Merdoval Pedreira protesta na ABL contra biografia do pres. Zezinho

10 de dezembro de 2011

TERROR: O Pe. Marcelo disse que Amaury Junior escreveu o livro sob influência de seres demoníacos.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, tornou-se alvo de debate entre os homens da pena.

O motivo da polêmica é o lançamento da biografia não autorizada do Presidente de Nascença, pelo colunista social Amaury Jr.

Especialista em celebridades, o conhecido jornalista das noites paulistas aventurou-se no terreno da biografia contando a edificante história do Modelo  dos Homens Públicos e seus correligionários da UDN.

O imortal jornalista de programa, Sr. Merdoval Pedreira, ficou indignado com esta ousadia e protestou ontem em reunião da Academia Brasileira de Letras, Números e Risquinhos, templo dos grandes literatos pátrios.

Em inesquecível discurso, o Sr. Merdoval Pedreira qualificou o livro de Amaury Junior como “um amontoado de fofocas de tia velha, totalmente descabidas”.  Disse que  um reles colunista social jamais poderia ter a petulância de lançar a primeira biografia do Mais Honrado dos Paulistas.  “Essa honra era minha, por direito!”, disse o mais novo sucessor de Machado de Assis.

ENCALHE À VISTA: A biografia não-autorizada do pres. Zezinho ficará esquecida nas prateleiras das livrarias.

O Sr. Merdoval ficou furioso quando um de seus pares acadêmicos disse que seus questionamentos à capacidade de Amaury Junior não eram corretos, pois o colunista social é um jornalista premiado.  “Alto lá!”, gritou, ensandecido, “Premiado é o sobrenome do primo mais querido do pres. Zezinho! Mais respeito com sua família! O senhor devia lavar a boca com sabão, pois conspurcou a família do Mais Respeitável dos Homens Públicos!”.

Ao fim do discurso, o desolado ghost-righter da famiglia Marinho dirigiu-se à sede do Jornal Mais Vendido do Rio de Janeiro, disposto a escrever em sua coluna uma denúncia  do terrível embuste do fofoqueiro Amaury Junior. Mas recebeu ordens expressas de seus patrões para não tocar no assunto.

Comentário da tia Carmela

QUADRILHA: Nas próximas festas juninas da UDN, a fogueira vai ser feita com este livro mentiroso.

Uma vez, quando era criança, o Zezinho decidiu que ele, como pessoa importante que era, tinha que ter uma biografia. Ele comprou um bloco de papel almaço e chamou o Giovanni, que era um menino da classe deles que sempre tirava a maior nota de redação.  O Zezinho prometeu para o Giovanni que, se ele escrevesse a biografia, o Giovanni ia poder jogar no time de futebol que o Zezinho ia montar. Como o Giovanni tirava boas notas, mas jogava muito mal, ele ficou todo animando, porque nunca ninguém queria jogar com ele.  E escreveu a tal biografia, em quatro folhas de almaço, com uma letra caprichada. No dia seguinte, o Zezinho chegou todo orgulhoso, mostrando a biografia para os moleques. Quando soube que o Zezinho tinha mandado o Giovanni fazer a biografia, e não ele, o Reinaldinho Cabeção ficou desolado. Começou a chorar e a  espernear, gritando que o Zezinho não podia fazer isso com ele. A coisa foi tão feita que o Reinaldinho Cabeção ficou doente e ficou uma semana sem ir à escola.

Anúncios

Pres. Zezinho garante apoio da UDN a Merdoval

27 de março de 2011

O Sr. Merdoval Pedreira obteve grande reconhecimento por sempre acertar suas análises.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, declarou apoio à candidatura de seu porta-voz, Sr. Merdoval Pedreira, à Academia Global de Letras, Números e Risquinhos (AGL).

O Presidente de Nascença resolveu entrar de Majestoso Encéfalo na campanha e garantiu ao Sr. Merdoval o apoio entusiasmado da UDN à candidatura.

Imediatamente, os grandes próceres intelectuais da agremiação passaram a se envolver desinteressadamente no movimento, em gratidão ao grande nome do rental journalism no Brasil.

Em artigo publicado na imprensa paulista, o ex-sábio FHC destacou a contribuição do grande jornalista de programa às letras, números e risquinhos brasileiros.

Ele merece! Merdoval já foi premiado pela imprensa dos States.

Segundo o ex-intelectual, o Sr. Merdoval Pedreira sempre demonstrou uma capacidade de análise invejável, que lhe granjeou reconhecimento internacional, como quando os líderes da imprensa livre lhe outorgaram o Prêmio Cabot do Ano , honraria antes destinada aos maiores nomes da imprensa democrática brasileira: Carlos Lacerda, Roberto Marinho, Miriam Cochonne, Filhote de Frias, Clovis Rossi e Gilbertinho da Vila.

O ex-literato Ferreira Gulag também teceu rasgados elogios à obra do Sr. Merdoval. Segundo o ex-poeta, a literatura merdovalina compreende as mais belas páginas escritas no idioma de Camões desde Carlos Lacerda.

Contrariando expectativas de que envolveria apenas os intelectuais, a campanha do Sr. Merdoval Pedreira tornou-se objeto de mobilização das massas. Até os udenistas ainda não civilizados, como o Cacique Merendinha, tornaram-se entusiasmados apoioadores da candidatura do grande analista de ocasião.

Apoio da Comunidade Internacional

A vencedora candidatura do Sr. Merdoval Pedreira já reúne apoios internacionais. A Secretária para Assuntos Israelenses dos EUA, Mrs. Clinton, declarou solenemente: “Hoje, há duas grandes aspirações da comunidade internacional: por a mão no petróleo da Líbia e eleger Merdoval Pedreira para a AGL”.

Preferência: O Sr. Merdoval Pedreira sempre gostou de um fardão.

Segundo fontes da embaixada dos EUA , a declaração de Mrs. Clinton seria uma forma de tentar reverter o desagrado de Merdoval com a visita imperial ao Brasil.  O grande democrata da imprensa brasileira teria ficado decepcionado com a postura do  Imperador durante a visita: “A insistência com que ele se referiu à superação da ditadura militar no Brasil pela ação de pessoas que, como a presidente Dilma Rousseff, resistiram em defesa da democracia, (…), soou anacrônica e fora de próposito”.

A dura crítica tirou várias noites de sono do Imperador, que já saíra do Brasil com a cabeça doendo por causa do derretimento de D. Michelle pelo reprodutor FHC.

Comentário da tia Carmela

QUADRILHA: A UDN fez uma festa junina em homenagem à candidatura do Sr. Merdoval.

O Zezinho sempre gostou desse negócio de academia de letras. Quando ele estava no científico, a diretora da escola dele resolveu criar uma academia de letras do colégio. Só seriam membros da academia os dez primeiros colocados no concurso de poesia. O Zezinho queria fazer parte, mas, como tinha vergonha de escrever poesia, resolveu que o Reinaldinho Cabeção entraria no lugar dele. Então, o Zezinho mandou o Reinaldinho Cabeção fazer uma poesia. O Reinaldinho Cabeção sempre gostou de escrever e fez uma poesia de três páginas, que terminava dizendo: “Desta escola, tenho certeza / Um irá se destacar / É o Zezinho, que beleza / Ele vai nos governar!” O Reinaldinho Cabeção ficou em último lugar e a escola inteira riu da cara dos dois. O Zezinho ficou muito bravo com o Reinaldinho Cabeção e, enquanto dava uns croques na cabeça dele, dizia: “este barulho dos croques na sua cabeça de vento é poesia pura!”


Novo álbum de figurinhas: os amiguinhos do pres. Zezinho

9 de maio de 2010

Nunca a criançada gostou tanto de bater em figurinhas.

Sempre preocupado em compartilhar os costumes do povo, o Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro presidente Zezinho, decidiu aderir à nova onda: os álbuns de figurinhas.

Seguindo as orientações do importante líder infanto-juvenil Luciano Huck, o Presidente de Nascença lançou ontem o seu álbum de figurinhas: O Álbum “Zezinho e Seus Amiguinhos”.

Trata-se de uma maravilhosa obra, destinada a enternecer os felizes apoiadores da candidatura do Mais Perfeito dos Homens Públicos, que poderão colecionar figurinhas com fotos do Almirante do Tiete e seus amiguinhos e coleguinhas de UDN.

O álbum inspirou-se em um outro sucesso recente, o álbum “Boris e Seus Heróicos Coleguinhas“.

Bafo: O pitta de estimacao do pres. Zezinho arrumou um amiguinho para fazer troca-troca de figurinhas.

O sucesso do álbum foi imediato. Rapidamente a primeira tiragem se esgotou, o que motivou o futuro Ministro da Educação e Assuntos Gráficos, dr. Paulo Renato Gates de Souza, a providenciar nova impressão. A nova tiragem será entregue aos professores, dando continuidade à  distribuição de  material didático inovador para levar os índices educacionais do Brasil ao mesmo nível da maravilhosa educação de S. Paulo.

O álbum virou uma febre: em todo o país, paulistas de todas as idades se reúnem para trocar entre si as figurinhas com as fotos dos grandes homens públicos que marcham rumo ao Planalto, sob a liderança inconteste do Mais Competente dos Competentes.

Fontes brasilienses informam  que o próprio usurpador do planalto está colecionando as figurinhas escondido.

Viciados nas figurinhas, os paulistas estão preocupados com a dificuldade de encontrá-las no mercado.  A equipe da Mais Cobiçada das Figuras Públicas pediu socorro a uma facção de comerciantes informais que operam com seus escritórios nos presídios do estado para ajudar na distribuição do produto.

Abaixo estão algumas amostras  das figurinhas, para você começar sua coleção.

Comentário da tia Carmela

O Zezinho sempre gostou de álbum de figurinhas. Uma vez, ele resolveu fazer um álbum chamado “Zezinho, o Menino Mais Tudo da Mooca”. Pegou umas fotos dele da escola, mais um monte de outras coisas: um papel de uma bala Dulcora que ele chupou, um papel com a assinatura dele, a etiqueta do frasco de Biotônico Fontoura que ele tomou, coisas assim. Aí mandou o Reinaldinho Cabeção pegar um caderno e colar as fotos e outros papéis, como se fosse um álbum.  Depois, saiu desfilando com o álbum na escola, dizendo aos meninos: vocês não são ninguém, porque não têm um álbum sobre vocês…

Clique aqui para ver os outros pacotinhos de figurinhas.

171 - E. AZEREDO: Famoso inventor do mensalão recebe homenagem do Pres. Zezinho (direita).

122 - MERDOVAL PEDREIRA: Jornalista e presidente do fã-clube do pres. Zezinho nas organizações Globo.

21 - LOIRA DO BANHEIRO: personagem infantil combatida pelo gov. Zezinho com apoio de Geraldinho da Vila.

11 - PAULO MALUF: Importante pensador, apoiador da candidatura do pres. Zezinho.

65 - HUGO NAPOLEAO: Interno do Hospício do Juqueri, que pensa que é o pres. Zezinho.

69 – TANCREDO NEVES: um dos maiores políticos do RJ, sofre de uma doença misteriosa.

15 - SR. JARBAS: motorista do Presidente de Nascença em suas viagens a Pernambuco

75 - FHC: dando aula na Sorbonne com o titulo "Porque sou melhor que Lula".

17 - CACHORRO-LAGOSTA: latifundiário e candidato a vice do pres. Zezinho

1/2 - PRES. ZEZINHO (direita) e EFEBO: O deputado de bolso é cotado para o Itamaraty