Vidente da UDN-PE derruba embaixador dos EUA no Brasil

REPÚBLICA DE BANANAS: Assessores de Sarah Palin acusam Pai Jarbas de invocar o Coisa-Ruim.

O Sr. Jarbas Coullet,  motorista pernambucano do Mais Preparado dos Brasileiros. o futuro pres. Zezinho, costuma fazer uns bicos como vidente e curandeiro para defender um extra no fim do mês. Nessas horas, encarna o Pai Jarbas, o esotérico preferido da UDN.

O Presidente de Nascença não apenas tolera a dupla jornada do Sr./Pai Jarbas, como se  tornou cliente, depois dos problemas que teve com um astrólogo picareta.

ACERTO: Pai Jarbas também previu que a família de Mr. Sobel jamais teria um ladrão.

Além de usar os serviços do Pai Jarbas, o Almirante do Tietê o indica a seus amigos que estão precisando de uma forcinha para desatar nós. Mas nem sempre isso dá certo.

Foi o que revelou o famoso site de fofocas da Disneylândia, TititiLeaks. Segundo o noticioso de fontes secretas, um mal atendimento do Pai Jarbas provocou a queda do  ex-embaixador dos EUA no Brasil, em 2006, em uma intricada trama internacional.

O diplomata estadunidense Clifford Sobel estava angustiado  com a resistência do então usurpador do planalto à assinatura do Acordo CARACU EUA-Brasil, que havia sido brilhantemente concebido pelo pres. Zezinho. O plano do Maior dos Homens Públicos era que o Brasil entrasse com a segunda parte do acordo.

Preocupado com o progresso nacional e a segurança hemisférica, o Grande Estadista da Mooca aconselhou Mr. Ambassador a consultar-se com Pai Jarbas.

SURURU: Caetano, o cozinheiro da Caverna do Ostracismo, preparou um sururu com leite de coco para o jantar que arruinou a carreira de Mr. Sobel.

O encontro secreto aconteceu em um jantar reservado na Caverna do Ostracismo, do qual também participaram o pres. Zezinho e o ex-intelectual FHC.

Na consulta, Pai Jarbas fez a leitura de vísceras de caranguejo e previu que a UDN seria bem sucedida em fazer o usurpador do planalto assinar o Acordo CARACU EUA-Brasil, na qual os EUA entrariam com a primeira parte.

O pres. Zezinho ficou muito invocado ao ouvir essa previsão e gritou para Pai Jarbas: “Não pode ser! Sou eu quem vai assinar o Acordo CARACU EUA-Brasil, no qual o Brasil vai entrar só com a retaguarda!”

TRAGÉDIA: Pai Jarbas também previu o terremoto do Chile, mas o adido cartográfico do país irmão não estava prestando atenção na hora do aviso.

A situação desatou uma rumorosa discussão, a muito custo contida pelo ex-sábio FHC, que argumentou com seus correligionários: “Pas comme ça! Ce n’est pas possible!  Le gringo pensera qui nous sommes des sauvages!”

De volta a embaixada, ainda sob o efeito torturante do sururu, Mr. Sobel enviou um telegrama para Washington dizendo “A consulta com o tal Pai Jarbas foi uma selvageria da qual ainda não me recuperei. Tanto que escrevo este telegrama de uma área menos nobre da embaixada. De qualquer maneira, tanto o Pai Jarbas, quanto o  Pres. Zezinho e o ex-alguma coisa FHC garantiram que vai ser fácil fazer o Brasil entrar com a segunda parte do Acordo CARACU EUA-Brasil.”

Entretanto, não foi isso o que aconteceu. Irritada com o fracasso, a Hillary da época, Mrs. C. Rise, demitiu Mr. Sobel, que foi tentar a vida no comércio de artigos finos para cavalheiros em Miami, também sem muito sucesso.

Comentário da tia Carmela

QUADRILHA: O jantar terminou em uma bela festa junina em homenagem ao Acordo CARACU EUA-Brasil.

O Zezinho sempre gostou de sururu.  Às vezes, ele e o Reinaldinho Cabeção iam brincar com o Raimundinho, que era  filho de um casal de  pernambucanos que morava perto da casa dele. Num desses dias, a mãe do Raimundinho estava fazendo sururu e ofereceu para os moleques. Aí o Zezinho disse para o Reinaldinho Cabeção que era bom colocar bastante pimenta, e despejou meio vidro no prato do Reinaldinho Cabeção. O moleque comeu o sururu com pimenta e começou a passar mal. O Zezinho ria e gritava: “sururu, sururu, no dos outros é refresco!”  e completava com um nome feio que rimava com sururu.

Anúncios

11 Responses to Vidente da UDN-PE derruba embaixador dos EUA no Brasil

  1. josebento disse:

    O Jarbão já disse: Tô no fim! Vou ficar no Senado só até 2014 , pois termina o meu mandato. Não dou conta de continuar em campanha. Entreguei os pontos, assim mesmo se eu achar uma grana boa entrego pro meu suplente e zefini!

  2. Tia Carmela, que dá uma vontade de conhecer a tal Caverna do Ostracismo, ah!, issp dá. Não tem preço poder ver essas personagens que você desfila por aqui. Impagáveis, mesmo. Obrigado

  3. Kid Prado disse:

    O embaixador ‘engravatado’ – Clifford Sobel – realmente entrou numa ‘roubada’ e saiu da loja de departamentos, ou melhor, do Departamento de Estado com o ‘rabino’ entre as pernas quando levou as profecias furadas do Pai Jabás. Lá, foi considerado um gravateiro, digo, bravateiro.
    Este esotérico, que tia Cacá informa ser motorista, quando foi mordomo levou muita suspeita de ser o criminoso, apenas por tradição e falta de originalidade. Mas agora, a acusação de charlatão apresenta fortes indícios que podem levá-lo a obter um ou dois HC’s no prazo de 48 horas.

  4. emerson57 disse:

    titia,
    já reservaram uma cela na famosa caverna do upper west side para a ex verde blablarina?

  5. Ana Cruzzeli disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Quando eu me lembro do acordo CARACU, do projeto AVANÇO me dá uma melancolia.
    Bons tempos que não voltam mais, agora só em 2023 ou 2032 sei lá.

  6. marcos donato disse:

    Com tantos homens santos e religiosos frequentando a caverna do ostracismo, daquia a pouco o demo fica de mau do Zezinho…

  7. alcides disse:

    Tia Carmela, pai Jarbas foi aquele que previu que os beneficiários da bolsa família iriam se afogar em cachaça. Daí a necessidade da aquisição de ambulâncias, conforme famoso projeto do mais preparado dos brasileiros, o futuro pres. zezinho, em sua brilhante passagem pelo ministério da saúde.

  8. Neyde Helena Castro disse:

    Tia Zulmira – oopps – Carmela,a senhora me faz rir, e rir no bom sentido, gosto muito de seus textos, fico frustrada quando não encontro um comentário da senhora. Tia Carmela, minha questão é a seguinte: existem o inglês básico e o francês básico, por exemplo, que são ensinados pelo mundo a fora… Por que, então, não pensarmos em um “português básico”, em que “eu vi ela” não fosse considerado cacófoto (é isso mesmo?) . Bem, sou professora de inglês há muitos anos e sei que isso me infuenciou muito no estudo do português, e hoje tento transmitir meu linguajar mineiro no inglês.
    as, o que seria o “português básico”?

  9. Juliana disse:

    Esse pai Jarbas também não faz suas práticas esotéricas no Senado Federal? Será que ele previu quando o Sarney vai parar de mandar no Brasil?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: