UDN inicia cruzada pela liberdade de expressão

25 de julho de 2012

BONS TEMPOS: A Cruzada da UDN quer trazer de volta os bons tempos em que a sua liberdade de expressar-se à vontade não era ameaçada.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, anda muito preocupado com os repetidos ataques à liberdade de expressão.

O Presidente de Nascença decidiu, então, criar uma nova mobilização nacional: a Cruzada Unificada pela Liberdade Verdadeira de Expressão.

Diligente, convocou uma reunião do alto comando da UDN para organizar a empreitada. Na reunião, realizada no Retiro do Udenista (Caverna do Ostracismo, fundos, Higienópolis), os dirigentes da honrada agremiação política traçaram uma estratégia vencedora, limpa e democrática, como tudo o que a UDN faz.

CHOQUE: As denúncias terríveis do pres. Zezinho atingiram as profundas convicções democráticas da direção da UDN.

O Almirante do Tietê exigiu um posicionamento firme da UDN contra o terrível cerceamento de sua liberdade de ser o único a poder ter sua opinião vinculada na imprensa falada, escrita, televisada e internetizada. Com a ira dos justos, urrava de indignação ao referir-se a jornalistas e a blogueiros imundos que se recusavam a livremente difundir a expressão das vontades e opiniões do Maior dos Brasileiros e, pior, davam espaço a opiniões contrárias.

O presidente da UDN tem grandeza moral, construída duramente na Comissão de Orçamento do Congresso.

Sensibilizado, o presidente da UDN, Sr. Sergio Dunga, agiu imediatamente. Preparou uma cartinha exigindo imediatas providências e enviou para a Dra. Pamonha (UDN-Piracicaba), líder da bancada da UDN na Justiça Eleitoral.

Na representação, o Sr. Sergio Dunga e o pres. Zezinho reclamam que a publicidade governamental está sendo usada contra a liberdade de expressão, pois seus recursos têm sido direcionados a veículos de comunicação que não tem compromisso nenhum com a verdade e com a democracia, como:

a) uma editora de revistas que é associada a um gângster goiano que costumava forjar escândalos contra autoridades da república, e que tem entre seus acionistas um grupo empresarial sul-africano vinculado ao regime do apartheid;

b) um jornal que emprestava seus carros para ações repressivas e assassinato de opositores durante a ditadura;

c) um canal de televisão que costuma manipular debates eleitorais e veicular notícias falsas baseadas em perícias mentirosas;

d) blogues nazistas mantidos por jornalistas de programa vinculados a essas organizações criminosas, e que fazem um troço vagamente parecido com jornalismo e nada parecido com a verdade.

O Twitter adotou um novo símbolo, em homenagem à sua parceria com o pres. Zezinho.

Internet

Outra frente de luta importante na Cruzada é a internet. O pres. Zezinho pediu ajuda a seus amigos da Disneylândia para ajudarem a fazer com que as redes sociais tornem-se espaço para a liberdade de expressão das opiniões favoráveis ao Maior dos Filhos da Mooca.

A Disneylândia, preocupada em manter o apoio do pres. Zezinho ao Acordo Caracu EUA-Brasil, no qual o Brasil dará a retaguarda aos EUA, mandou um importante executivo de uma rede social para discutir com o Presidente de Nascença a nova forma de funcionamento da rede.

Como sinal de sua cordialidade e disposição para ajudar, o executivo presenteou o pres. Zezinho com uma bela senha-mestra para selecionar os conteúdos mais adequados a aparecerem dentro da liberdade de expressão da rede.

Apoio aos jornalistas

Sempre comprometido com a liberdade de expressão, o Mais Democrata dos Homens Públicos não esqueceu os jornalistas. Depois de repassar a lista de demissões a se realizarem nos órgãos de imprensa nos próximos dias, o pres. Zezinho deu ordens a seus assessores que implementassem um programa especial de capacitação de jornalistas para o exercício da liberdade de expressão.

RESPEITO À DIFERENÇA DE OPINIÃO: O grande líder da ala de limpeza étnico-social da UDN, Sr. Slobodan Mataratos, é um grande defensor da liberdade de expressão.

Ontem, mesmo, um dos seguranças do Grande Pai da Democracia deu uma comovente aula de democracia a um jornalista da Rádio Jovem Pan. A despeito da empolgação do segurança-professor, o jornalista está se recuperando e passa bem.

A UDN também pretende, como parte de sua Cruzada, exigir uma moralização da Polícia Federal, que tem cometido um sem-fim de abusos contra a liberdade de expressão dos udenistas.

ATAQUE À LIBERDADE: A PF prendeu injustamente o mais importante editor da Revista Mais Vendida do Brasil, e agora a UDN não consegue mais expressar livremente seu respeito à verdade e apego à democracia.

Graças à perseguição levada a cabo contra um importante empresário atuante no ramo dos jogos proibidos, tráfico de influência, chantagem, corrupção ativa e espionagem ilegal, a imprensa tem sido privada de relevantes matérias jornalístico-ficcionais que permitiam ao pres. Zezinho e seus admiradores expressarem-se livremente.

O pres. Zezinho determinou ao seu bhost-righter, Sr. Reinaldinho Cabeção, que saísse de sua toca fétida junto ao Rio Pinheiros para liderar uma manifestação de eleitores infantis paulistas pela liberdade de expressão. A passeata, em frente ao Shopping Higienópolis, também assumirá a defesa do direito da Revista Mais Vendida do Brasil de quebrar os sigilos bancários, telefônicos, fiscais e de confessionário de todos os lulopetistas pois, segundo pesquisa do Instituto Datafrias, 101% dessa raça é corrupta.

Alerta máximo

A Cruzada exige dos udenistas atenção total, pois os inimigos da liberdade de expressão estão por toda parte e são capazes de infiltrarem-se até mesmo em inofensivas barracas de pastel de feira.

AMEAÇA: O Pres. Zezinho denunciou que os petistas estão organizando uma tropa nazista de viciados em pastel para empastelar o site da campanha do pres. Zezinho.

Foi o que ocorreu na semana passada em uma feira-livre do bairro de Vila Romana, na Gloriosa Paulicéia.

Uma equipe a serviço da campanha-treino já vitoriosa do pres. Zezinho gravava um comercial com populares devidamente contratados e alimentados com pamonha (vinda especialmente de Brasília). Os populares exerciam disciplinadamente a liberdade de comentarem as inúmeras virtudes do pres. Zezinho, quando foram atrapalhados por viciados em pastel que reclamavam porque a estrutura montada para a gravação impedia o acesso à barraca que vendia a autoritária iguaria.

O Maior dos Brasileiros já decidiu que, ao assumir a prefeitura provisoriamente em 2013, irá proibir a produção e consumo de pastéis em toda a cidade, pois está provado que pastel é uma ameaça à liberdade de expressão.

Perigo

Apesar da nobreza das intenções do Maior de Todos os Homens Públicos, há vozes dissonantes no seio da UDN. Dos caudalosos esgotos da Caverna do Ostracismo tem escorrido, secretamente, uma outra versão.

Segundo fontes ligadas à seção mineira da UDN, o pres. Zezinho estaria desfechando a Cruzada por razões outras que não a liberdade de expressão.

Esses udenistas renegados afirmam que a verdadeira preocupação do Pilar da Democracia é o risco de o seu assessor para assuntos propinoviários, Sr. Paulo Caixa Preta Dois, não conseguir segurar o vazamento e, com isso, fazer a casa do pres. Zezinho cair.

Comentário da tia Carmela

QUADRILHA: O Sr. Reinaldinho Cabeção animou a quadrilha da festa junina que a UDN fez para comemorar o lançamento da cruzada.

A brincadeira preferida do Zezinho sempre foi vaca amarela. Ele costumava mandar o Reinaldinho Cabeção ir pegar um barril de bosta de vaca na chácara do seu Joaquim, um senhor português que tinha uma vaquinha, a formosa, e andava com ela pela rua, vendendo leite. Aí o Zezinho juntava a molecada e falava “vaca amarela cagou na panela quem falar primeiro come toda a bosta dela”. Os moleques calavam a boca, mas o Zezinho continuava falando, porque a vaca amarela não valia pra ele. E ele ficava puxando conversa com os moleques, provocando, xingando, até que um não aguentava e acabava abrindo a boca. Pronto, o Zezinho junto com os outros obrigava o moleque a comer a bosta de vaca. Sempre terminava em briga e quem não voltava machucado pra casa, apanhava da mãe porque chegava sujo de cocô de vaca…

Anúncios

Pres. Zezinho é homenageado em Cannes

26 de maio de 2010

Quadrilha: a equipe de publicidade do pres. Zezinho fez uma festa junina para comemorar o prêmio.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro presidente Zezinho, alcançou um reconhecimento internacional que nenhum brasileiro, nem mesmo Pelé, logrou obter.

Agora, foi homenageado pelo Conselho Mundial de Publicidade e Mídia (COMPUM), órgão que representa o setor publicitário em todo o planeta, congregando agências, profissionais da publicidade, anunciantes e veículos.

O COMPUM resolveu homenagear o Homem Que Sabe Tudo por seu trabalho em apoio à publicidade, outorgando-lhe o Leão de Diamante em Cannes, assim como o  título de Maior Anunciante de Todos os Tempos, graças ao recorde de 12.856.344 inserções publicitárias por dia, obtido pelo governo de S. Paulo em todo o Brasil nos últimos anos.

Homenagem merecida: o Leão de Diamante ficará exposto na estante de uma casa na Lapa.

A agência de publicidade do pres. Zezinho, SOBESP, também foi premiada com o título de Agência do Milênio. Outra agência do grupo UDN de publicidade, a Demoverdade, recebeu menção honrosa na categoria Responsabilidade Social e Respeito à Legislação.

Justiça

Em sua coluna em importante papel de embrulhar peixe, o  ghost-righter do pres. Zezinho, sr. R. Bolat, afirmou que o Presidente Incriado atingiu o ápice da perfeição que um homem público pode atingir, em todos os campos de atuação. Segundo Bolat, o prêmio deve-se ao infatigável trabalho do Mais Competente dos Gestores em prol da Pátria Paulista.

Não é sem motivo que o mundo civilizado curva-se à sua grandeza. Um a um, os grandes organismos internacionais rendem homenagem ao  Mais Capaz de Todos os Homens Públicos.

Desnecessário e impossível listar aqui todos os importantes títulos que O Maior dos Brasileiros já recebeu mundo afora. Apenas a título de exemplo, pode-se lembrar o Nobéu de Economia recebido em 2009.

Comentário da tia Carmela

O Zezinho sempre gostou de ganhar prêmios. Já contei aqui como ele fazia o Reinaldinho Cabeção inventar concursos e prêmios e fazer o Zezinho ser vencedor. Uma vez, o Reinaldinho Cabeção inventou o prêmio: O Melhor Cliente da Cantina da Escola. Espalhou cartazes pela escola dizendo que o Zezinho tinha ganho o prêmio e era o melhor cliente da cantina. Aí eles foram na cantina e pediram para a dona Cida, que tomava conta, pra dar uma coxinha pra cada um de presente, já que ele era o melhor cliente. A dona Cida botou os dois pra correr e a molecada riu muito…


Gov. Zezinho lança a Inspeção Astrológica Compulsória

20 de março de 2010

O gov. Zezinho usará o tarô para encontrar seu vice gêmeo, se o horóscopo falhar.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o governador Zezinho, anunciou nesta tarde a continuidade do já festejadíssimo PPA Paulista, o Programa de Publicidade Astrológica Paulista, alçado à condição de primeira prioridade dos últimos dias de seu governo.

Como sempre, o Presidente de Nascença surpreendeu a todos os seus assessores e serviçais com uma inovadora proposta surgida de seu Majestoso Encéfalo.

A nova fase do Programa de Publicidade Astrológica irá aprofundar os benefícios gerados pela fase inicial, ou seja, oferecer peças publicitárias do governo paulista ajustadas aos interesses e características dos eleitores brasileiros.

Na segunda fase do programa, os anúncios serão não somente direcionados a cada signo do zodíaco. Passarão a ser personalizados para cada indivíduo, com base em seu mapa astral. Assim, cada eleitor poderá ser atingido apenas pelos anúncios do governo do Estado de São Paulo adequados às suas características de personalidade.

O Zodíaco é menor que a genialidade do Maior de Todos os Brasileiros.

Para isso, o Mais Genial dos Homens Públicos criou a Inspeção Astrológica Compulsória (INPACO).  Anualmente, cada cidadão deverá submeter-se à inspeção, na qual será produzido seu mapa astral, que será usado para a elaboração de peças publicitárias diárias, adequadas ao momento que o feliz e cosmopolita cidadão paulista, ou o pobre caipira do resto do Brasil, estiver atravessando em sua vida.

A Inspeção Astrológica Compulsória (INPACO) será custeada pelo próprio contribuinte, que pagará uma módica taxa anual de R$ 52,00 para a empresa terceirizada responsável pelo serviço, já selecionada por meio de é-di-tal elaborado pelo assessor para assuntos pedagiosos, Zuza Homem dos Santos, também responsável pela implantação do PAC do Zezinho (Pedágio Astrológico Comemorativo).

Na inspeção, a empresa verificará anualmente se os dados necessários para a elaboração do mapa astral do cidadão (data, hora e local de nascimento), não se alteraram desde a inspeção anterior. De posse desses dados confirmados, a empresa fará o mapa astral e o encaminhará para uma segunda empresa terceirizada, responsável pela elaboração dos mapas astrais que, por sua vez, encaminhará os mapas astrais para uma terceira empresa terceirizada, responsável pela impressão e entrega dos mapas, já devidamente escolhida pelo secretário de educação e serviços gráficos, Paulo R. Gates de Souza.

Na etapa seguinte, os mapas astrais serão encaminhados para uma análise, feita por uma quarta empresa terceirizada,  para levantamento das características a explorar na publicidade. Esses dados, por sua vez, serão encaminhados à uma quinta empresa terceirizada responsável pela elaboração das peças publicitárias que as encaminhará às empresas de terceirização de opinião, responsáveis pelo Telejornal Mais Vendido do Brasil, pela Revista Mais Vendida do Brasil e pelos Jornais Mais Vendidos do Brasil. A agência de publicidade oficial do governo estadual, SABESP, pagará a conta.

Sempre bem informada, a sra. Eliana Tacanhede avisou que o gov. Zezinho acertou mais uma vez.

Provando mais uma vez sua eterna amizade e respeito com os professores da rede pública, o governador Zezinho determinou que os mapas astrais dos valorosos e valorizados profissionais da educação sejam-lhes distribuidos gratuitamente, no mesmo pacote do envio da  assinatura compulsória da Mais Vendida das Revistas Brasileiras.

Segundo a assessora para  assuntos astrológicos e aeronáuticos do gov. Zezinho, sra. Eliana Tacanhede, essa medida terá um enorme impacto na qualidade e no alcance da publicidade do Mais Competente dos Homens Públicos.

Na Caverna do Ostracismo, fundos, onde reside, o ex-sábio FHC elogiou a medida do governador Zezinho, mas lembrou que ela só é possível porque durante seu governo a estabilidade cósmica manteve-se inalterada.


Comentário da tia Carmela

O Zezinho sempre gostou de inspeção e de mapas. Quando ele estava no ginásio, uma vez o inspetor da secretaria de educação, o Dr. Gomes Sobral, na escola dele. Era um inspetor muito bravo, e a diretora tinha muito medo dele. Como o Zezinho tinha levado uma advertência por umas artes que tinha feito, resolveu se vingar dela. Entrou escondido na sala dos professores, pegou os mapas que ficavam pendurados e mandou o Reinaldinho Cabeção escrever riscar o nome dos estados do Nordeste e escrever um monte de nomes feios no lugar. Quando o inspetor chegou e viu aquilo, ficou uma fera e foi a maior confusão na escola…


Acaba o inferno astral: Gov. Zezinho lança seu PAC e comemora

19 de março de 2010

Milhões de paulistanos reuniram-se na Av. Paulista para comemorar o fim do inferno astral do Presidente de Nascença

São Paulo está em festa! Acabou o inferno astral do Mais Preparado dos Brasileiros, o governador Zezinho. Hoje, 19 de março, é seu aniversário. Com isso, termina esse período de dificuldades, segundo a astróloga oficial do Palácio dos Bandeirantes, Zora Yonara.

O inferno astral do Presidente de Nascença trouxe-lhe muitas angústias e preocupações, suportadas estoicamente graças à sua grandeza de caráter.

Desolado com as traições de Aécio e São Pedro, em um momento de agonia, tal qual Jesus no Horto das Oliveiras, amargurado, chegou a dizer, a seu assessor para assuntos inglórios e confidente amoroso Bob Freire: “não tenho sorte, mesmo, acho que só tenho você para confiar”.

Mas foi apenas um momento de dor. Logo a alegria e o bom humor inerentes ao Mais Simpático dos Políticos retomaram seu lugar.  Com o fim do Inferno Astral, o governador Zezinho retomou seu belo sorriso e deixou-se novamente inundar pela esperança e otimismo.

O mapa astral do gov. Zezinho é claro: ele nasceu para ser o Maior dos Presidentes do Brasil

Para comemorar, o Mais Competente dos Homens Públicos resolveu dar um presente para si mesmo, fazendo o que mais gosta. Para isso, instituiu o Pedágio Astrológico Comemorativo (PAC). O PAC do Zezinho, como está sendo chamado carinhosamente pelo povo entusiasmado, é uma idéia de simplicidade revolucionária e impacto descomunal.

O funcionamento do Pedágio Astrológico Comemorativo é bacana: todo cidadão, no dia do seu aniversário, deverá pagar um pedágio simbólico de R$ 17,40 para poder sair do inferno astral e entrar no Paraíso Astral.

O governador Zezinho projetou pessoalmente a segurança dos novos pedágios

Aqueles que não pagarem o pedágio continuarão no inferno astral, sofrendo represálias do destino pela mão firme do Astro-Rei do Zodíaco Político Nacional. Além disso, pagarão  multa de R$300 e 30  pontos na carteira (infração gravíssima e imperdoável contra os pedágios paulistas).

Mas não se trata da sanha arrecadatória, como aquela demonstrada pelo usurpador do Planalto no episódio da CPMF.  Os valores arrecadados retornarão para promover o bem comum e a felicidade do povo paulista.

Todos os recursos arrecadados pelos  pedágios do PAC do Zezinho serão investidos pelo Salvador da Nação no PPA Paulista (Programa de Publicidade Astrológica Paulista), destinado a aumentar e melhorar a qualidade da publicidade de seu governo que transformou São Paulo em motivo de inveja até dos moradores da Califórnia.

Comentário da tia Carmela

O Zezinho sempre levou essa história de mapa astral a sério.  Quando faltava um mês para fazer aniversário, ele dizia que estava em inferno astral. Aí ele quebrava os brinquedos dos outros meninos e dizia que tinha sido sem querer, a culpa era do inferno astral dele…


Gov. Zezinho lança publicidade astrológica

18 de março de 2010

Os marqueteiros do governador Zezinho aprenderam nova técnica com o sr. Montenegro

O Mais Preparado dos Brasileiros, o governador Zezinho, mais uma vez demonstrou toda a sua capacidade de trazer novas idéias à política brasileira. Desta vez, a genialidade do Maior dos Homens Públicos atingiu a abóboda celeste.

A nova criação do Majestoso Encéfalo do Presidente de Nascença é o PPA Paulista (Programa de Publicidade Astrológica Paulista). Com esse programa, o governo estadual poderá melhorar a qualidade de seu mais importante serviço público:  a veiculação de campanhas publicitárias mostrando que São Paulo é um estado cada vez melhor.

A melhoria da publicidade oficial ocorrerá pela  segmentação e personalização das peças publicitárias: será possível produzir e veicular anúncios especificamente voltados para os leoninos, escorpianos, aquarianos, taurinos etc., levando em conta as características de personalidade de cada signo.

Segundo pesquisa do instituto CMAPP, 90% dos nisseis apóiam a candidatura do gov. Zezinho

Também serão produzidos reclames orientados para outras características astrológicas dos cidadãos: ascendente e posições da Lua, Sol, Mercúrio etc.

Para coordenar a publicidade astrológica, o governador Zezinho nomeou o famoso Mestre Ares para o recém-criado cargo de Astrólogo Oficial da Corte, estando encarregado da elaboração de previsões astrológicas, da aplicação de pesquisas eleitorais, da interpretação de sonhos e da adequação da publicidade aos ditames do Zodíaco.

Repercussões

A assessoria do Genial Governante Pátrio vibrou com o anúncio da inaudita inovação. Todos correram para publicar press releases na imprensa oficial elogiando o ato.

Segundo  a assessora para assuntos econômicos, ambientais e celestes do governador Zezinho, sra. Miriam Cochonne, essa iniciativa mostra a superior capacidade do Almirante do Tietê, como bom economista que é,  para  antever as grandes tendências e prever o curso dos fatos.

Já o puxador de âncora do iate do governo estadual, Carlos A. Merdenberg, destacou a sabedoria inata de seu chefe, destacando que a iniciativa aumentará a eficiência dos gastos públicos, visto que os anúncios personalizados por signo evitarão o desperdício de anúncios desprezados por desinteressantes.

Em sua residência, na Caverna do Ostracismo, fundos, o ex-pensador FHC afirmou que apóia a iniciativa do governador Zezinho e que tal medida só foi possível graças às ações que tomou em seu governo através do Plano Real, que manteve a estabilidade do número de constelações no céu.

Comentário da tia Carmela

O Zezinho sempre gostou muito de horóscopo. Quando ele era criança, lá na Mooca, ele fazia o Reinaldinho Cabeção escrever uns horóscopos cheios de tragédia e mau agouro: “você vai levar bomba na escola” ou “você vai quebrar a perna”. Aí ele lia os horóscopos pra molecada na escola e todo mundo ficava com medo.


Serra: com o Programa Esportes Pluviais, enchente não é problema, é solução!

12 de dezembro de 2009

Imagem mostra o Majestoso Encéfalo emitindo ondas sigma no momento da concepção do novo programa.

O Homem do Mais Majestoso dos Encéfalos, o governador Zezinho aproveitou a chegada da sempre esperada temporada de chuvas para lançar um programa inovador de estímulo à prática esportiva em SP: o Programa Esportes Pluviais.

Sempre preocupado com a saúde da população, o Presidente de Nascença resolveu estimular a prática esportiva na mais alegre das estações do ano. Aproveitando a inesperada ocorrência de chuvas, que nunca caem nesta época, o Mais Preparado dos Brasileiros determinou a seus vizires e ajudantes de ordens que implantassem um programa inovador que combinasse esporte, saúde e economia de recursos, determinando que seu slogan fosse: Enchente não é problema, é solução!

Homenagem: I Copa H. Capellari de Pogoboia

A idéia do programa é de uma simplicidade que atesta sua origem genial: ao invés de gastar milhões e milhões em obras contra enchentes, o governo do estado e a prefeitura utilizam a elevação natural do nível dos rios e córregos e o acúmulo temporário de água nas vias públicas para uma temporada de eventos esportivos e atividades saudáveis. A população, entusiasmada, organiza-se para a prática de tradicionais e novos esportes.

Nas fotos neste post os leitores podem conhecer alguns dos esportes do Programa Esportes Pluviais.

Veja aqui os programas sociais inovadores do governador Zezinho para minimizar os problemas causados pelas enchentes: Minha Bóia, Minha Vida e o Programa Balsa Família.

Repercussões

O Comitê Olímpico Internacional entusiasmou-se com a idéia e pretende disseminá-la. Alguns dos esportes praticados no Programa Esportes Pluviais deverão atingir o status de esporte olímpico na olimpíada do Rio de Janeiro.

O médico e secretário municipal de esportes de SP, W. Feldman, louvou a iniciativa e destacou o compromisso social do governador Zezinho e de seu ajudante Gilbertinho, lembrando que para os governos demotucanos qualquer política pública “só faz sentido se estiver presente o caráter social. Só um Ambiente saudável propicia o desenvolvimento das potencialidades do ser humano“.  E, destacando o alcance global da iniciativa,  finalizou fazendo um clamor à concórdia que cobriu de lágrimas os olhos meigos do Mais Preparado dos Brasileiros: “O amor e a compaixão são a tessitura moral para chegar à paz mundial!

A assessora para assuntos econômicos do Presidente São Sebastião, sra. Miriam Cochonne, destacou os aspectos de responsabilidade fiscal da proposta: “é uma caso maravilhoso de capacidade de gestão: uma política pública que alcançará mais resultados se usar menos recursos!”. A sra. Cochonne destacou que neste ano o governo do estado conseguiu deixar de investir 45% dos recursos originalmente previstos para a prevenção de enchentes, usando-os para atender necessidades muito mais importantes, como o aumento dos gastos de publicidade do governo.  A sra. Cochonne destacou a excelente gestão realizada na SABESP que, ao invés de fazer a manutenção e expansão das redes de esgoto, tem aplicado os recursos em divulgar sua imagem nos outros estados do Brasil.

Reinaldinho Cabeção publicou um post em seu blog comentando que a culpa das enchentes de SP é do presidente Lula, que uma vez, em 1976, jogou um papel de bala na rua, contribuindo para a sujeira dos bueiros. Seus leitores publicaram comentários concordando e dizendo que um presidente analfabeto só poderia dar nisso, um povo ignorante e porco que não merecia morar em SP.

FHC comentou com seu terapeuta que a iniciativa mostra a capacidade do PSDB, graças à sua liderança iluminada, de propor alternativas viáveis ao subperonismo instalado por Lula no Brasil. O ex-pensador aderiu ao programa, praticando o Arremesso de Baldes D’Água, ao retirar água que inundou sua residência, na Caverna do Ostracismo.


Com o Programa Esportes Pluviais, enchente não é problema, é solução!

12 de dezembro de 2009

Imagem mostra o Majestoso Encéfalo emitindo ondas sigma no momento da concepção do novo programa.

O Homem do Mais Majestoso dos Encéfalos, o governador Zezinho aproveitou a chegada da sempre esperada temporada de chuvas para lançar um programa inovador de estímulo à prática esportiva em SP: o Programa Esportes Pluviais.

Sempre preocupado com a saúde da população, o Presidente de Nascença resolveu estimular a prática esportiva na mais alegre das estações do ano. Aproveitando a inesperada ocorrência de chuvas, que nunca caem nesta época, o Mais Preparado dos Brasileiros determinou a seus vizires e ajudantes de ordens que implantassem um programa inovador que combinasse esporte, saúde e economia de recursos, determinando que seu slogan fosse: Enchente não é problema, é solução!

Homenagem: I Copa H. Capellari de Pogoboia

A idéia do programa é de uma simplicidade que atesta sua origem genial: ao invés de gastar milhões e milhões em obras contra enchentes, o governo do estado e a prefeitura utilizam a elevação natural do nível dos rios e córregos e o acúmulo temporário de água nas vias públicas para uma temporada de eventos esportivos e atividades saudáveis. A população, entusiasmada, organiza-se para a prática de tradicionais e novos esportes.

Nas fotos neste post os leitores podem conhecer alguns dos esportes do Programa Esportes Pluviais.

Veja aqui os programas sociais inovadores do governador Zezinho para minimizar os problemas causados pelas enchentes: Minha Bóia, Minha Vida e o Programa Balsa Família.

Repercussões

O Comitê Olímpico Internacional entusiasmou-se com a idéia e pretende disseminá-la. Alguns dos esportes praticados no Programa Esportes Pluviais deverão atingir o status de esporte olímpico na olimpíada do Rio de Janeiro.

O médico e secretário municipal de esportes de SP, W. Feldman, louvou a iniciativa e destacou o compromisso social do governador Zezinho e de seu ajudante Gilbertinho, lembrando que para os governos demotucanos qualquer política pública “só faz sentido se estiver presente o caráter social. Só um Ambiente saudável propicia o desenvolvimento das potencialidades do ser humano“.  E, destacando o alcance global da iniciativa,  finalizou fazendo um clamor à concórdia que cobriu de lágrimas os olhos meigos do Mais Preparado dos Brasileiros: “O amor e a compaixão são a tessitura moral para chegar à paz mundial!

A assessora para assuntos econômicos do Presidente São Sebastião, sra. Miriam Cochonne, destacou os aspectos de responsabilidade fiscal da proposta: “é uma caso maravilhoso de capacidade de gestão: uma política pública que alcançará mais resultados se usar menos recursos!”. A sra. Cochonne destacou que neste ano o governo do estado conseguiu deixar de investir 45% dos recursos originalmente previstos para a prevenção de enchentes, usando-os para atender necessidades muito mais importantes, como o aumento dos gastos de publicidade do governo.  A sra. Cochonne destacou a excelente gestão realizada na SABESP que, ao invés de fazer a manutenção e expansão das redes de esgoto, tem aplicado os recursos em divulgar sua imagem nos outros estados do Brasil.

Reinaldinho Cabeção publicou um post em seu blog comentando que a culpa das enchentes de SP é do presidente Lula, que uma vez, em 1976, jogou um papel de bala na rua, contribuindo para a sujeira dos bueiros. Seus leitores publicaram comentários concordando e dizendo que um presidente analfabeto só poderia dar nisso, um povo ignorante e porco que não merecia morar em SP.

FHC comentou com seu terapeuta que a iniciativa mostra a capacidade do PSDB, graças à sua liderança iluminada, de propor alternativas viáveis ao subperonismo instalado por Lula no Brasil. O ex-pensador aderiu ao programa, praticando o Arremesso de Baldes D’Água, ao retirar água que inundou sua residência, na Caverna do Ostracismo.