Pres. Zezinho anuncia Acordo CARACU com EUA

O Presidente de Nascença anunciou que fará um acordo bilateral com os EUA.

Em mais uma decisão corajosa, majestática e gerencial, o Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro presidente Zezinho, decretou o fim do MERCOSUL.

Com o fim dessa idéia petista de se integrar com um bando de indiozinhos analfabetos, as sempre igualitárias relações entre Brasil e EUA entrarão em nova fase, graças a mais esta sábia decisão de estadista do Presidente de Nascença.

Nesta nova fase da política externa, o Brasil deixará de fazer acordos com países de terceira categoria e poderá dedicar-se à retomada de negociações de alto nível com os EUA, nosso tradicional benfeitor.

O representante de Obama ficou emocionado com o presente recebido.

Segundo fontes de Washington, três experientes ex-ministros das relações exteriores da UDN foram enviados à Disneylândia como emissários do Mais Competente dos Brasileiros: o ex-sábio FHC, Petro Myzontides Lampreia e M.G. Lafer.

Na Disneylândia, depois de pagarem o ingresso, conseguiram ser recebidos pelo Mickey, representando oficialmente o presidente Obama, enquanto este comia um cachorro-quente.  Nas conversas, o rato americano apresentou os termos de um novo acordo a ser assinado pelo Mais Formidável dos Gestores no primeiro dia de seu vindouro governo.

Trata-se do acordo CARACU (Common Agreement on Relationship for America and Countries Underdog), imediatamente aceito com gratidão pelos novos Barões do Rio Branco.

Nesse acordo CARACU,  o Brasil entrará com a segunda parte e abrirá seu mercado para as empresas americanas nos setores industrial e de serviços.  Em troca, os EUA generosamente reduzirão em 1,7% as tarifas alfandegárias para a exportação de algodão-doce brasileiro, durante os meses de dezembro e janeiro de cada ano, destinado aos parques aquáticos de 2 estados americanos: Alaska e Montana.

De acordo com o assessor do pres. Zezinho para Ipanema e Leblon, Johnny Fiúza, a Zona Sul carioca festejou o acordo, na expectativa de que inclua a permissão para estacionar nas calçadas de Miami.

Os norte-americanos adoraram a delegação da UDN (foto) enviada a Orlando pelo pres. Zezinho.

Como forma de agradecer a generosidade norte-americana, o Mais Perfeito dos Líderes mandou dizer ao Mickey que a pendência com os EUA na OMC será cancelada. O Brasil  abrirá mão de aplicar as retaliações comerciais concedidas pela OMC em um momento em que seus dirigentes foram levados na conversa pelo usurpador do planalto.

O presidente Zezinho avisou ao contínuo de Obama que fez-lhe o favor de anotar o recado que pedia perdão em nome do povo brasileiro e que essa sandice jamais se repetirá.

O anúncio do Acordo  imediatamente mobilizou várias estrelas da UDN, interessadas em assumir: o Itamaraty e o CARACU.

Comentário da tia Carmela

O Zezinho sempre gostou de Caracu. Quando ele era criança, lá na Mooca, uma vez ele pegou escondido uma garrafa de Caracu da geladeira da casa dele e fez o Reinaldinho Cabeção beber tudo. Lógico, ele ficou totalmente bêbado. O Zezinho então pegou uma peteca, tirou as penas e fez um cocar, que colocou na cabeça do Reinaldinho. Amarrou um barbante no pescoço dele, colocou um chapéu e saiu dizendo que era o General Custer e tinha caçado um índio perigoso… E foi arrastando o Reinaldinho Cabeção e dando uns croques na cabeça dele, falando, “toma, indiozinho atrevido!”.

21 respostas para Pres. Zezinho anuncia Acordo CARACU com EUA

  1. […] eleitores infantis paulistas que exigiam a revogação da Lei 3.353 e a implantação imediata do Acordo Caracu Brasil-EUA, no qual o Brasil entrará com a segunda parte, investiram ferozmente  contra o importante líder […]

  2. […] fiéis à UDN e a seu ideário, especialmente a revogação da Lei 3.353 e a assinatura do Acordo Caracu EUA-Brasil, no qual o Brasil entraria com o petróleo e a […]

  3. […] disse que o projeto de lei apenas antecipa sua intenção de, uma vez eleito presidente, assinar o Acordo Caracu EUA-Brasil, no qual o Brasil entrará com a retaguarda para a penetração do american way of […]

  4. […] petistas, dizendo que  o Brasil  deveria abrir-se mais para as parcerias com os EUA, como o Acordo Caracu EUA-Brasil, proposto por ele, e no qual o Brasil entraria com a retaguarda.  Por isso, disse  que seu kit […]

  5. […] Disneylândia, preocupada em manter o apoio do pres. Zezinho ao Acordo Caracu EUA-Brasil, no qual o Brasil dará a retaguarda aos EUA, mandou um importante executivo de uma rede social […]

  6. […] é celebrado pela sua Teoria da xxxx retaguarda abaixada , em que demonstra a inevitabilidade do Acordo Caracu EUA-Brasil, no qual o Brasil entraria com a segunda parte. Homem de ideias e de ações, o ex- sábio também […]

  7. […] um sonho há muito tempo acalentado pelo Presidente de Nascença e seus amigos de Cornell: o Acordo Caracu EUA-Brasil, no qual os EUA entrarão com a primeira […]

  8. […] fontes da CIA (CARACU Inteligency Agency), Obama teria ficado preocupado porque o pres. Zezinho estaria dando mostras de contrariedade com o […]

  9. […] o período para fazer um tour pelos EUA, rever velhos amigos e adiantar as negociações do Acordo CARACU EUA-Brasil, no qual o grande irmão do norte entrará com a primeira parte. Importantes jornalistas já foram […]

  10. […] o Velho, está excitado com o Acordo CARACU EUA-Brasil, no qual os EUA entrarão com a primeira parte. Segundo o eminente patrício, esse acordo será […]

  11. […] Para os epíscopos amigos da Verdade, o silvícola, na sua condição de pagão, não seria digno de assumir a presidência durante as viagens do Iluminado da Mooca para a Disneylândia, com objetivo de negociar com o sr. Mickey Mouse o Acordo CARACU EUA-Brasil. […]

  12. […] os EUA não irão intervir no caso. E que não  aceitarão nenhuma nova negociação em torno do Acordo CARACU EUA-Brasil, caso o vazamento chegue às Ilhas Cayman e impeça os udenistas de visitá-las e usufruir tudo o que […]

  13. […] O anúncio da assinatura, por emissários do Almirante do Tietê, do Acordo Caracu EUA-Brasil, no qual os EUA entrarão com a cara. Versão da CTA: O Obama dos Trópicos seria um agente da CIA […]

  14. […] Pres. Zezinho anuncia Acordo CARACU com EUA […]

  15. […] com sua influência sobre Sarkozy, sua participação em Kopenhagen, sua firmeza nas relações Brasil-EUA, sua visão em política latinoamericana e sua habilidade em fazer negociações no Oriente Médio. […]

  16. […] da intenção do Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro presidente Zezinho (UDN-SP), de assinar o Acordo CARACU com os EUA turbinou a disputa pela vaga de Ministro das Relações […]

  17. Acteon Guei disse:

    Apenas por uma questão de virtuosismo linguístico, vou sugerir ao fingi… epa! ungido, almirante e predestinado presidente que mude o nome desse acordo, já que a última sílaba, se presta a comentários jocosos e pouco dignos sobre a nossa real participação neste tratado, dando a entender que só entraremos com exatamente a tal parte. Podemos mudar para Cara-toba, Cara-jiló, ou como diz meu irmão: Cara-inderevico. Creio, inclusive, que o seu poste (do Serra) que é expert nesse assunto já deve te-lo alertado à respeito!

  18. Padre Quevedo disse:

    Já foi comentado aqui que José Serra, o Calvo, voltará com a política dos PÉS DESCALÇOS, cheirosos, naturalmente, onde, nossos embaixadores, em sinal de respeito (como os japoneses e árabes que sempre tiram o sapato ao entrar em casa alheia), terão que tirar o sapato para entrar nos EUA. Isso não é nada vergonhoso e/ou humilhante, como pregam esses comunopetelhos, mas apenas uma questão de etiqueta, não é verdade?!

    Voltará também a nova TEORIA ECONÔMICA idealizada por José Serra, O Financista, chamada NANOESTADO. Semelhante ao NEOLIBERALISMO porém muito mais eficaz, essa nova política econômica será implantada logo no dia primeiro de janeiro de 2011!

    Viva o Nanoestado, abaixo Keynes, abaixo Celso Furtado!

  19. Professor Temístocles Sabóia Filho (o bom) disse:

    Tia Carmela,

    Quão feliz me sinto ao ver que Dom José de uma vez defenestrará essá horrível política exterior do vil molusco.

    Maior prova de que Dom José está corretíssimo é que, sob os auspícios de Dom Fernando I, o espermatogênico, a pátria auriverde saiu incólume da terrível crise interplanetária de 1997, enquanto que, no pequeno soluço da economia norte-americana ocorrido em 2008, a política externa dos Lulopetelhos deixou nossa economia em frangalhos.

    Que são serapião continue abençoando esta tríade de sub-chanceleres, que com a aprovação de Míriam Leitão, a maior especialista em economia da pátria (depois de Dom José, é claro), continuarão fazendo acordos desta magnitude com Uncle Sam.

    Só sugiro a nomeação de mais um diplomata, para somar com os três gênios aqui mostrados, pois na doutrina Serrista, frente a Uncle Sam, o melhor jeito de negociar é de quatro.

    Alvíssaras!!!

    • aurelio monte y vaz disse:

      Para tal mister de compor tão preparada “troupe”, sugiro o nome de Dom Aquassab, que no quesito proposto por V.M., é especialista, e é famoso por sua habilidade linguistica em espaços pequenos ou grandes, grossos ou avantajados, um verdadeiro diplomata das multidões, um arco iris de decencia e virtude.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: