 2.

A ponte dos suspiros

Quem visita a ponte pode assistir o ar respeitoso e solene que os udenistas assumem ao chegar à ponte. Depois de suspiros e comentários como “isto sim é ponte de primeiro mundo!” ou “bem que o Sr. Paulo Caixa Preta 2 disse que é 75% maior que as pontes do Brooklyn e de Madison!”, os visitantes comentam que somente o pres. Zezinho seria capaz de conceber tal maravilha.

QUADRILHA: A ponte virou palco de 75% das festas juninas da UDN na Paulicéia.

Depois, os fiéis e agradecidos eleitores da UDN ajoelham-se e oram pela alma do bom Onestes que, lá do céu, continua abençoando e protegendo seus velhos correligionários da UDN paulista.  Enquanto isso, o Sr. Paulo Caixa Preta 2 coleta os donativos para a construção de estátua do homenageado; consta que 75% já foram recolhidos.

Comentário da tia Carmela

Deus me livre! Ainda por cima o Maluf foi nessa inauguração… Essa ponte deve ser mal-assombrada.