GOLPE COM CLASSE: UDN FAZ PANELAÇO GOURMET

9 de março de 2015

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, foi um dos mais entusiasmados participantes da nova forma de mobilização promovida pela UDN: o Panelaço Gourmet contra a ascensão social dos pobres.

REQUINTE: FHC mostrou que se pode protestar sem perder o charm.

REQUINTE: O ex-sociólogo FHC mostrou que se pode protestar sem perder o charm.

Com o apoio do Presidente de Nascença, a UDN promoveu um maravilhoso caçarolaço pela entrega do pré-sal à Chevron.

A democrática manifestação encheu os ares de Higienópolis com o som do protesto da sua gente bonita contra o governo da usurpadora do planalto, que só se preocupa com a gente burra, desinformada, atrasada, vagabunda, sub-humana e sem classe do nordeste.

O ponto alto  da manifestação foi a participação do ex-intelectual FHC. Pouco após o início do espetáculo ele saiu à janela acompanhado de seu secretário particular, que o representou na percussão do concert de cassarole contra o aumento do salário mínimo.

Empolgados por verem o homem que teve a honra de servir Bill Clinton, os eleitores infantis paulistas mostraram que são bons de ritmo e batucaram em suas panelas Alessi um coro consagrador para o ex-sábio: “Ô seu Obama, faça o favor! Põe o FHC como nosso ditador!”

O ex-luminar emocionou-se e foi às lágrimas, que caíam na bela gravata-babador com listras brancas e vermelhas e estrelas brancas sobre fundo azul, em uma cena de pungente patriotismo.

TERROR: A gente bonita de Higienópolis já preparar seus Hummers para imitar os famintos venezuelanos.

TERROR: A gente bonita de Higienópolis já prepara seus Hummers para imitar os famintos venezuelanos.

Na Vila Madalena, outra facção dos eleitores infantis paulistas também se empolgou e montou o bloco fora de época “Panelaço Le Creuset na Cabeça do PT”.

Entretanto, com medo de cruzar com a gente feia da Zona Leste que vai se divertir no moderno bairro paulistano, os udenofoliões preferiram tocar suas panelas nas varandas-gourmet de seus apartamentos, de onde clamavam por morte aos petistas e pelo fim do Bolsa-Família.

Dona Neca era uma das mais empolgadas, e disse que o evento cívico lembrou as alegrias dos panelaços de sua infância:

“Isto tudo me faz lembrar 1964, quando fizemos um panelaço em defesa da tradição, da família e da propriedade. Mas naquele tempo era melhor. Mamãe mandou as empregadas ficarem batendo as panelas enquanto acenávamos para os vizinhos na janela. Hoje, por causa da Dilma e do PT, eu mesmo tive que bater na panela, porque inventaram esse negócio de direitos e folgas para empregadas. Onde já se viu, não se consegue mais ter uma mucama disponível no domingo à noite! Acaba uma senhora da minha idade e condição tendo que bater na panela…”

AUSÊNCIA: Tancredo Neves nào participou porque estava escondido embaixo da cama, mas não o pó não lhe incomodou.

AUSÊNCIA: Tancredo Neves não participou porque estava escondido embaixo da cama, mas o pó não incomodou o grande líder udenista.

No Rio de Janeiro, o bairro do Leblon viveu momentos de congraçamento. Em vários edifícios da Av. Delfim Moreira se avistava distintas senhoras batendo em suas elegantes panelas Fissler.

A grande ausência do panelaço do Leblon foi a de Tancredo Neves, que ainda não havia saído de debaixo da cama, mesmo depois de a irmã ter assegurado que já tinha livrado a barra dele.

Em compensação, D. Danuza era das mais animadas: “eu nunca havia segurado uma panela antes, mas contra o comunismo e contra encontrar o porteiro do prédio em New York, tudo vale a pena!”

Tio Sam foi convidado para o novo panelaço, nas festas juninas da UDN, e já está soltando seus balṍes de ensaio.

QUADRILHA: Tio Sam foi convidado para o próximo panelaço, nas festas juninas da UDN, e já está soltando seus balṍes de ensaio.

Comentário da tia Carmela
Aqui na Mooca não ouvi nada. Mas sei que teve um panelaço lá no Cambuci. Minha prima Alzira ligou para avisar que as vizinhas dela, na Rua Barão de Jaguara, brigaram por causa do barulho do som do carro novo do filho de uma delas e a outra deu com uma caçarola na cabeça da vizinha. Bateu tão forte que tirou sangue e ela foi parar no Hospital Cruz Azul. Aí apareceu um jornalista da Veja e escreveu uma matéria dizendo que no Cambuci teve uma grande adesão ao panelaço…

 

Anúncios

Meiguice: Udenistas inundam Pólo Norte com cartas para Papai Noel

16 de dezembro de 2011

ALTRUÍSMO: Os eleitores infantis paulistas pediram a Santa Claus edições diárias da Veja.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro presidente Zezinho, enviou uma carta ao Papai Noel pedindo seus presentes para este Natal.

Em sua cartinha, o Presidente de Nascença foi honesto, como sempre, e reconheceu que, no ano passado, teve mal comportamento e mereceu ficar sem presente.

À FLOR DA PELE: Os udenistas de Higienópolis têm escrito pungentes cartinhas a Santa Claus, pedindo para a casa do pres. Zezinho não cair.

Mas também  contou a Santa Claus que melhorou muito em 2011:  “neste ano só espionei o Tancredo Neves um pouquinho; da Dilma eu só falei mal, mas ninguém mais liga para o que eu falo, mesmo…”

Com base nisso, o Lider Impoluto argumentou que merece alguns presentes neste ano, e fez uma  lista na cartinha.

Segundo fontes da Caverna do Ostracismo, fundos, os principais pontos da lista de presentes desejados pelo Mais Honesto dos Seres são:

  • Uma pistola de raios destruidores de livros de capa azul;
  • Um desconectador de blogs sujos;
  • Um endereço novo no Caribe;
  • Uma filha nova.

AMOR FAMILIAR: O pres. Zezinho pediu ao Papai Noel uma filha nova, porque a atual já está muito manjada.

UDN segue o exemplo do Pres. Zezinho

Os principais próceres da UDN seguiram o exemplo do Presidente de Nascença e escreveram para Santa Claus.

O eminente ex-intelectual FHC surpreendeu. Escreveu a Santa Claus dizendo que, neste ano, quer ganhar um kit disfarce, e advertiu Papai Noel:  não quer livro nenhum de presente, e seria uma infâmia se recebesse algum.

Todos os ex-intelectuais que ainda permanecem na UDN fizeram pedido semelhante: nada de ganhar livros neste ano, apesar da campanha que circula na internet.

Direto de sua toca em Veneza, o ghost-righter aposentado do pres. Zezinho, Sr. Diogo de M., mandou carta a Santa Claus pedindo para assumir o lugar de Reinaldinho Cabeção. Consta que Santa vai mandar entregar na cidade dos ratos apenas uma máquina de raspar a cabeça e um chapéu.

CORAÇÃO GELADO: Papai Noel vai mandar só um postal em resposta às cartinhas

O líder da seção caribenha da UDN, Almirante Sérgio Ricardo, foi arrojado em seu pedido.

O grande navegador da prestigiosa organização higiênico-monetária pediu uma frota de navios, porque está precisando visitar vários locais no Caribe e levar uns baús de tesouro de uma ilha para outra.

O Presidente da UDN pediu ao Papai Noel que todos os deputados petistas sejam bonzinhos e inofensivos para a  UDN  como o Vacarezza é.

Já Tancredo Neves foi modesto. Pediu apenas um sistema de isolamento acústico para seu apartamento no Leblon. A vizinhança tem reclamado que ele passa o tempo todo gargalhando alto e não deixa ninguém dormir.

Comentário da tia Carmela

QUADRILHA: A UDN acabou com a pescaria em suas festas juninas, para não deixar pegarem seus peixes grandes.

O Zezinho sempre gostou desse negócio de cartinha para o Papai Noel. Teve uma vez, que ele resolveu que a turma toda ia escrever para o Papai Noel, pedindo os presentes. Ele juntou os moleques que andavam com ele, deu um lápis e uma folha de papel pra cada um e foi falando pra cada um deles o que deviam escrever. Pro Nicola, disse: “escreve aí que eu mereço ganhar um carrinho novo”; pro Robertinho, mandou “escreve na sua carta que eu tenho que ganhar uma permanente pro Cine Imperial”, pro Mauro, ele falou “escreve pro Papai Noel falando que eu quero ganhar uma coleção de miniaturas de carrinho”. E assim por diante.  Quando chegou a vez do Reinaldinho Cabeção, antes do Zezinho falar ele se antecipou: “Zezinho, escrevi na minha cartinha tudo o que você falou pros outros meninos, e ainda coloquei mais uns brinquedos que eu sei que você quer ganhar”.


Churrasco do Pres. Zezinho na Caverna do Ostracismo foi um sucesso total

15 de maio de 2011

ESPECIALISTA: A cleptoprenda da Caverna Ostracismo acendeu o fogo e assou as carnes.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, ofereceu ontem um maravilhoso churrasco em sua atual residência, na Caverna do Ostracismo, fundos, no simpático bairro paulistano de Higienópolis.

O Presidente de Nascença convidou para o evento alguns dos principais líderes da UDN, e a maioria compareceu animadíssima.

O churrasco atraiu muita gente de bons odores para Higienópolis. O primeiro a chegar foi o seu ex-menino de recados, Sr. Bob Freire que, como é de conhecimento geral, não perde uma boquinha por nada desse mundo.

Outro importante correligionário da UDN que, logo no começo, já estava grudado na churrasqueira esperando sair qualquer coisa foi o Sr. Maciel, um mapa do Chile sem função que foi largado na Caverna do Ostracismo em fevereiro. O Sr. Maciel aparentava estar faminto, já que falharam suas tratativas com o pitta de estimação do pres. Zezinho, que lhe oferecera uma boquinha.

Uma gentalha petista tentou estragar o evento, fazendo arruaça nas cercanias da Caverna do Ostracismo, como se vê no vídeo abaixo:

Essa gente diferenciada era apenas um punhado de desocupados, e os eleitores infantis do bairro não deram ouvidos a eles.

MIOPIA: Petistas e míopes viram centenas de pessoas na arruaça, mas o jornalista macrocéfalo corrigiu e disse que eram apenas 30 pares.

Segundo um importante jornalista macrocéfalo, os baderneiros eram apenas trinta pares compostos por um maconheiro e um petista, ainda por cima traidores de classe que, revoltados com seus pais, resolveram sair fazendo arruaça por aí.

Prestígio na imprensa

Além dos importantes udenistas que compareceram,  também se notava a presença de muitos jornalistas de programa.  Circulando com desenvoltura na Caverna do Ostracismo, os periodistas eram só elogios à iniciativa do Maior dos Filhos da Mooca.

A mais empolgada era a Sra. Elaine Tacanhede, que fazia a cobertura ao lado de seu marido, antigo serviçal do pres. Zezinho.  A importante feromonornalista declarou, logo ao entrar: isto sim é cheiro de churrasco! Lá fora aquela gente está fazendo um churrasco que fede a sebo! Eles nem devem saber onde é a Bassi, disse ela, horrorizada com a gentalha diferenciada que badernava do lado de fora.

FETICHE: Certos jornalistas fazem qualquer coisa para participarem dos eventos da UDN.

A nota triste do evento foi o desentendimento entre o bhost-righter do pres. Zezinho, sr. Reinaldinho Cabeção, e o  Cachorro-Lagosta. O importante líder udenocanino não gostou da brincadeira que o jornalista das 50 mil razões fez. Reinaldinho Cabeção compareceu ao churrasco vestido com uma fantasia de lagosta, e o simpático cãozinho perdeu a fleuma.  Investiu contra o jornalista das 50 mil verdades, gritando: “o único quadrúpede udenista que pode usar roupa de lagosta sou eu!”e aplicou vigorosa mordedura na flácida nádega direita do Sr. Reinaldinho Cabeção.

Sempre preocupado com a harmonia e a concórdia, o pres. Zezinho deu uma reprimenda nos dois brigões. Disse que o Cachorro-Lagosta devia se comportar melhor, e mandou-o para a casinha, pensar no que fez. Para o Sr. Reinaldinho Cabeção, o Almirante do Tietê disse: “Quantas vezes já lhe falei para deixar essas fantasias de lado? Por isso você vive passando vergonha por aí. Todo mundo ri da sua cara por causa dessas suas fantasias idiotas!”

Comentário da tia Carmela

QUADRILHA: Nas festas juninas da UDN, a barraca do churrasco e a quadrilha sempre estão presentes.

O Zezinho sempre gostou de churrasco. Uma vez, fizeram um churrasco na vizinhança, e ele foi com o Reinaldinho Cabeção e com um amiguinho deles, o Marquinho, um menino tão magrinho que, coitado, acho que estava passando necessidade.  Eles comeram tanto no churrasco, que o dono da casa uma hora teve que falar pra eles deixarem alguma coisa para os outros. Aí o Zezinho ficou bravo e disse que isso era um absurdo, onde já se viu, ele era o convidado mais importante. O Reinaldinho Cabeção logo emendou, dizendo que aquele era um churrasco  de uma gente muito chinfrim e que eles deviam agradecer pelo Zezinho estar lá. E começou a botar defeito no churrasco, dizendo que a carne era ruim, as bebidas estavam quentes, as pessoas estavam mal vestidas… Enquanto isso, o Marquinho aproveitou a confusão e, discretamente, pegou uns espetinhos e saiu correndo pra fazer sua boquinha escondido…


Carnaval na Caverna do Ostracismo: UDN funda escola de samba

3 de março de 2011

Nosso agradecimento ao Revmo. Pe. Quevedo, que inspirou e contribuiu com a elaboração deste post. Minha tia Carmela disse que vai fazer um bolo de chocolate especial para ele.

A Unidos da UDN adotou a tração ecológica em seus carros alegóricos, com a ajuda de importantes jornalistas do Jornal Mais Vendido do Brasil.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro presidente Zezinho, foi convocado pelos seus colegas da Caverna do Ostracismo para mais uma tarefa fundamental para a redenção da Pátria Bandeirante.

O Presidente de Nascença foi escolhido por unanimidade para ocupar o cargo de Diretor de Harmonia da nova agremiação carnavalesca paulistana: A Escola de Samba Unidos da UDN.

Nascida para o sucesso, a já popularíssima escola de samba está roubando a cena do carnaval paulistano, como somente a UDN saberia fazer.

Com sede localizada no aristocrático bairro de Higienópolis, a Unidos da UDN vem para seu primeiro carnaval com o enredo “Naveguei no Mar da Traição para Chegar em 2014 ao Reino Encantado do Planalto Dourado: O Sonho do Almirante do Tietê”.

O enredo conta as aventuras de um personagem mitológico, o Almirante do Tietê, em sua luta contra os mais terríveis monstros para chegar ao Reino Encantado do Planalto Dourado, construído para ele desde a eternidade.

O mascote da escola, sr. Cachorro-Lagosta, aprovou a fantasia que vai usar no desfile deste ano.

Confira a ficha técnica da nova alegria dos paulistanos:

Nome Oficial: Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos da UDN

Data de fundação: 21/04/1500

Cores Oficiais: Verde-dólar, Azul-euro e Amarelo-ouro

Ave-símbolo: Tucano Real (Ramphastos udeenius vulgaris)

Endereço: Caverna do Ostracismo , fundos, Higienópolis-SP

Patronos: Daniel Mendes e Gilmar Dantas

Presidente: Serginho Guerreiro

Presidente de Honra: Seu Fernando Pé na Cozinha

Vice-Presidente: Mapa do Chile

Tesoureiro: Paulo Caixa Preta 2

Diretor de Bateria: Mestre Hariovaldo de Almeida Prado

Diretor de Harmonia, Concórdia e Lealdade: Zezinho da Mooca

DEVASSA: Depois de unir-se à UDN na campanha do pres. Zezinho, a sra. Sandy perdeu de vez a compostura e prometeu desfilar vestindo apenas um rótulo de cerveja.

Diretor de assuntos gráficos: Paulo R. Gates de Souza

Diretora de Fumacê: Francine De L’Herbe

Diretor Comercial: Fernandinho Gabeiramar

Diretor de Projetos Comunitários Bacanas com Crianças Remelentas: Gilbertinho da Vila

Diretor Espiritual: $ilas Malacheia

Capelão: Pe. Marcelo Rossi

Motorista: Jarbas Pernambucano

Ala dos Compositores: Caetano Cozinheiro, Jobinzinho Sargento e Dominguinhos Sanfoneiro

Assessor de imprensa: Merdoval Pedreira

Mascote: Cachorro-Lagosta

Rainha da Bateria: Cláudia Abreu

Madrinha da Bateria e Boneca Inflável da Rapaziada: Bianca Dias

Mestre-Sala e Porta-Bandeira: Bob Freire e Soninha Copélia

Destaques: Miriam Cochonne, Hipólito da Costa, Joanna Kramer, Cristiana Cordeiro e Elaine Tacanhede

QUADRILHA: O mestre-sala e a porta-bandeira vêm treinando há tempos na quadrilha da UDN.

Velha Guarda: Heráclito de Éfeso, Mao Boba, Jorge Borraugem, Cesar Malta

Comissão de Frente: 20% (a ser recolhida pelo sr. Paulo Caixa Preta 2)


Comentário da tia Carmela

Agora é que o carnaval vai virar uma pouca-vergonha, mesmo…




Obelisco homenageia o Pres. Zezinho

20 de novembro de 2010

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, recebeu mais um tributo merecidíssimo de seus correligionários da UDN.

O Presidente de Nascença foi homenageado com um belo monumento erigido na porta de sua nova residência, na Caverna do Ostracismo, fundos, junto à Praça Vilaboim, bairro de Higienópolis.

Na foto, quatro eleitores infantis paulistas maravilhados contemplam o monumento, enquanto brincam em uma enchente do Rio Tietê.

Lançada pelos srs. Jimmy Cricket e Aurelio Monte y Vaz, a mobilização para a homenagem ao Mais Competente dos Gestores empolgou os eleitores infantis paulistas, que não se recusaram a participar da subvenção pública.

O movimento arrecadou em apenas uma semana a soma de R$ 12 milhões. Descontados os R$ 4 milhões a cargo do sr. Paulo Caixa Preta 2, sobraram R$ 8 milhões, o que permitiu construir um belíssimo monumento.

Ciclonudista e assessora para assuntos inconfessáveis do pres. Zezinho, Soninha Copélia foi à inauguração vestida a caráter.

O Modelo de Homem Público ficará imortalizado no solo do no upper west side paulistano através de um majestoso obelisco  construído em papel machê.

Fachada da Caverna do Ostracismo é valorizada

A localização é a melhor possível: fica bem em frente à Caverna do Ostracismo. No local, funciona o Retiro dos Udenistas, o honorável valhacouto onde o pres. Zezinho e seus brothers in arms da UDN passam suas tardes jogando bocha e falando mal do penteado da usurpadora-mirim do planalto.

Inicialmente cogitou-se erigir uma estátua equeste do Presidente de Nascença, mas a proposição foi abandonada pois, em outra ocasião, essa idéia gerou uma luta intestina entre os principais jornalistas de programa do país, em busca do papel de modelo da parte de inferior do monumento.

A idéia do monumento em formato de obelisco encontrou uma excelente acolhida entre os líderes udenistas. O intelectual errante Diogo de M. apoiou com entusiasmo a iniciativa do obelisco, afirmando que daria um ar de Washington a Higienópolis, e faria da Caverna do Ostracismo o capitólio da gente bonita paulistana.

Comentário da tia Carmela

QUADRILHA: O síndico da Caverna do Ostracismo comandou a bela festa junina que a UDN fez na inauguração

O Zezinho sempre gostou de obelisco. Quando inauguraram o obelisco do Ibirapuera, o pai levou ele e o Reinaldinho Cabeção para conhecer. Quando o Zezinho viu aquilo, ficou maravilhado. Na hora falou para o Reinaldinho: “eu quero um desses em minha homenagem, também!” No dia seguinte, o Reinaldinho Cabeção juntou umas caixas de papelão no quintal de casa, empilhou e amarrou com barbante, formando um troço comprido e alto. E colocou uma tabuleta escrito “Obelisco do Zezinho”. Quando o Zezinho chegou na casa do Reinaldinho Cabeção e viu o seu obelisco no quintal, disse para o Reinaldinho Cabeção: “Isso ficou uma porcaria! Trate de fazer outro, maior e igualzinho ao do Ibirapuera, que esse lixo que você fez não é digno de mim!”.


Divirta-se com as figurinhas "Os Amiguinhos do Zezinho" – Pacotinho 21

10 de novembro de 2010

Mais um pacotinho de figurinhas “Os Amiguinhos do Zezinho”, pra você continuar sua coleção. Está quase acabando!

CLIQUE AQUI PARA VER OS PACOTINHOS ANTERIORES.

67 - GRANDE AMIZADE: Xuxu é um prato que se come frio.

267 - AGORA, SÓ COM PROTEÇÃO: A srta. Soninha Copélia convenceu o pres. Zezinho (direita) a tomar mais cuidado.

25- EMOÇAO: O Poeta romano Virgílius emocionou-se com a recepção calorosa que teve na Caverna do Ostracismo, fundos, e porque Lula não quer brincar com ele.

2 - CULTURA É BOM NEGÓCIO: O banqueiro que o pres. Zezinho (direita) colocou na direção da TV Cultura vai trocar os jornalistas por terminais automáticos 24 horas.

40 - UPPER WEST SIDE PAULISTANO: A Caverna do Ostracismo valorizou o bairro de Higienópolis.

9 - HONRARIA: Os aposentados de Higienópolis convidaram o Pres. Zezinho (direira) para participar dos jogos de bocha.

36 - LIXO HUMANO: O menino de recados do pres. Zezinho, sr. Bob Freire, está muito preocupado com a poluição que a humanidade produz.

321 - LIVRO ABERTO: Dr. Eduardo Jorge não tem o que esconder.

153 - NOBREZA DE SENTIMENTOS: Verdadeiros amigos não têm segredos entre si.

20 - TOLERANCIA: O pres. Zezinho anunciou que a srta. Mayara Obtuso será sua ministra da integração nacional, para fazer do Brasil uma casa de harmonia e tolerância.

35 - MENINO FELIZ: O pres. Zezinho não consegue se separar de alguns brinquedos do tempo de criança.

97 - BUSCA DESESPERADA: A srta. Soninha Copélia não lembra onde deixou sua reputação.

4.000.000 - GENTILEZA: O sr. Paulo, assessor afrodescentede para assuntos propinoviários, mandou um remédio milagroso para o pres. Zezinho.

69 - TRANSPARÊNCIA: A bancada da UDN na Assembléia de SP pediu uma sala maior para esconder os pedidos de CPIs.

336 - BRINDE: Dirigentes de empresa francesa compraram vários simpáticos pássaros parasitas de bico grande (direita) para distribuir aos amigos no final do ano.