UDN busca soluções para falta de gaveteiros

13 de dezembro de 2013
MONUMENTAL: Merdoval quer que JB construa uma torre-gaveteira na Praça dos Três Poderesna Praça dos Três Poderes

MONUMENTAL: Merdoval quer que JB construa uma torre-gaveteira na Praça dos Três Poderes.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, coordenou ontem mais um  seminário envolvendo os maiores pensadores udenistas para discutir soluções para os grandes problemas nacionais.

Desta feita, o Presidente de Nascença convocou os gênios da raça para discutir o caos arquivístico nacional.

A justiça brasileira sofre com a escassez de gaveteiros para guardar a papelada gerada por tentativas inúteis dos petistas de degradar a imagem da prestigiosa agremiação política de Higienópolis.

É o caso, por exemplo, das investigações estapafúrdias sobre a aquisição de trens pelo governo da Locomotiva da Nação, sob a batura do pres. Zezinho e de seu muy amigo, Geraldinho do Vale.

PROFISSIONAL: A UDN deve convocar o Homem da Capa Preta para ajudar a engavetar a papelada.

PROFISSIONAL: A UDN deve convocar o Homem da Capa Preta para ajudar a engavetar a papelada.

Soluçòes geniais

O seminário mostrou a superioridade da intelectualidade udenista. A ala macroecômica da UDN, por meio de sua porta-voz, a jornalista de programa Miriam Cochonne, propôs o corte radical do orçamento da União, deixando apenas recursos para pagar juros aos bancos e para comprar gaveteiros.

A principal alternativa foi proposta pelo maior especialista no assunto, Dr. Gurgel Brindeiro, que foi  Engavetador Geral da República no saudoso governo do ex-intelectual FHC, e que recentemente reencarnou no corpo de Jô Soares.

Trata-se da criação do PRO-GAVETA, um programa de incentivo à produção de gaveteiros por empresas estrangeiras, voltadas diretamente ao mercado brasileiro.

DESESPERO:  já tem gente da ala jurídica da UDN fazendo contato com a NASA para soluções radicais.

DESESPERO: já tem gente da ala jurídica da UDN fazendo contato com a NASA para soluções radicais.

A proposta recebeu apenas um reparo, do próprio Pres. Zezinho. Para facilitar a implementação do Acordo Caracu EUA-Brasil (no qual o Grande Irmão do Norte entra com a primeira parte e o Brasil entra com o que der), as empresas dos EUA devem ter prioridade nas vendas.

O futuro embaixador do Brasil na China, Dr. H. Romeu Junior, juntamente com seu parceiro, Sr. Paulo Bruce Lee, prontificou-se a eliminar impiedosamente as barreiras alfandegárias para as importações de gaveteiros chineses.

Já o ex-pensador FHC propôs a criação de uma empresa estatal para produzir e distribuir gaveteiros para o Judiciário, a GAVETABRAX.

QUADRILHA: A UDN organizou uma bela festa junina para comemorar o encontro.

QUADRILHA: A UDN organizou uma bela festa junina para comemorar o encontro.

A proposta não obteve muita aceitação, e os udenistas nem prestaram atenção à justificativa dada pelo ex-sabichão: “Temos que criar a estatal antes, para poder privatizá-la depois, ora essa!”

Comentário da tia Carmela

Os gaveteiros vão aparecer loguinho, loguinho. A esta altura, o Zezinho já mandou cópia de umas outras papeladas para muita gente, que ao ver o que era saiu pra arranjar gaveta até em sacristia…


Brasília: Justiça em desespero com falta de gaveteiros no mercado

12 de dezembro de 2013
ZELO: Certas gavetas a UDN não deixa faltar.

ZELO: Certas gavetas a UDN não deixa faltar.

Sempre atento ao desempenho da economia brasileira, o Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, está preocupado com mais uma aterrorizante notícia gerada pela incompetência do governo da usurpadora do planalto.

O motivo da insônia do Presidente de Nascença é a terrível escassez de gaveteiros no país, especialmente na Capital Federal.

Segundo o futuro Prêmio Nobel de Economia, o jornalista de programa C.A. Merdenberg, a falta de gaveteiros não é nova no Brasil. Na verdade, o produto sempre foi muito consumido no país, e, em momentos de pico, sempre ocorre alguma escassez. Mas, nos últimos anos, graças à desastrosa política econômica, o problema agravou-se.

O mercado já vinha, há cerca de vinte anos, sendo muito pressionado pela grande procura do produto no estado de São Paulo. O Ministério Público do estado (MPSDB-SP), o Judiciário e o Legislativo anualmente gastam milhões para aquisição de novos gaveteiros para engavetar inquéritos, processos e pedidos de CPI.

Só a compra de gaveteiros para engavetar as indevidas, injustas e mentirosas denúncias da Siemens (PT-Alemanha) sobre o metrô tem consumido praticamente toda a produção nacional.

Para alívio da situação, o Brasil tem podido importar gaveteiros da Suiça e Alemanha, países cuja justiça consome menos gaveteiros que o Brasil. Mas essa medida está muito aquém de resolver a dramática situação.

O líder da UDN no MPF-SP, Rodriguinho Boca de Gaveta, foi convocado para ajudar o simpático JB a engavetar a papelada.

TRABALHO PARA GENTE GRANDIS: O líder da UDN no MPF-SP, Rodriguinho Boca de Gaveta, foi convocado para ajudar o simpático JB a engavetar a papelada.

Riscos para a Justiça
A atual crise é muito séria, pois afeta o desempenho da justiça brasileira, a maior consumidora de gaveteiros do país.

O quadro desesperador deve agravar-se com a recente decisão da Justiça Federal de São Paulo de encaminhar um volumosíssimo processo para o STUDN (Supremo Tribunal da UDN), por não ter mais como mantê-lo engavetado. Ao saber do fato, o simpático JB confidenciou a seu amigo Tancredo Neves que não haveria lugar para engavetá-lo, pois muitos gaveteiros foram utilizados para acomodar o processo  2474. Consta que o Faraó das Alterosas deu uma fungada comemorativa e comentou: isso não é problema meu…

Preocupado, o presidente do  STUDN, Min. Merdoval Pedreira, escreveu uma nota baixa no jornal da famiglia do Dr. Roberto, acusando a usurpadora do planalto pela falta de gaveteiros.

Sempre zeloso dos valores democráticos e do Estado de Direito, o notável homem de letras garranchentas avisou: a escassez de gaveteiros traz o terrível risco de ter que fazer a justiça cumprir seu papel, obrigando juízes e promotores a analisar processos e ter que dar andamento, por falta de locais apropriados para seu devido engavetamento.

QUADRILHA: A ala jurídica da UDN está trabalhando duro  para conseguir engavetar tudinho a tempo de não prejudicar a dança na festa junina.

QUADRILHA: A ala jurídica da UDN está trabalhando duro para conseguir engavetar tudinho a tempo de não prejudicar a dança na festa junina de 2014.

Comentário da tia Carmela
Quando o Zezinho já estava no Ginásio, na Mooca, uma vez dedaram umas artes muito feias que ele andou aprontando com a turminha dele. Eles tinham inventado um passeio da classe deles para o Jardim da Luz. Eles iam pegar o trem na Estação da Mooca para descer na Estação da Luz. O Zezinho mandou os moleques da turma dele recolherem dinheiro da classe toda, para pagar o trem. Só que, no dia do passeio, que eu lembro que era um sábado, a criançada apareceu na estação para pegar o trem, mas nada do Zezinho e dos moleques aparecerem com o dinheiro. O passeio acabou não acontecendo.
A diretora da escola resolveu fazer uma investigação. Só que o Zezinho mandou dois moleques da turma, o Rodriguinho e o João Batista, entrarem escondidos na diretoria e dar um sumiço nos papéis da investigação que a diretora estava fazendo. Os dois entraram escondido na sala, pegaram os papéis e esconderam no fundo de uma gaveta do arquivo morto da secretaria, onde nunca ninguém ia achar. O azar do Zezinho foi que os pais das crianças estavam muito zangados e a diretora mandou revirar a escola toda, e acabou achando os papéis. O Zezinho e sua turma de moleques ganharam uma bela suspensão. Menos o João Batista e o Rodriguinho, que disseram que não tinham nada com aquilo  e ainda ganharam elogio da diretora por não ter participado da coisa…


UDN indica novo embaixador na China

11 de dezembro de 2013
DESCAMINHO: Milhões de eleitores infantis paulistas foram às ruas comemorar a indicação, mas erraram o trajeto da passeata.

DESCAMINHO: Milhões de eleitores infantis paulistas foram às ruas comemorar a indicação, mas erraram o trajeto da passeata.

O Mais Preparados dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, participou nesta semana de importante decisão que redefiniu os rumos das relações do Brasil com a China.

O Presidente de Nascença reuniu-se com a cúpula da UDN para definir a indicação do novo embaixador brasileiro na China, a partir de 2015, quando a UDN retomar o governo do Brasil.

Trata-se do honorável Dr.. H. Romeu Junior, importante escritor e ativista pela liberdade de informação.

O Dr.. H. Romeu Junior foi escolhido pela UDN por ter uma extensa folha corrida de serviços prestados às relações comerciais sinobrasileiras.

Há muito tempo, o futuro representante da UDN no Império do Meio tem ajudado a dirimir pendências comerciais de importantes negociantes chineses atuando em São Paulo.

AMIZADE SÓLIDA: O sr. Lee, grande amigo do Dr. Junior, está disposto a defender seu amigo até o último carregamento.

AMIZADE DESINTERESSADA: O sr. Lee, grande amigo do Dr. Junior, está disposto a defender seu amigo até o acabarem os estoques de celular.

Além disso, atuou como embaixador informal, participando de mutirões para regularização de vistos de permanência no Brasil para cidadãos do grande irmão de olhos puxados.

Exímio conhecedor dos caminhos e descaminhos do comércio bilateral China-Paraguai-Brasil, o Dr. H. Romeu Junior tem viajado com experts na matéria para o país do Oriente, em busca de novos mercados.

Essa atuação granjeou-lhe gratidão entre as mais proeminentes figuras da comunidade chinesa no Brasil, recebendo delas tratamento especial e muita consideração, em meio a muitos agradecimentos pelos galhos quebrados.

Reunião
O encontro ocorreu na sede da da Revista Mais Vendida do Brasil, na Av. Marginal Serra, s/n.

A cúpula udenista foi recebida com hospitalidade ímpar pela famiglia que edita a revista, cujos sócios sulafricanos não puderam comparecer, pois estavam de ressaca depois de passarem a noite comemorando a morte do terrorista Mandela.

Outra ausência sentida foi a do editor adjunto, sr. Policarpo Waterfalls, que estava fazendo uma reportagem-denúncia sobre os privilégios de José Dirceu na prisão, revelando ao mundo a escandalosa verdade: o ar que o petista respira no presídio em Brasília é menos poluído que o ar de Higienópolis.

Imagem

MENTE CONFUSA: O novo queridinho da UDN pensou que ia para a embaixada na Jamaica, mas vai para a Clínica Maia.

Repercussão
O nome do futuro embaixador foi recebido com empolgação pelos líderes da UDN e pelos eleitores infantis paulistas, que pensam que ele e seu finado papai, o carcereiro H. Romeu do PS, são a mesma pessoa.

O Presidente do STF, Min. Merdoval Pedreira, escreveu uma de suas costumeiras notas baixas em sua coluna no Jornal da famiglia do Dr. Roberto, elogiando o caráter e a ética do profícuo delegado genérico.

Na verdade, o nome do Garcia Márquez do Eixo Taiwan-São Paulo-Brasília parece ter unido a UDN. De Ipanema, Tancredo Neves (UDN-RJ) mandou dizer que consultou seu grande amigo JB, seu filho e o líder da JUDN (Juventude da UDN), sr. L. Hulk, e estes informaram que seus patrões aprovaram a indicação.

SEGURANÇA: O novo amigo de Tancredo Neves, o simpático JB, ameaça prender quem votar contra a indicação do novo embaixador.

SEGURANÇA: O novo amigo de Tancredo Neves, o simpático JB, ameaça prender quem votar contra a indicação do novo embaixador.

A ala talco-farinácea da UDN também aprovou a escolha e chegou a oferecer um helipóptero cheio de confete para comemorar o fato, mas desistiu ao saber que o aparelho estava sendo processado criminalmente por ter transportado coisas esquisitas sem autorização de seus proprietários.

BENEPLÁCITO: O consul honorário dos EUA em Brasília, min. Lampréia, também aprovou a escolha.

Superando resistências
Segundo fontes da Caverna do Ostracismo, fundos, refúgio provisório de boa parte da liderança udenista, durante a reunião houve ressalvas ao nome do simpático delegado descartável, motivadas por sua anterior prestação de serviços ao governo do usurpador do planalto.

Entretanto, as dúvidas foram resolvidas pela intervenção da Diretoria de Dossiês e Assuntos Policiais da UDN, liderada pela araponga (Canalhus itagibus) de estimação do pres. Zezinho. A simpática ave, que veio especialmente do Espírito Santo, onde tem participado de um projeto especial do pres. Zezinho, explicou que o sr. H. Romeu Junior já havia se arrependido desse deslize juvenil e se reconverteu plenamente à UDN, tanto que agora lidera um projeto literário sob supervisão daquela facção udenista.

Esse mesmo motivo ajudou a superar outra resistência. A ala diplomática da UDN deu sinais iniciais de contrariedade pelo fato do futuro embaixador não vir da carreira diplomática e ser de uma família dada a atividades menos nobres. Mas, ao saber que por trás do aparentemente tosco homem de armas há um refinado escritor e filósofo, seu líder, o ministro descalço MG Lafer, declarou: “tenho certeza de que o sr. H. Romeu Junior é um dos nossos; ele é o novo Δημοσθένης”.

QUADRILHA: A UDN convidou os amiguinhos do Dr. H. Romeu Junior para dançar na sua próxima festa junina.

QUADRILHA: A UDN convidou os amiguinhos do Dr. H. Romeu Junior para dançar na sua próxima festa junina.

Comentário da tia Carmela
O Zezinho, quando estava no grupo escolar, lá na Mooca, uma vez perdeu a eleição de monitor da sala para o Luizinho. Ele ficou muito bravo, e procurou o Junior, um outro menino que não gostava do Luizinho, para fazerem uma vingança. O Junior preparou um monte de cartazes inventando um monte de mentiras contra o Luizinho e espalhou pela escola. Só que o Reinaldinho Cabeção, que era quem costumava fazer esse tipo de serviço sujo pro Zezinho, ficou ressentido porque o Zezinho não passou esse trabalho pra ele. E saiu contado pra todo mundo os podres do Junior. A diretora ficou sabendo e foi investigar os tais podres do Junior, que só não foi suspenso sabe-se lá porque…


JB vai indicar juízes da Copa

27 de novembro de 2013
ISENÇÃO: JB seleciona os juízes de acordo com o apito que eles tocam e a família que têm.

CRITÉRIO REPUBLICANO: JB seleciona os juízes de acordo com o apito que eles tocam e a família que têm.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, continua muito preocupado com a desenvoltura demonstrada pelo novo queridinho da UDN, o popular JB.

O Presidente de Nascença já havia demonstrado seu desconforto com a unção do Mini JB (PST do F-DF) como novo herói da UDN e candidato a vice da chapa do usurpador da UDN, Tancredo Neves (UDN-RJ). Mas ações recentes do aclamado parceirinho do Faraó das Alterosas fizeram acender o sinal amarelo dos correligionários do Almirante do Tietê.

ISENÇÃO: Os juízes da UDN rezam todos pela cartilha do JB.

ISENÇÃO: Os juízes da UDN rezam todos pela cartilha do JB.

O novo motivo do alerta é a decisão do popular JB de escolher os juízes que apitarão os jogos da Copa de 2014. Ele pretende seguir a política de escalar apenas filhos de famílias udenistas de boa cepa para serem os juízes do jogos.

Além de facilitar a vida da torcida na escolha do tratamento a usar ao se referir aos juízes, a nova sábia medida do amigo que não sai da boca dos udenistas tem outra vantagem. Garantirá que a Copa do Mundo não seja manipulada pela usurpadora do planalto e pela corja petista e, com isso, atenda às boas normas da meritocracia e justiça tucana.

O heróico empresário miamimobiliário já vinha se preparando para sua nova função de escalador de juízes. Recentemente, trocou o juiz do jogo UDN x Estrela Vermelha, realizado no estádio da Papuda, no DF. O jogo faz parte de um torneio nada amistoso disputado entre os dois times, desde 2005.

DESCONFIANÇA INFUNDADA: Ao saber da notícia, jogadores do Náutico tentaram culpar o juiz e as cores do time pelo rebaixamento.

DESCONFIANÇA INFUNDADA: Ao saber da notícia, jogadores do Náutico tentaram culpar o juiz e as cores do time pelo rebaixamento.

Os primeiros jogos do torneio, realizados no Estádio UDNzão, em Brasília, foram apitados por JB de maneira muito questionada: inverteu faltas, ignorou uma série de jogadas e ainda intimidou os auxiliares para seguirem suas marcações, sempre a favor da UDN.

Agora, para os jogos da fase final do torneio, disputados no Estádio da Papuda, no DF (novamente, campo da UDN), para facilitar a vida do time da UDN, resolveu substituir o juiz original  pelo  filho de um importante auxliar do grande Demoarruda Bauducco, jogador veterano da UDN, que hoje defende o time da Caverna do Ostracismo.

O motivo da troca foi o medo da virada.
Apesar de estarem em desvantagem, os jogadores do Estrela Vermelha estavam ganhando simpatia do publico por conta da feroz perseguição que sofriam do time da UDN, da imprensa e dos juízes.

TODO MUNDO SABE: As reclamações do  time do Estrela Vermelha não comovem os juízes indicados por JB.

TODO MUNDO SABE: As reclamações do time do Estrela Vermelha não comovem os juízes indicados por JB.

A ameaça de chegada de reforços da Itália para o time do Estrela Vermelha teria desencadeado o pavor em JB, que decidiu que ele agora é também o Supremo Selecionador de Juízes da Nação.

A medida moralizante do revolucionário herói udenista preocupa o pres. Zezinho pelo sucesso que pode fazer, podendo gerar tanta empolgação nas hostes udenistas que impeça sua natural e inquestionável candidatura a ocupar o lugar no Planalto sempre deveria ter sido seu.

JB está se dando muito bem com os velhos amigos de Tancredo Neves.

JB está se dando muito bem com os velhos amigos de Tancredo Neves.

A justa iniciativa do novo amigo de todas as horas de Tancredo Neves também preocupa outros segmentos da nação, que temem que o Mini JB interfira na arbitragem da revanche do jogo UDN x Brasil, no qual a UDN foi derrotada em 2010. O novo jogo será disputado em outubro de 2014.Inclusive, há rumores no camarote do homem forte da Juventude da UDN (JUDN), Sr. L. Hulk, de que JB pretende ser o capitão da UDN nesses jogos.

Aprovação
Apesar dos protestos, os poderes constituídos não questionam a medida do Mini JB.

Segundo o Pres. do STF, Min. Merdoval Pedreira, a medida do Mini JB é totalmente amparada no direito udenista e foi aprovada pelos seus patrões e, em consequência, pelos eleitores infantis paulistas, que comemoraram a mudança do juiz.  Em Higienópolis JB tem forte apoio à sua intenção de mudar o formato do torneio UDN X Estrela Vermelha para mata-mata.

IMPOSSÍVEL:  Elementos nocivos ao país falsificaram capa da revista mais vendida para prejudicar JB.

IMPOSSÍVEL: Elementos nocivos ao país falsificaram capa da revista mais vendida para prejudicar JB.

Na imprensa, o apoio dos principais jornalistas de programa também é incondicional. Em programa ao vivo na Rede UDN de Comunicação ouviu-se o seguinte diálogo:

APRESENTADOR: O JB trocou o juiz no meio do jogo. Pode isso, Arnaldo?
– COMENTARISTA: A regra é clara, mas a gente sempre dá um jeitinho.

Imediatamente, o ex-intelectual FHC mandou uma mensagem patriótica pelo twitter para o programa, dizendo que qualquer juiz serve, desde que seja contra o PT. A frase do ex-pensador e colecionador de deputados foi lida no ar pelo apresentador e levou às lágrimas o público.

juizmet

QUADRILHA: A UDN sempre gostou de selecionar bem os juízes do concurso de danças nas suas festas juninas.

Comentário da tia Carmela
Uma vez, lá na Mooca, os moleques da turma da Av. Paes de Barros, que eram os riquinhos do bairro, desafiaram os outros moleques do Grupo Escolar para um jogo contra. O jogo foi no campinho do Paulista da Mooca. Quando souberam do jogo, o Zezinho se ofereceu para ser o técnico do time da Paes de Barros, e o João Batista, um moleque que era o capacho dos riquinhos, se ofereceu para ser o juiz do jogo. No sábado, quando foram jogar, o João Batista apareceu com uma roupa toda preta e um apito reluzente, que tinha ganho de presente dos capitães do time da Av. Paes de Barros, os filhos do seo Roberto Marini. Logo de cara, o João Batista expulsou alguns dos melhores jogadores do time do Grupo Escolar sem eles terem feito nada. E por aí foi, não marcava as faltas que os moleques da Paes de Barros faziam, deixavam eles fazerem gol que não valia e, no final, resolveu expulsar o time inteiro do Grupo Escolar. O jogo terminou em uma pancadaria danada. O Zezinho, como sempre, fugiu. O João Batista, que não era bobo, fugiu para o outro lado e ficou uns dias sem aparecer na escola. Quando voltou, ninguém mais quis ser amigo dele. Ele acabou largando a escola. Nem sei o que foi feito dele.


Após sucesso entre bem-nascidos, JB é convidado por Tancredo Neves a ser seu vice

18 de novembro de 2013
jB aceitou o convite emocionado, mas o pres. Zezinho acha que só vai trazer dor de cabeça.

CUIDADO: JB aceitou o convite emocionado, mas o pres. Zezinho acha que só vai trazer dor de cabeça.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, recebeu uma péssima notícia na manhã de hoje: o anúncio do convite de Tancredo Neves (UDN-RJ) ao popular JB (PST do F-DF) para ser o candidato a vice-presidente de sua chapa.

O Presidente de Nascença avalia que JB dará uma dose extra de animação à combalida candidatura de seu desafiante nas hostes da UDN. Como sempre, fazendo coro, vários comentaristas políticos de programa ligados à UDN afirmaram que a presença de JB fará com que Tancredo Neves entre mais turbinado ainda na disputa.

A UDN mostrou-se dividida. Dos profundos e gosmentos esgotos da Caverna do Ostracismo, fundos, surgiram boatos de que o ex-pensador FHC considera que JB não será uma boa companhia para Tancredo Neves. Até hoje, O Faraó das Alterosas sempre andou com loiras que o deixavam mais simpático. O solerte colecionador de deputados teme que JB mude a personalidade de Tancredo Neves e que sua presença em altas taxas transforme o simpático conversador de Ipanema em um sujeito agressivo, arrogante e autoritário. Entretanto, esta suspeita pode ser infundada: segundo especialistas consultados, cada um reaje ao JB de um jeito. A maioria fica mansinha, mansinha, e concorda com tudo. Outros também abaixam a cabeça, mas é porque dormem. Apenas uma pequena parte reage com agressividade.

SEMPRE ALERTA: O Ministro da Justiça, que gosta de assistir de camarote JB fazendo das suas, já determinou a criação de uma Delegacia da Mulher no Palácio do Jaburu

SEMPRE ALERTA: O Ministro da Justiça, que gosta de assistir de camarote JB fazendo das suas, já determinou a criação de uma Delegacia da Mulher no Palácio do Jaburu

As mesmas fontes do Retiro do Udenista relataram que o ex-intelectual FHC, ao fim, aceitou a novidade: “serve qualquer um, até um serviçal, se for para derrotar o PT e fazer o Lula parar de receber títulos de doutor honoris causa”.

Preocupado com a virada do usurpador da UDN, o pres. Zezinho ligou para o líder da UDN no Supremo, Gilmar Dantas. Explicou ao grande libertador que acha que Tancredo Neves está dirigindo a UDN sem responsabilidade e, agora que não larga o JB, a coisa vai ficar mais irresponsável ainda.  Gilmar Dantas procurou acalmar o Almirante do Tietê e acionou o ministro Fucks Peito de Aço, que prometeu resolver o problema, mas isso não tranquilizou o pres. Zezinho: “esse aí me troca pela primeira festinha que fizerem para ele”, teria dito o Maior dos Filhos da Mooca.

O lançamento da candidatura de JB a vice de Tancredo Neves também preocupa a chapa do núcleo de piscicultura da UDN, que também tentou atrair JB. Entretanto, motivos religiosos ainda não explicados levaram ao veto a seu nome pela consultora da Natura que trabalha com o grupo.

Convite
Segundo fontes da ala mineira da UDN, o convite a JB teria sido feito em recente balada onde se encontraram os dois grandes filhos da Gente de Minas. O evento ocorreu no camarote de L. Hulk, o novo homem forte da JUDN (Juventude da UDN), que apresentou Tancredo Neves a JB entre os aplausos do público que gritava: vira vira vira, virou!

Importantes ditadores vieram prestigiar o encontro de Tancredo com JB.

SUCESSO: Importantes ditadores vieram prestigiar o encontro de Tancredo com JB.

Segundo relatos de udenistas globais presentes, imediatamente o carismático senador ipanemenho afeiçoou-se ao novato nas baladas globo-udenistas e não largava mais dele. Este, por sua vez, logo assimilou os costumes da turma e não saiu mais da boca do povo udenista bem-nascido. Desnecessário dizer o quanto Tancredo Neves ficou alegre, tendo que ser levado para casa por sua irmã, que lhe deu café amargo e banho frio, como sempre.

Ao presenciar o encontro, a veterana jornalista Hipólito da Costa chegou a tentar gravar um programa para saldar o fabuloso blend do importante líder udenoplayboy com o emergente empresário imobiliário transnacional. Não foi possível, porque a provecta etanojornalista teve dificuldades para se levantar da mesa. A partir de um certo ponto, sua presença tornou-se inconveniente e teve de ser retirada do camarote aos berros: “É isso aí, Tancredo! Eu já provei o JB e é um trem bão demais da conta, como vocês dizem lá em Ipanema!”

QUADRILHA: A UDN já está ensaiando a dança no local onde fará a festa junina em 2014.

QUADRILHA: A UDN já está ensaiando a dança no local onde fará a festa junina em 2014.

Comentário da tia Carmela
Lá na Mooca, tinha um menino, o João Batista, que vivia querendo ficar amigo da turma da Avenida Paes de Barros, que eram os riquinhos do bairro. Pra ficar amigo deles, o João Batista fazia tudo o que mandavam, inclusive bater nos meninos menores. Uma vez, tinha um menino, que também se chamava Zé, mas não era o Zezinho, que estava muito doente e tinha que tomar remédio várias vezes ao dia, coitado. Os moleques riquinhos da turma da Paes de Barros não gostavam do Zé, porque o Zé enfrentava eles, defendia os meninos menores das maldades e contava os podres deles para todo mundo. Aí eles pegaram o João Batista e disseram: “Queremos que você dê uma lição no Zé pra gente. Invente que ele fez alguma arte e dedure ele para a diretora da escola. Quando a diretora puser ele de castigo, você pega os remédios dele e esconde, para ele não tomar. Se você fizer isso, nós deixamos você ir na festa que vamos dar no sábado.” O João Batista fez tudo o que os moleques mandaram, contou uma mentira para a diretora e o Zé foi pro castigo e, sem os remédios, passou muito mal e quase morreu, mas o João Batista só pensava na festa dos riquinhos. No dia da festa,  ele pôs a roupa de missa e foi para a casa do seo Roberto Marini, que era o pai de um dos moleques, onde era a festa. Era uma casa no lado direito de quem sobe, mais ou menos na direção da Rua Madre de Deus. Era uma casa bonita, de estilo antigo, de dois andares, com uma espécie de torre pontuda em cima, acho que está lá até hoje, mas está meio judiada. Quando tocou a campainha e a mulher do seo Roberto Marini foi ver quem era, o filho do seo Robeto Marini gritou para a mãe: “não abre, mama, que esse é só o moleque que limpa as galochas da gente quando a gente chega na escola em dia de chuva”. O João Batista foi embora pra casa chorando. O Zezinho (não o Zé, mas o Zezinho de quem eu sempre conto as histórias) era amigo dos riquinhos e espalhou o vexame para todo mundo na escola. Como ninguém tinha gostado da desumanidade que ele tinha feito contra o Zé, a escola inteira fez piada do João Batista por uma semana, e ninguém mais quis ser amigo dele. Ele acabou largando a escola. Nem sei o que foi feito dele.


Pres. Zezinho: meu kit gay é mais rosa que o do Haddad

15 de outubro de 2012

SIMPATIZANTE: O pres. Zezinho costuma levar seu pitta de estimação para passear na parada Gay, só para vê-lo abanar o rabinho satisfeito.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, sabe que a luta política não é lugar para mariquinhas.

Por isso, o Presidente de Nascença não tem medo de enfrentar os temas mais delicados, e age como entendido nesses assuntos.

É o que ficou provado ao lançar hoje um desafio a seu oponente na eleição-treino para a prefeitura de São Paulo. O pres. Zezinho desafiou o poste do usurpador do planalto para participar de um campeonato de kits gays. E foi além, dando uma vantagem ao oponoente. Se o adversário ganhar, terá o direito de presidir a Parada Gay de São Paulo até 2015. Se o pres. Zezinho ganhar,  vai  presidir a Parada Gay de São Paulo apenas em  2013.

Segundo o Almirante do Tietê, seu kit gay é mais rosa que o de seu oponente, e tem um estilo mais contemporâneo, seguindo as últimas tendências da Sheridan Square, em NY, e das ruas de Vauxhall, em Londres. O pres. Zezinho comparou conteúdos e disse que o kit gay tucano é muito melhor: esse kit gay petista não passa da Av. Vieira de Carvalho, teria afirmado.

O pres. Zezinho revelou que, além de ser bem chinfrim, o kit gay petista continha celulares ultrapassados e dólares do mensalão.

O Mais Tolerante dos Brasileiros aproveitou o desafio para criticar a política externa dos governos petistas, dizendo que  o Brasil  deveria abrir-se mais para as parcerias com os EUA, como o Acordo Caracu EUA-Brasil, proposto por ele, e no qual o Brasil entraria com a retaguarda.  Por isso, disse  que seu kit gay tem um poster do Village People e um DVD da Gloria Gaynor, enquanto o kit gay do PT tem apenas um CD dos Secos e Molhados e uma foto pequena da Elke Maravilha.

Alguns setores da UDN assustaram-se com a destemida proposta do pres. Zezinho, temendo que ela afastasse a parte de seu eleitorado que está mais preocupada com o fiofó alheio do que com a qualidade de vida na Paulicéia.

AMIZADE E FIDELIDADE: O pres. Zezinho mandou vir do RJ um pastor que gosta de perseguir a bicharada.

Entretanto, dos caudalosos e fedorentos esgotos da Caverna do Ostracismos jorram versões tranquilizadoras. Na verdade, por trás da aparência tolerante e anti-homofóbica,  o kit gay do pres. Zezinho conteria filmes com propaganda subliminar contra a bichice. Ao vê-los, adolescentes e professores passariam a ter vontade  de discriminar os viados e assemelhados publicamente, e de chamar a bicharada de doente, possuído, pecador, anormal e outras verdades ensinadas pelo pastor $ilas Malacheia em suas prédicas cheias de caridade cristã e respeito ao próximo.

QUADRILHAGLS

QUADRILHA: A UDN paulista fez uma bela festa junina para comemorar o lançamento do kit gay do pres. Zezinho.

Assim, na verdade, o kit gay do pres. Zezinho seria um kit anti-viadagem, em uma jogada sensacional concebida pelo seu Majestoso Encéfalo para a campanha anti-viadagem  que ele vem travando ombreado (mas sem esfregar os braços) com o pastor $ilas Malacheia.

Comentário da tia Carmela

Não sei porque você ainda perde tempo querendo saber essas histórias do Zezinho quando era criança. Ele  sempre foi assim, falava uma coisa e fazia outra e acusava os outros de fazer o que ele fazia.Não mudou nada…


Rebelião em SP: eleitores infantis rejeitam votar no pres. Zezinho

21 de agosto de 2012

CONVICÇÃO: Os eleitores infantis paulistas estão dispostos a qualquer castigo para garantir que o pres. Zezinho vença em 2014.

O mais preparado dos brasileiros, o futuro pres. Zezinho, está enfrentando uma situação inusitada: seus fidelíssimos eleitores infantis paulistas rebelaram-se e dizem que não vão votar nele para prefeito de jeito nenhum.

O motivo da inesperada e crescente rejeição à candidatura do Presidente de Nascença ainda não foi oficialmente explicado pelos mais importantes jornalistas de programa do país.

Estupefatos, preferem manter silenciosos seus tecladinhos de aluguel enquanto aguardam instruções sobre como devem pensar.


Mas tanta preocupação logo vai passar. Ao que tudo indica, a mobilização para não votar no pres. Zezinho deve ser motivo de orgulho para o Mais Consistente dos Homens Públicos. É uma rejeição temporária e bem-intencionada.


O que ocorre é que a gente bonita da Paulicéia tem medo que o almirante do Tietê, uma vez eleito, resolva ficar no cargo de prefeito. Com isso, não teriam a satisfação suprema de ver o Maior dos Filhos da Mooca eleito presidente em 2014.

A Srta. Francine de L’Herbe, aflita, generosamente negou-se a participar da empreitada e já se prepara para retirar sua candidatura para ajudar o pres. Zezinho.

Em Higienópolis, é voz corrente que seria um absurdo se isso acontecesse: “nós queremos o pres. Zezinho no planalto”, dizem os principais líderes udeno-higienopolitanos.


Por isso, os eleitores infantis paulistas iniciaram um movimento espontâneo nas redes sociais (exceto orkut) para que o pres zezinho não seja eleito.

A ideia é que, rejeitando a possibilidade de votar nele em 2012, irão garantir que ele se candidate a seu verdadeiro lugar em 2014. Segundo um dos líderes do movimento, “é uma grande dor que estamos rejeitando a candidatura do pres. Zezinho, mas desde 1932 São Paulo sempre se sacrifica pelo Brasil”.

Dos caudalosos e nauseantes esgotos do Retiro do Udenista (Caverna do Ostracismo, fundos, Higienópolis) jorram versões que apontam que essa mobilização não é tão espontânea assim. Importantes lideranças da UDN já aderiram ao movimento.

Algumas fontes udenonumerárias asseguram, que a mobilização tem o silencioso apoio do muy amigo do Almirante do Tietê, Sr. Geraldinho do Vale, que tem cochichado no ouvido de seu confessor: “eu devo isso ao pres. Zezinho, que foi fundamental para que eu chegasse aonde estou hoje”.

QUADRILHA: As festas juninas de apoio a candidatura do pres. Zezinho andam um pouco esvaziadas.

Comentário da tia Carmela
O Zezinho nunca ligou para ser rejeitado. Uma vez, quando ele estava no ginásio teve uma eleição para monitor da classe dele. O Zezinho se candidatou. Quando o Reinaldinho Cabeção ia pedir para os coleguinhas votarem nele, todo mundo falava que no Zezinho não votavam de jeito nenhum. No  apuração, o Zezinho teve menos votos que os brancos e nulos. Na verdade, só teve dois votos, mas ainda assim foi lá na frente da sala e fez um discurso dizendo: “isto não é um adeus, é um até logo”. Só o Reinaldinho Cabeção prestou atenção, e ficou cinco minutos aplaudindo.


Ciência udenista: Pres. Zezinho influencia campo magnético da Terra

9 de agosto de 2012

OBRIGADO! O pres. Zezinho é a última esperança para nos livrar da terrível tempestade de raios vermelhos cósmicos.

O campo magnético da Terra, indispensável à existência da vida, é mais uma das contribuições do Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, ao engrandecimento da Pátria e da Humanidade.

Sempre modesto, o Presidente de Nascença sempre evitou que esse segredo vazasse para o público, e o mantinha guardado no mesmo cofre onde seu priminho Preciado costuma guardar uns documentos.

Entretanto, em um arroubo de admiração e quase veneração, seu assessor para assuntos propinoviários, Sr. Paulo Caixa Preta Dois, não se conteve e revelou ao público que o Almirante do Tietê possui inauditas propriedades magnéticas.

ASTROMAGNETISMO: Os cientistas da UDN estão pesquisando a capacidade do pres. Zezinho de atrair estrelas decadentes.

Segundo as declarações recentes desse prócer do financiamento udenista, o magnetismo do Maior dos Filhos da Mooca teria sido empregado por ele para guiá-lo em seu trabalho como dirigente da estatal paulista DEPRA – Desenvolvimento Propinoviário S.A.

Em suas viagens pelo estado para fiscalizar as obras propinoviárias, o Sr. Paulo Caixa Preta Dois orientava-se pelo campo magnético emanado pelo pres. Zezinho: “ele era minha bússola, quando eu estava na direção da DEPRA”.

 Graças a essa propriedade do Grande Líder da Nação, o Sr. Paulo Caixa Preta Dois sempre conseguiu encontrar os melhores caminhos para as obras propinoviárias a seu cargo, como a obra do Roubanel e a ampliação da Av. Marginal Serra.

Todas, é claro, foram feitas tendo o norte  fornecido magneto-propinoviariamente pelo Presidente de Nascença.

Ou seja, em São Paulo, todos os caminhos propinoviários levam ao pres. Zezinho.

Blindagem

Estudos desenvolvidos pelo grande físico José Goldenmerd (GOLDENMERD, 2012) comprovam as afirmações do Sr. Paulo Caixa Preta Dois. O eminente líder da ala científica da UDN foi além: o pres. Zezinho desempenha papel fundamental para a manutenção do campo magnético do planeta, sem o qual não poderia existir vida, pois ele funciona como uma blindagem que repele a radiação solar.

SILÊNCIO: Os cientistas da UDN recusam-se a comentar a enorme atração do pres. Zezinho sobre a Srta. Francine De L’Herbe (DIREITA).

Isto confirma a tese já apresentada por outros pesquisadores (RIBEIRO JR., 2011) de que o pres. Zezinho teria um enorme poder de repulsão, com seu magnetismo funcionando como uma blindagem contra denúncias. Essa mesma propriedade também protegeria a casa do pres. Zezinho que, a despeito dos constantes vazamentos, ainda não caiu.

Outros autores (NASSIF, 2012 e ROSÁRIO, 2012), têm demonstrado que a capacidade de repulsão do Maior dos Homens Públicos estaria sofrendo uma mutação e, ao invés de repelir ameaças, o estaria deixando vulnerável a ataques por meio de artefatos de papel. Também estaria repelindo indevidamente parte dos eleitores infantis paulistas, sempre fiéis ao Almirante do Tietê.

Heroísmo

Mas parece que as contribuições do pres. Zezinho não param por aí. Dos nauseabundos esgotos da Caverna do Ostracismo têm escorrido outras versões.

EXEMPLO EDUCATIVO: O pres. Zezinho é um modelo para os eleitores infantis paulistas.

Segundo fontes científicas da UDN, o Maior de Todos os Brasileiros realizou um grande ato de heroísmo magnético há 39 anos. Ao deixar o Chile após concluir obter seu diploma de enologia na Universidad Concha y Toro, o pres. Zezinho, abnegadamente, preferiu ir para os EUA e não para a Europa.

Mantendo-se mais ou menos na mesma longitude (ou seja, no mesmo fuso horário), evitou uma catástrofe. Uma mudança de sua localização no sentido longitudinal poderia tornar oblíquo o eixo do campo magnético da terra, alterando a localização dos pólos e gerando um desastre climático de graves consequências.

Outros udenistas comentam à boca pequena que as capacidades magnéticas do pres. Zezinho são tão fortes que ele é capaz de atrair materiais sobre os quais os ímãs normais não têm capacidade de atração. Como exemplo, citam que o magnetismo do Presidente de Nascença foi capaz de atrair para São Paulo cachoeiras localizadas em Goiás.

Comentário da tia Carmela

QUADRILHA: Importantes autoridades do MPE – Magnetismo Público Eleitoral também estão submetidas à magnética influência do pres. Zezinho e levarão um pratinho de curau para a festa junina da UDN.

O Zezinho sempre gostou de brincar com ímãs. Uma vez, ele arrumou dois ímãs e colocou nas luvas que usou para ir à escola, era inverno e ele usou umas luvas de lã que a mãe dele tinha feito. Na hora do intervalo, os moleques iam comprar doce na cantina, cada um com suas moedinhas. O Zezinho mandou os moleques segurarem as moedinhas na palma da mão e começou a contar vantagem, dizendo que apostava que tinha o superpoder de atrair as moedinhas com as mãos. Aí ele ia passando a palma da mão sobre as mãos dos moleques e as moedinhas grudavam nas mãos dele. Ele encheu o bolso. Só que um menino ficou muito triste porque o Zezinho tomou a moedinha dele e foi contar para o irmão, que já estava no ginásio. O irmão logo entendeu qual era o truque e, no dia seguinte, esperou o Zezinho na saída da escola e fez ele devolver as moedinhas dos moleques todos. Só o Reinaldinho Cabeção que não quis que ele devolvesse, e falou: pra mim você não precisa devolver, Zezinho; eu acredito nos seus superpoderes magnéticos. Quando o pai do Reinaldinho Cabeção soube, deu uma coça no moleque para ele deixar de seu trouxa, mas o ele continuou repetindo, enquanto apanhava, que o Zezinho tinha superpoderes.


Mensalão dos Outros: Gurgel de estimação da UDN tem sua última chance

2 de agosto de 2012

CONFIANÇA: O filósofo Δημοσθένης minimizou as criticas ao Gurgel de estimação: ele é um parceiro que nunca me deixou na mão.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, interrompeu hoje sua campanha-treino para a prefeitura da Paulicéia Desavisada.

O Presidente de Nascença juntou-se à carreata-romaria da UDN para Brasília, aonde vão acompanhar, genuflexos e em oração, as últimas apresentações do maior espetáculo circense da Terra, que a UDN vem patrocinando desde 2005: o Mensalão dos Outros.

Como grande líder da democrática agremiação política, o Almirante do Tietê irá no carro-madrinha, que levará os mais importantes udenistas.

O carro madrinha é um Gurgel de estimação da UDN, que tem sido muito usado pelos udenistas em suas aventuras e estrepolias na Capital da República. Será conduzido, como sempre, pelo coordenador de assuntos zoofilosóficos da Caverna do Ostracismo, o filósofo greco-goiano Δημοσθένης, que representará o dono do veículo e chefe de sua escola filosófica (Escola dos Pós-Cachoeiráticos), que está em retiro no Centro Filosófico da Papuda.

MAL DE FAMÍLIA: O outro Gurgel da UDN também passa o tempo todo estacionado e só sai do lugar quando Δημοσθένης diz que o chefe deles mandou.

Desafio

Em Brasília, muitos dizem que esta romaria será a última chance do Gurgel de estimação da UDN mostrar que serve para alguma coisa.

Há muitos questionamentos quanto ao seu desempenho e, pior, à sua confiabilidade.

No início, parecia um veículo muito promissor, mas, depois de algum tempo, mostrou-se nem um pouco confiável. Recentemente descobriu-se que o Gurgel da UDN estava negando fogo. Não dava conta das missões a ele atribuídas, que eram passadas para outra viatura da mesma família Gurgel, que também se mostrava pouco eficaz em viagens mais arriscadas, deixando de cumpri-las. A única serventia do Gurgel da UDN tem sido a entrega de pizzas da Pizzaria do Policarpo Quaresma.

DECADÊNCIA: Parece que o Gurgel da UDN a cada dia tem menos fãs e vai parar na Caverna do Ostracismo.

Com isso, há um clamor popular para que o Gurgel de estimação da UDN seja encaminhado ao ferro-velho.

O senador Collor de Melo chegou a fazer um discurso dizendo que o Gurgel da UDN não passava de uma carroça de estrume e não valia mais nada.

O parlamentar, que é especialista em escândalos automotivos, declarou que o traiçoeiro veículo  devia ser imprensado e condenado à sucata como Gurgel imprestável.

A medida traria muita tristeza à ala zoofluvial da UDN, que domina a seção goiana e o diretório zonal da UDN da Revista Mais Vendida do Brasil. Esse grupo é tido como maior usuário do Gurgel de estimação.

Apego

Dos caudalosos esgotos fedorentos da Caverna do Ostracismo, no entanto, têm saído versões mais preocupantes sobre o caso do Gurgel em fim de carreira.

Segundo fontes udenistas que venderam baratinho a informação, praticamente toda a UDN cultiva o apego ao Gurgel de estimação da UDN, e quer mantê-lo no posto de qualquer maneira. O pres. Zezinho seria um dos maiores interessados, pois o Gurgel estaria sendo muito útil no discreto transporte de umas pacoteiras que ele costumava mandar vir de Anápolis para a Caverna do Ostracismo.

QUADRILHA: O pessoal da UDN gosta de ir de carro antigo para dançar nas festas juninas.

Comentário da tia Carmela

O Zezinho sempre gostou de romaria. Uma vez, a família dele participou de uma romaria para Aparecida do Norte, que o padre Savino, da Igreja São Rafael, organizou. Chegando lá, o padre mandou a molecada toda se confessar. O Zezinho então mandou o Robertão, um menino da turma do catecismo dele, entrar em um confessionário e os moleques todos fizeram fila. Em vez de se confessarem, ajoelhavam e falavam um monte de nome feio e outras barbaridades. O Robertão não deu nenhuma penitência para nenhum deles. O padre Savino estranhou que não viu nenhum moleque rezando em penitência e foi ver quem era o padre. Quando viu que era o Robertão, o moleque se borrou todo de medo, mas não teve coragem de entregar que o Zezinho era quem tinha tido a ideia.


UDN inicia cruzada pela liberdade de expressão

25 de julho de 2012

BONS TEMPOS: A Cruzada da UDN quer trazer de volta os bons tempos em que a sua liberdade de expressar-se à vontade não era ameaçada.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, anda muito preocupado com os repetidos ataques à liberdade de expressão.

O Presidente de Nascença decidiu, então, criar uma nova mobilização nacional: a Cruzada Unificada pela Liberdade Verdadeira de Expressão.

Diligente, convocou uma reunião do alto comando da UDN para organizar a empreitada. Na reunião, realizada no Retiro do Udenista (Caverna do Ostracismo, fundos, Higienópolis), os dirigentes da honrada agremiação política traçaram uma estratégia vencedora, limpa e democrática, como tudo o que a UDN faz.

CHOQUE: As denúncias terríveis do pres. Zezinho atingiram as profundas convicções democráticas da direção da UDN.

O Almirante do Tietê exigiu um posicionamento firme da UDN contra o terrível cerceamento de sua liberdade de ser o único a poder ter sua opinião vinculada na imprensa falada, escrita, televisada e internetizada. Com a ira dos justos, urrava de indignação ao referir-se a jornalistas e a blogueiros imundos que se recusavam a livremente difundir a expressão das vontades e opiniões do Maior dos Brasileiros e, pior, davam espaço a opiniões contrárias.

O presidente da UDN tem grandeza moral, construída duramente na Comissão de Orçamento do Congresso.

Sensibilizado, o presidente da UDN, Sr. Sergio Dunga, agiu imediatamente. Preparou uma cartinha exigindo imediatas providências e enviou para a Dra. Pamonha (UDN-Piracicaba), líder da bancada da UDN na Justiça Eleitoral.

Na representação, o Sr. Sergio Dunga e o pres. Zezinho reclamam que a publicidade governamental está sendo usada contra a liberdade de expressão, pois seus recursos têm sido direcionados a veículos de comunicação que não tem compromisso nenhum com a verdade e com a democracia, como:

a) uma editora de revistas que é associada a um gângster goiano que costumava forjar escândalos contra autoridades da república, e que tem entre seus acionistas um grupo empresarial sul-africano vinculado ao regime do apartheid;

b) um jornal que emprestava seus carros para ações repressivas e assassinato de opositores durante a ditadura;

c) um canal de televisão que costuma manipular debates eleitorais e veicular notícias falsas baseadas em perícias mentirosas;

d) blogues nazistas mantidos por jornalistas de programa vinculados a essas organizações criminosas, e que fazem um troço vagamente parecido com jornalismo e nada parecido com a verdade.

O Twitter adotou um novo símbolo, em homenagem à sua parceria com o pres. Zezinho.

Internet

Outra frente de luta importante na Cruzada é a internet. O pres. Zezinho pediu ajuda a seus amigos da Disneylândia para ajudarem a fazer com que as redes sociais tornem-se espaço para a liberdade de expressão das opiniões favoráveis ao Maior dos Filhos da Mooca.

A Disneylândia, preocupada em manter o apoio do pres. Zezinho ao Acordo Caracu EUA-Brasil, no qual o Brasil dará a retaguarda aos EUA, mandou um importante executivo de uma rede social para discutir com o Presidente de Nascença a nova forma de funcionamento da rede.

Como sinal de sua cordialidade e disposição para ajudar, o executivo presenteou o pres. Zezinho com uma bela senha-mestra para selecionar os conteúdos mais adequados a aparecerem dentro da liberdade de expressão da rede.

Apoio aos jornalistas

Sempre comprometido com a liberdade de expressão, o Mais Democrata dos Homens Públicos não esqueceu os jornalistas. Depois de repassar a lista de demissões a se realizarem nos órgãos de imprensa nos próximos dias, o pres. Zezinho deu ordens a seus assessores que implementassem um programa especial de capacitação de jornalistas para o exercício da liberdade de expressão.

RESPEITO À DIFERENÇA DE OPINIÃO: O grande líder da ala de limpeza étnico-social da UDN, Sr. Slobodan Mataratos, é um grande defensor da liberdade de expressão.

Ontem, mesmo, um dos seguranças do Grande Pai da Democracia deu uma comovente aula de democracia a um jornalista da Rádio Jovem Pan. A despeito da empolgação do segurança-professor, o jornalista está se recuperando e passa bem.

A UDN também pretende, como parte de sua Cruzada, exigir uma moralização da Polícia Federal, que tem cometido um sem-fim de abusos contra a liberdade de expressão dos udenistas.

ATAQUE À LIBERDADE: A PF prendeu injustamente o mais importante editor da Revista Mais Vendida do Brasil, e agora a UDN não consegue mais expressar livremente seu respeito à verdade e apego à democracia.

Graças à perseguição levada a cabo contra um importante empresário atuante no ramo dos jogos proibidos, tráfico de influência, chantagem, corrupção ativa e espionagem ilegal, a imprensa tem sido privada de relevantes matérias jornalístico-ficcionais que permitiam ao pres. Zezinho e seus admiradores expressarem-se livremente.

O pres. Zezinho determinou ao seu bhost-righter, Sr. Reinaldinho Cabeção, que saísse de sua toca fétida junto ao Rio Pinheiros para liderar uma manifestação de eleitores infantis paulistas pela liberdade de expressão. A passeata, em frente ao Shopping Higienópolis, também assumirá a defesa do direito da Revista Mais Vendida do Brasil de quebrar os sigilos bancários, telefônicos, fiscais e de confessionário de todos os lulopetistas pois, segundo pesquisa do Instituto Datafrias, 101% dessa raça é corrupta.

Alerta máximo

A Cruzada exige dos udenistas atenção total, pois os inimigos da liberdade de expressão estão por toda parte e são capazes de infiltrarem-se até mesmo em inofensivas barracas de pastel de feira.

AMEAÇA: O Pres. Zezinho denunciou que os petistas estão organizando uma tropa nazista de viciados em pastel para empastelar o site da campanha do pres. Zezinho.

Foi o que ocorreu na semana passada em uma feira-livre do bairro de Vila Romana, na Gloriosa Paulicéia.

Uma equipe a serviço da campanha-treino já vitoriosa do pres. Zezinho gravava um comercial com populares devidamente contratados e alimentados com pamonha (vinda especialmente de Brasília). Os populares exerciam disciplinadamente a liberdade de comentarem as inúmeras virtudes do pres. Zezinho, quando foram atrapalhados por viciados em pastel que reclamavam porque a estrutura montada para a gravação impedia o acesso à barraca que vendia a autoritária iguaria.

O Maior dos Brasileiros já decidiu que, ao assumir a prefeitura provisoriamente em 2013, irá proibir a produção e consumo de pastéis em toda a cidade, pois está provado que pastel é uma ameaça à liberdade de expressão.

Perigo

Apesar da nobreza das intenções do Maior de Todos os Homens Públicos, há vozes dissonantes no seio da UDN. Dos caudalosos esgotos da Caverna do Ostracismo tem escorrido, secretamente, uma outra versão.

Segundo fontes ligadas à seção mineira da UDN, o pres. Zezinho estaria desfechando a Cruzada por razões outras que não a liberdade de expressão.

Esses udenistas renegados afirmam que a verdadeira preocupação do Pilar da Democracia é o risco de o seu assessor para assuntos propinoviários, Sr. Paulo Caixa Preta Dois, não conseguir segurar o vazamento e, com isso, fazer a casa do pres. Zezinho cair.

Comentário da tia Carmela

QUADRILHA: O Sr. Reinaldinho Cabeção animou a quadrilha da festa junina que a UDN fez para comemorar o lançamento da cruzada.

A brincadeira preferida do Zezinho sempre foi vaca amarela. Ele costumava mandar o Reinaldinho Cabeção ir pegar um barril de bosta de vaca na chácara do seu Joaquim, um senhor português que tinha uma vaquinha, a formosa, e andava com ela pela rua, vendendo leite. Aí o Zezinho juntava a molecada e falava “vaca amarela cagou na panela quem falar primeiro come toda a bosta dela”. Os moleques calavam a boca, mas o Zezinho continuava falando, porque a vaca amarela não valia pra ele. E ele ficava puxando conversa com os moleques, provocando, xingando, até que um não aguentava e acabava abrindo a boca. Pronto, o Zezinho junto com os outros obrigava o moleque a comer a bosta de vaca. Sempre terminava em briga e quem não voltava machucado pra casa, apanhava da mãe porque chegava sujo de cocô de vaca…


UDN vai eleger exorcista para a Câmara de São Paulo

19 de julho de 2012

FOFOCA: Há rumores de que a exorcista da UDN seria filha do ex-premiê britânico Tony Blair.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, deu mais um passo no caminho para assegurar que todos os paulistanos enveredem pelo caminho da fé e da santidade.

Em mais um lance que demonstra a inteligência superior de seu Majestoso Encéfalo e a pureza de alma de seu Coração Ardente de Fé e Amor ao Próximo, o Presidente de Nascença resolveu lançar a candidatura de uma exorcista para a Câmara Municipal de São Paulo.

Com sua sabedoria, o Almirante do Tietê entende que é importante libertar São Paulo do demônio vermelho que, há 32 anos, tenta se apossar das almas dos Filhos da Paulicéia.

A exorcista escolhida pelo Mais Correto dos Homens Públicos é uma esclarecida líder popular da quase-juventude da UDN, aonde costuma pontificar com sua sabedoria e com a sofisticação de suas análises políticas.

Em sua cruzada contra o demônio vermelho, a  desencapetadora já fez seu primeiro milagre, libertando um demônio rubro que se apossara da alma de um jovem eleitor infantil paulista.

REVELAÇÃO: Quando jovem, o líder udenocanino Cachorro-Lagosta também foi possuído pelo capeta, mas foi exorcizado pela futura vereadora da UDN.

Uma vez libertado, o rapaz incorporou-se à ala humorístico-circense da UDN. Lá, começou uma nova vida e agora seu trabalho está fazendo sucesso no Retiro dos Udenistas (Caverna do Ostracismo, fundos, Higienópolis), aonde ajuda a entreter udenistas que estão sem nenhuma conspiração ou golpezinho para passar o tempo.

Repercussão

Fontes do Vaticano informam que o Papa ficou muito satisfeito com a iniciativa do Mais Competente dos Gestores. A medida deve acelerar o processo de beatificação in vita do pres. Zezinho.

Também do Inferno chegam notícias da aprovação da jogada político-religiosa do Maior dos Brasileiros: o bispo Luizinho e D. Eugênio já mandaram imprimir um panfleto de apoio à candidatura da caçadora de capetas.

Mas nem tudo são flores e o Tinhoso (no caso, o Diabo) é cheio de ardis.

Um grupo de perigosos petistas logo fez um vídeo no You Tube com uma imitação grosseira da exorcista em ação, para desmerecer a iniciativa. Veja o vídeo abaixo e comprove a fraude: o Presidente de Nascença tem senso de ridículo e jamais teria uma candidata destas em sua chapa de vereadores!

Em outra manobra sórdida, o Capeta sublevou a ala demoníaca da UDN paulista, que compareceu ao evento de lançamento da candidatura da exorcista para protestar.

DEVOTAMENTO: A Srta. Francine De L’Herbe está fazendo coisas que até Deus duvida para  o pres. Zezinho tirar os olhos da exorcista da UDN.

Os demoudenistas tomaram a candidatura como uma provocação patrocinada pelo pitta de estimação do pres. Zezinho, que tenta de todas as formas liquidar os demoudenistas para ficar com seu espólio. Foi preciso uma intervenção firme do muy amigo do pres. Zezinho, Sr. Geraldinho do Vale, enviando a Rota e a Guarda Civil Municipal para que a reunião não virasse um pandemônio.

Mas não são apenas os demoudenistas os insatisfeitos. Dos caudalosos e santificados esgotos da Caverna do Ostracismo escorrem outras versões mais pastosas.

Comenta-se que a jovem não seria tão competente assim no exorcismo, pois não estaria conseguindo expulsar os demônios que têm trazido pensamentos luxuriosos ao Mais Puro dos Homens Públicos. Ao contrário, desde seu aparecimento o pres. Zezinho estaria lutando terrivelmente contra esses enviados do mal.

Nem mesmo a abnegada ajuda da Srta. Francine De L’Herbe estaria sendo capaz de libertar o Maior dos Filhos da Mooca de tanta concupiscência, o que já estaria causando desgosto e ciúme na sempre dedicada candidata-auxiliar do pres. Zezinho. Tristonha, a mais leal das serviçais do Presidente de Nascença teria confidenciado ao ex-gênio Caetano, cozinheiro da Caverna do Ostracismo: “Eu fico aqui fazendo o serviço sujo, e o pres. Zezinho só pensa nessa exorcistazinha!”

Comentário da tia Carmela

QUADRILHA: O presidente da UDN revelou que a quadrilha nas festas juninas da UDN está diminuindo por causa da ação do diabo vermelho. (CLIQUE PARA LER NOTíCIA)

Aqui na Mooca, tinha um monte de gente que achava que o Zezinho tinha parte com o capeta. Uma vez, ele inventou que o Reinaldinho Cabeção estava possuído por um demônio. Ficou uma semana falando para o moleque que ele estava possuído. Como o Reinaldinho Cabeção sempre foi fraco das ideias, acabou acreditando. Aí o Zezinho disse que ir exorcizar aquele demônio. Pegou uma Bíblia e amarrou uma corda no pescoço do Reinaldinho Cabeção e levou o moleque até a Água Rasa. Parou com ele na beira do barranco do córrego e começou a ler aquele trecho da Bíblia em que Jesus tira os demônios de alguém e os manda para uma vara de porcos, que se atiram em um precipício. O Reinaldinho Cabeção ficou encolhido, tremendo de medo. Quando terminou de ler, o Zezinho gritou “Sai, Capeta!” e empurrou o Reinaldinho Cabeção pra baixo. O moleque caiu no Córrego e se enlameou todo, pois o córrego já era poluído naquela época. Quando conseguiu sair da água, o Reinaldinho Cabeção tremia mais ainda, agora de frio, pois estava molhado e era um dia de inverno. Ele se ajoelhou aos pés do Zezinho e disse: “Obrigado, Zezinho, você me livrou do capeta!” Mas não livrou o cretino de apanhar uma surra do pai, quando chegou em casa, imundo, espirrando e com febre.


Festa em Goiás: Amigo do pres. Zezinho compra Touro Bandido

16 de junho de 2012

A nova estrela da UDN é conhecida por estar sempre de olhos abertos para a injustiça.

O Mais Preparado dos brasileiros, o futuro pres. Zezinho, participou hoje da festa de comemoração da nova aquisição de um amigo goiano.

O amigo do Presidente de Nascença está muito orgulhoso, pois acaba de adquirir o Touro Bandido, famoso campeão brasiliense de rodeios jurídicos e tergiversações processuais.

O Touro Bandido, mal foi comprado, já aprontou das suas, na festa junina da UDN de Anápolis. Mostrando que é fiel ao dono, arrebentou a porta da cadeia da quermesse, bem na hora em que seu dono estava preso. A estrepolia do simpático ruminante foi comemorada pelos partipantes da festa, porque assim o amigo goiano do pres. Zezinho pode voltar a ser o puxador da quadrilha da festa junina.

A UDN sempre gostou de investir em bovinos.

A UDN sempre gostou de investir em bovinos (clique na imagem para recordar).

Festival de virtude udenista

Sempre solidário, o amigo do pres. Zezinho já colocou seu Touro Bandido à disposição do Maior dos Filhos da Mooca, se precisar de alguma forcinha.

Comovido, o Presidente de Nascença agradeceu a gentileza aos soluços, em um emocionado ataque de choro, abraçado ao seu amigo empresário de muita sorte.

Dos caudalosos esgotos da Caverna do Ostracismo jorraram versões desencontradas sobre essa súbita explosão de emoções daquele que é O Mais Racional dos Homens Públicos.

Alguns udenistas acreditam que o Salvador da Pátria Ungido pelos Céus anda se emocionando fácil porque recentes sondagens eleitorais não têm trazido boas notícias para sua já vencedora campanha-treino deste ano.

Ainda que esteja certo de sua inevitável vitória, o Mais Competente dos Governantes teme que isso gere uma redução das doações para sua campanha.

Obviamente, o pres. Zezinho preocupa-se com os doadores, que deixariam de fazer o bem, praticando a virtude da generosidade, tão cultivada pelo seu amigo goiano.

O Pres. Zezinho está solidário com Carminha. A estrela da UDN, desesperada, colocou a faca no pescoço de uma ministra do STF: “julguem o mensalão, antes que minha casa caia”.

Outras fontes afirmam que o Almirante do Tietê  tem se identificado com o drama de Carminha, da novela Avenida Brasil, pois a casa da personagem está caindo e o presidente Zezinho é muito sensível a essas coisas.

Na mesma linha de raciocínio, outros informantes comprados baratinho no Retiro do Udenista (sito à Caverna do Ostracismo, fundos, Higienópolis) têm dito que o pres. Zezinho anda nervoso porque está preocupado com o destino do filósofo greco-goiano Δημοσθένης, cuja casa caiu recentemente. O Maior Defensor do Mercado Livre teme que sua própria casa também caia, caso se forme uma grande torrente de água saindo do delta do Rio Tietê em direção ao Alto de Pinheiros.

QUADRILHA: A UDN goiana comemorou a nova aquisição com uma bela festa junina no Parque Vaca Brava, em Goiânia.

Comentário da tia Carmela

O Zezinho sempre gostou de rodeio. Quando ele era criança, na Mooca, na rua passava o seu Joaquim, o leiteiro, puxando a vaca, que se chamava Formosa. Era uma vaca muito mansinha, e todo mundo gostava dela. A Formosa levava um sininho no pescoço e as pessoas saíam de casa ao ouvirem o para ir comprar leite tirado na hora. Uma vez, o Zezinho e o Reinaldinho Cabeção ficaram escondidos, esperando o seu Joaquim passar com a Formosa. Quando ouviram o sininho, o Zezinho mandou o Reinaldinho Cabeção sair correndo aos berros para montar na vaca. O Reinaldinho Cabeção obedeceu, como sempre. Desembestou pela rua gritando “Jerônimo!”. Quando chegou perto da Formosa e foi começar a pular em cima dela, a vaca deu um coice e jogou o Reinaldinho Cabeção longe. Foi um deus-nos-acuda. Quando tudo se acalmou, Seu Joaquim  comentou: a Formosa é boazinha, mas não suporta moleque imbecil. O Zezinho ficou lá, sentado atrás do poste, rindo sem parar.


Pres. Zezinho novamente tenta proibir filme e demitir Hitler

19 de dezembro de 2011

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, decidiu proibir a veiculação do remake do clássico filme  A Queda, inspirado em um livro que não existe.

VEJA ABAIXO CENAS DO FILME 

O Presidente de Nascença já havia tentado proibi-lo em 2009, na versão original, mas o filme espalhou-se pela internet, tornando inócuas as ações do Maior dos Filhos da Mooca. Na ocasião, o Mais Correto dos Brasileiros já havia ordenado à chanceler alemã, Angela Merkel, a demissão de Adolf Hitler.

AMIZADE É TUDO: O pres. Zezinho mandou seu assessor especial, Sr. Bill, convencer a imprensa de que a história do filme é totalmente descabida.

O Maior dos Ilibados entendeu como extremamente inadequado o comportamento do referido comunicador alemão, representando um político desesperado quando lhe revelam o iminente desmoronamento de sua casa.

No filme, o personagem vivido por Hitler revolta-se porque não funcionaram as medidas tomadas pelas principais famiglias jornalísticas do país, na tentativa de impedir que a casa caísse.

A revoltante película mostra, ainda, o personagem do publicista germânico desesperado porque não conta mais com ninguém, exceto três jornalistas-michê de estimação:  Reinaldinho Cabeção, Merdoval Pedreira  e Ricardo Bolat, além de uma múmia imóvel no fundo da sala.

Ninguém escapa à fúria do Justo

QUADRILHA: Na última festa junina da UDN, os amiguinhos do pres. Zezinho tentavam se agarrar no que desse.

Segundo fontes da Caverna do Ostracismo, fundos, de onde o pres. Zezinho não sai há uma semana, o Mais Íntegro dos Homens Públicos também vai exigir a demissão do diretor do filme.  Furioso, ele ainda pediu a cabeça de seu próprio afilhado,  o Justiceiro Rodante,  que trabalhou como dublê do personagem principal nas cenas mais violentas.

Comentário da tia Carmela

Já contei a história de quando o Zezinho quis impedir os moleques de irem assistir ao filme do Mazzaropi, né? O Zezinho sempre gostou de impedir os outros de verem certas coisas...


Meiguice: Udenistas inundam Pólo Norte com cartas para Papai Noel

16 de dezembro de 2011

ALTRUÍSMO: Os eleitores infantis paulistas pediram a Santa Claus edições diárias da Veja.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro presidente Zezinho, enviou uma carta ao Papai Noel pedindo seus presentes para este Natal.

Em sua cartinha, o Presidente de Nascença foi honesto, como sempre, e reconheceu que, no ano passado, teve mal comportamento e mereceu ficar sem presente.

À FLOR DA PELE: Os udenistas de Higienópolis têm escrito pungentes cartinhas a Santa Claus, pedindo para a casa do pres. Zezinho não cair.

Mas também  contou a Santa Claus que melhorou muito em 2011:  “neste ano só espionei o Tancredo Neves um pouquinho; da Dilma eu só falei mal, mas ninguém mais liga para o que eu falo, mesmo…”

Com base nisso, o Lider Impoluto argumentou que merece alguns presentes neste ano, e fez uma  lista na cartinha.

Segundo fontes da Caverna do Ostracismo, fundos, os principais pontos da lista de presentes desejados pelo Mais Honesto dos Seres são:

  • Uma pistola de raios destruidores de livros de capa azul;
  • Um desconectador de blogs sujos;
  • Um endereço novo no Caribe;
  • Uma filha nova.

AMOR FAMILIAR: O pres. Zezinho pediu ao Papai Noel uma filha nova, porque a atual já está muito manjada.

UDN segue o exemplo do Pres. Zezinho

Os principais próceres da UDN seguiram o exemplo do Presidente de Nascença e escreveram para Santa Claus.

O eminente ex-intelectual FHC surpreendeu. Escreveu a Santa Claus dizendo que, neste ano, quer ganhar um kit disfarce, e advertiu Papai Noel:  não quer livro nenhum de presente, e seria uma infâmia se recebesse algum.

Todos os ex-intelectuais que ainda permanecem na UDN fizeram pedido semelhante: nada de ganhar livros neste ano, apesar da campanha que circula na internet.

Direto de sua toca em Veneza, o ghost-righter aposentado do pres. Zezinho, Sr. Diogo de M., mandou carta a Santa Claus pedindo para assumir o lugar de Reinaldinho Cabeção. Consta que Santa vai mandar entregar na cidade dos ratos apenas uma máquina de raspar a cabeça e um chapéu.

CORAÇÃO GELADO: Papai Noel vai mandar só um postal em resposta às cartinhas

O líder da seção caribenha da UDN, Almirante Sérgio Ricardo, foi arrojado em seu pedido.

O grande navegador da prestigiosa organização higiênico-monetária pediu uma frota de navios, porque está precisando visitar vários locais no Caribe e levar uns baús de tesouro de uma ilha para outra.

O Presidente da UDN pediu ao Papai Noel que todos os deputados petistas sejam bonzinhos e inofensivos para a  UDN  como o Vacarezza é.

Já Tancredo Neves foi modesto. Pediu apenas um sistema de isolamento acústico para seu apartamento no Leblon. A vizinhança tem reclamado que ele passa o tempo todo gargalhando alto e não deixa ninguém dormir.

Comentário da tia Carmela

QUADRILHA: A UDN acabou com a pescaria em suas festas juninas, para não deixar pegarem seus peixes grandes.

O Zezinho sempre gostou desse negócio de cartinha para o Papai Noel. Teve uma vez, que ele resolveu que a turma toda ia escrever para o Papai Noel, pedindo os presentes. Ele juntou os moleques que andavam com ele, deu um lápis e uma folha de papel pra cada um e foi falando pra cada um deles o que deviam escrever. Pro Nicola, disse: “escreve aí que eu mereço ganhar um carrinho novo”; pro Robertinho, mandou “escreve na sua carta que eu tenho que ganhar uma permanente pro Cine Imperial”, pro Mauro, ele falou “escreve pro Papai Noel falando que eu quero ganhar uma coleção de miniaturas de carrinho”. E assim por diante.  Quando chegou a vez do Reinaldinho Cabeção, antes do Zezinho falar ele se antecipou: “Zezinho, escrevi na minha cartinha tudo o que você falou pros outros meninos, e ainda coloquei mais uns brinquedos que eu sei que você quer ganhar”.


Vaca Amarela Editorial: a nova mania da UDN

14 de dezembro de 2011

VACA AMARELA: A sra. Tucanhede jura que não disse nada.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro presidente Zezinho, tem o poder de influenciar importantes veículos de comunicação em todo Brasil.
Agora, o Presidente de Nascença inspirou o surgimento de uma nova moda entre os sempre felizes e bem-humorados udenoperiodistas.
Trata-se da brincadeira Vaca Amarela Editorial, que é a nova sensação nas redações dos órgãos de imprensa mais vendidos do Brasil.

Regras
A ingênua brincadeira tem a singeleza das brincadeiras de um tempo bom que não volta mais. Para participar, basta apenas um livro, e as redações pasquiudenistas têm usado a biografia do pres. Zezinho.

Não há limite máximo para o número de participantes. No mínimo, quatro são necessários.

IMORTAL: O jornalista de programa Merdoval Pedreira disse que seria descabido ele perder a brincadeira, porque nunca se interessou por livros.

As regras são simples. Um dos participantes é o “Patrão”. Tudo se inicia com ele escolhendo outro participante para ser o “Editor”. Os demais participantes serão os “Jornalistas”.

Para começar a brincadeira, o “Editor” fala o nome e mostra um livro, seguido da frase “Vaca Amarela é a linha editorial: quem falar primeiro, sai da bosta do jornal”. Os demais participantes (“Jornalistas”) devem passar a falar sem parar, mas não podem falar do livro ou de seu autor, nem tocar em nenhum assunto que vagamente refira-se ao livro.

MUNDO ANIMAL: A biografia do pres. Zezinho tem inspirado outras brincadeiras nos jornais da UDN.

Quando o “Patrão” avaliar que um participante cometeu esse erro deverá dizer ao “Editor” a palavra “demita” seguida do nome do participante. Então, o “Editor” pegará o “Jornalista” pelo braço e o conduzirá para fora da sala, gritando: “você está despedido!”.

A brincadeira acaba quando não houver mais “Jornalistas” na sala ou quando o livro desmanchar-se no ar.

Mania

A brincadeira caiu nas graças de jornalistas de programa e dos progressistas empresários de comunicação. Com isso, tornou-se obrigatória sua prática em todas as redações das grandes empresas jornaloudenistas brasileiras.

QUADRILHA: Nas próximas festas juninas da UDN, a fogueira vai ser feita com um livro mentiroso.

Comentário da tia Carmela
O Zezinho sempre gostou dessa brincadeira de vaca amarela. Ele o Reinaldinho Cabeção gostavam muito de brincar disso com os moleques da turma deles. Mas só valia quando era o Zezinho quem falava “vaca amarela cagou na panela quem falar primeiro come toda a bosta dela”. Uma vez, o Zezinho falou “vaca amarela…” e o Reinaldinho Cabeção ficou três dias sem dizer uma palavra, nem em casa nem na escola. Por isso, em geral o Reinaldinho Cabeção sempre ganhava, porque ele obedecia tudo o que o Zezinho mandava ele fazer. Só uma vez se distraiu e falou na hora da vaca amarela. Nesse dia, o Zezinho não teve dúvida: pegou um prato de bosta de vaca e deu para o Reinaldinho Cabeção comer. O moleque já ia começar a comer, quando o Zezinho disse: tudo bem, não precisa comer a bosta. Ela vai ser mais útil como adubo…


Campanha Cultural: Neste Natal, dê um livro de presente

12 de dezembro de 2011

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro presidente Zezinho, é um inspirador da cultura nacional. Preocupado com o enriquecimento cultural das massas, sempre lutou arduamente para a arrancar os eleitores infantis paulistas das garras sórdidas da ignorância.

Agora, o Presidente de Nascença dá outra grande contribuição à cultura brasileira: inspira a campanha cultural “Neste Natal, dê um livro de presente para quem precisa”.

A campanha foi lançada por iniciativa de minha tia Carmela, depois de ler a biografia do Mais Honesto dos Homens Públicos, que eu havia dado a ela, como presente de Natal antecipado.

Impressionada com as aventuras do pres. Zezinho, do ex-intelectual FHC e de outros udenistas que desbravaram os mares do Caribe, minha tia comentou: “Obrigada pelo presente. Realmente, não há nada como um livro para abrir a cabeça das pessoas”.  E resolveu que sua boa ação de Natal deste ano seria fazer uma campanha para incentivar as pessoas a darem livros de presente.

Participe da campanha!

Faça parte da campanha, você também.  Neste Natal, dê um livro de presente para alguém que precisa!

Veja abaixo algumas nomes de pessoas que precisam ganhar um livro de presente neste Natal, com as respectivas sugestões de títulos para você. Escolha um dos necessitados, compre o livro sugerido e mande para o endereço assinalado. Faça o Natal de uma pessoa carente mais feliz!

Sugestão de presente para o Procurador-Geral da República. Endereço SAF Sul Quadra 4 Conjunto C Brasília – DF CEP 70750-900
Sugestão de presente para o Superintendente da Polícia Federal. Endereço: SAIS s/n AE 7 Asa Sul - Brasília - CEP 70602-902

Sugestão de presente para o Superintendente da Polícia Federal. Endereço: SAIS s/n AE 7 Asa Sul - Brasília - CEP 70602-902

Sugestão de presente para o Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) - Endereço: STF Praça dos Três Poderes - Brasília - DF - CEP 70175-900

Sugestão de presente para o Procurador-Geral de Justiça do Estado de São Paulo (Ministério Público do Estado de São Paulo). Endereço - Rua Riachuelo, 115 - CEP 01007-904 São Paulo - SP

Sugestão de presente para o presidente do COAF - Conselho de Controle de Atividades Financeiras. Endereço: SAUS - Setor de Autarquias Sul, Quadra 1, Lote 3-A CEP: 70.070-010 - Brasília - DF

Sugestão de presente para o Presidente do TCU - Tribunal de Contas da União - Endereço: Setor de Administração Federal Sul - SAFS Quadra 4, Lote 1 - CEP 70042-900 - Brasília - DF

Sugestão de presente para o Diretor de Redação da Folha de São Paulo. Endereço: Al. Barão de Limeira, 425, São Paulo, CEP 01202-900

Sugestão de presente para o Sr. Reinaldinho Cabeção. Endereço: Avenida das Nações Unidas, 7221 CEP 05425-902, São Paulo - SP

Sugestão de presente para os eleitores infantis paulistas interessados em conhecer a biografia das grandes liderenças da UDN de São Paulo.


Merdoval Pedreira protesta na ABL contra biografia do pres. Zezinho

10 de dezembro de 2011

TERROR: O Pe. Marcelo disse que Amaury Junior escreveu o livro sob influência de seres demoníacos.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, tornou-se alvo de debate entre os homens da pena.

O motivo da polêmica é o lançamento da biografia não autorizada do Presidente de Nascença, pelo colunista social Amaury Jr.

Especialista em celebridades, o conhecido jornalista das noites paulistas aventurou-se no terreno da biografia contando a edificante história do Modelo  dos Homens Públicos e seus correligionários da UDN.

O imortal jornalista de programa, Sr. Merdoval Pedreira, ficou indignado com esta ousadia e protestou ontem em reunião da Academia Brasileira de Letras, Números e Risquinhos, templo dos grandes literatos pátrios.

Em inesquecível discurso, o Sr. Merdoval Pedreira qualificou o livro de Amaury Junior como “um amontoado de fofocas de tia velha, totalmente descabidas”.  Disse que  um reles colunista social jamais poderia ter a petulância de lançar a primeira biografia do Mais Honrado dos Paulistas.  “Essa honra era minha, por direito!”, disse o mais novo sucessor de Machado de Assis.

ENCALHE À VISTA: A biografia não-autorizada do pres. Zezinho ficará esquecida nas prateleiras das livrarias.

O Sr. Merdoval ficou furioso quando um de seus pares acadêmicos disse que seus questionamentos à capacidade de Amaury Junior não eram corretos, pois o colunista social é um jornalista premiado.  “Alto lá!”, gritou, ensandecido, “Premiado é o sobrenome do primo mais querido do pres. Zezinho! Mais respeito com sua família! O senhor devia lavar a boca com sabão, pois conspurcou a família do Mais Respeitável dos Homens Públicos!”.

Ao fim do discurso, o desolado ghost-righter da famiglia Marinho dirigiu-se à sede do Jornal Mais Vendido do Rio de Janeiro, disposto a escrever em sua coluna uma denúncia  do terrível embuste do fofoqueiro Amaury Junior. Mas recebeu ordens expressas de seus patrões para não tocar no assunto.

Comentário da tia Carmela

QUADRILHA: Nas próximas festas juninas da UDN, a fogueira vai ser feita com este livro mentiroso.

Uma vez, quando era criança, o Zezinho decidiu que ele, como pessoa importante que era, tinha que ter uma biografia. Ele comprou um bloco de papel almaço e chamou o Giovanni, que era um menino da classe deles que sempre tirava a maior nota de redação.  O Zezinho prometeu para o Giovanni que, se ele escrevesse a biografia, o Giovanni ia poder jogar no time de futebol que o Zezinho ia montar. Como o Giovanni tirava boas notas, mas jogava muito mal, ele ficou todo animando, porque nunca ninguém queria jogar com ele.  E escreveu a tal biografia, em quatro folhas de almaço, com uma letra caprichada. No dia seguinte, o Zezinho chegou todo orgulhoso, mostrando a biografia para os moleques. Quando soube que o Zezinho tinha mandado o Giovanni fazer a biografia, e não ele, o Reinaldinho Cabeção ficou desolado. Começou a chorar e a  espernear, gritando que o Zezinho não podia fazer isso com ele. A coisa foi tão feita que o Reinaldinho Cabeção ficou doente e ficou uma semana sem ir à escola.


Escândalo: UDN denuncia ponte inacabada sobre o Rio Negro

24 de outubro de 2011

Lideranças da UDN de todo o Brasil, sob a batuta sempre firme do Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, criticaram duramente a nova obra faraoamazônica do lulopetismodilmismo: a ponte sobre o Rio Negro, ligando Manaus a Iranduba.

REVOLTA: os eleitores infantis paulistas criticaram a obra e disseram que a ponte Onestes Quercia é mais bonita e não serve de caminho para índio e onça.

O Presidente de Nascença e o grande poeta romano-manauara, Virgílius, anteciparam-se à Revista Mais Vendida do Brasil e denunciaram o novo escândalo que promete acabar com o governo da usurpadora-mirim do planalto.

Os dois encabeçaram manifesto criticando o desperdício de dinheiro público. O pres. Zezinho lamentou a decisão do governo e disse que não faz sentido construir  uma ponte de 3,6 km em um fim-de-mundo como a Amazônia, quando ainda há tanto a fazer nos lugares civilizados do país (Higienópolis, Curitiba, Leblon e Barra do Sahy).

INJUSTIÇA: O Maior dos Filhos da Mooca já havia investido uma importante soma na festa de lançamento da bela maquete da ponte Santos-Guarujá, mas o Barão de Pindamonhangaba jogou a maquete fora.

Segundo a nota, o governo federal faria melhor se construísse a ponte Guarujá-Santos, facilitando a vida da gente bonita paulistana em suas idas à  Pérola do Atlântico.

O sr. Geraldinho do Vale,  sucessor e muy amigo do pres. Zezinho, não deu continuidade à obra para poder construir um propinoduto, ligando assembléia legislativa paulista  à sede estadual da UDN.

Obra incompleta faz udenistas sofrerem síncope

A UDN também criticou o fato de que a obra foi entregue incompleta. Segundo a nota “é revoltante que uma obra dessa envergadura seja entregue sem as cabines de pedágio”.

GATO ESCALDADO TEM MEDO DE AMBULANCIA: Várias ambulâncias foram chamadas à Caverna do Ostracismo, mas muitos evitaram se comprometer e foram de táxi ao hospital.

Ao serem informados de que a ponte não teria cobrança de pedágio, vários moradores do Retiro do Udenista, na Caverna do Ostracismo, fundos, passaram mal e tiveram que ser socorridos ao Hospital Samaritano.

Já o poeta Virgílius assumiu um tom bucólico em seus comentários. De maneira enigmática, sentado em um canto da Caverna do Ostracismo, Virgílius comentou:  “Feliz aquele que conseguiu compreender a causa das coisas.”  Indagado sobre o sentido de sua frase, o poeta foi diplomático: “agora compreendi porque o povo do Amazonas me abandonou e fui obrigado a trabalhar novamente…”

QUADRILHA: A UDN fez uma bela festa junina na Ponte Onestes Quercia, em desagravo contra a gastança de dinheiro público.

Comentário da tia Carmela

O Zezinho nunca gostou de ponte. Quando ele era menino, ele gostava de ir brincar com os amigos lá na Água Rasa. Eles gostavam de jogar bola em um campinho que ficava perto do córrego. Para chegar ao campinho, era preciso atravessar o córrego, mas não tinha ponte e o pessoal colocava uma  tábuas para poder passar. O Zezinho e os amigos dele uma vez ficaram nos dois lados da ponte e cobravam um cruzeiro de cada moleque que queria passar nas tábuas pra jogar bola no campinho.  Mas uns moleques que moravam ali perto disseram que ninguém ia pagar coisa nenhuma e mandaram a turma do Zezinho embora.  Como vingança, o Zezinho e sua turma volta e meia iam lá e tiravam as tábuas que serviam de ponte, para ninguém conseguir atravessar.


Vidente da UDN-PE derruba embaixador dos EUA no Brasil

7 de julho de 2011

REPÚBLICA DE BANANAS: Assessores de Sarah Palin acusam Pai Jarbas de invocar o Coisa-Ruim.

O Sr. Jarbas Coullet,  motorista pernambucano do Mais Preparado dos Brasileiros. o futuro pres. Zezinho, costuma fazer uns bicos como vidente e curandeiro para defender um extra no fim do mês. Nessas horas, encarna o Pai Jarbas, o esotérico preferido da UDN.

O Presidente de Nascença não apenas tolera a dupla jornada do Sr./Pai Jarbas, como se  tornou cliente, depois dos problemas que teve com um astrólogo picareta.

ACERTO: Pai Jarbas também previu que a família de Mr. Sobel jamais teria um ladrão.

Além de usar os serviços do Pai Jarbas, o Almirante do Tietê o indica a seus amigos que estão precisando de uma forcinha para desatar nós. Mas nem sempre isso dá certo.

Foi o que revelou o famoso site de fofocas da Disneylândia, TititiLeaks. Segundo o noticioso de fontes secretas, um mal atendimento do Pai Jarbas provocou a queda do  ex-embaixador dos EUA no Brasil, em 2006, em uma intricada trama internacional.

O diplomata estadunidense Clifford Sobel estava angustiado  com a resistência do então usurpador do planalto à assinatura do Acordo CARACU EUA-Brasil, que havia sido brilhantemente concebido pelo pres. Zezinho. O plano do Maior dos Homens Públicos era que o Brasil entrasse com a segunda parte do acordo.

Preocupado com o progresso nacional e a segurança hemisférica, o Grande Estadista da Mooca aconselhou Mr. Ambassador a consultar-se com Pai Jarbas.

SURURU: Caetano, o cozinheiro da Caverna do Ostracismo, preparou um sururu com leite de coco para o jantar que arruinou a carreira de Mr. Sobel.

O encontro secreto aconteceu em um jantar reservado na Caverna do Ostracismo, do qual também participaram o pres. Zezinho e o ex-intelectual FHC.

Na consulta, Pai Jarbas fez a leitura de vísceras de caranguejo e previu que a UDN seria bem sucedida em fazer o usurpador do planalto assinar o Acordo CARACU EUA-Brasil, na qual os EUA entrariam com a primeira parte.

O pres. Zezinho ficou muito invocado ao ouvir essa previsão e gritou para Pai Jarbas: “Não pode ser! Sou eu quem vai assinar o Acordo CARACU EUA-Brasil, no qual o Brasil vai entrar só com a retaguarda!”

TRAGÉDIA: Pai Jarbas também previu o terremoto do Chile, mas o adido cartográfico do país irmão não estava prestando atenção na hora do aviso.

A situação desatou uma rumorosa discussão, a muito custo contida pelo ex-sábio FHC, que argumentou com seus correligionários: “Pas comme ça! Ce n’est pas possible!  Le gringo pensera qui nous sommes des sauvages!”

De volta a embaixada, ainda sob o efeito torturante do sururu, Mr. Sobel enviou um telegrama para Washington dizendo “A consulta com o tal Pai Jarbas foi uma selvageria da qual ainda não me recuperei. Tanto que escrevo este telegrama de uma área menos nobre da embaixada. De qualquer maneira, tanto o Pai Jarbas, quanto o  Pres. Zezinho e o ex-alguma coisa FHC garantiram que vai ser fácil fazer o Brasil entrar com a segunda parte do Acordo CARACU EUA-Brasil.”

Entretanto, não foi isso o que aconteceu. Irritada com o fracasso, a Hillary da época, Mrs. C. Rise, demitiu Mr. Sobel, que foi tentar a vida no comércio de artigos finos para cavalheiros em Miami, também sem muito sucesso.

Comentário da tia Carmela

QUADRILHA: O jantar terminou em uma bela festa junina em homenagem ao Acordo CARACU EUA-Brasil.

O Zezinho sempre gostou de sururu.  Às vezes, ele e o Reinaldinho Cabeção iam brincar com o Raimundinho, que era  filho de um casal de  pernambucanos que morava perto da casa dele. Num desses dias, a mãe do Raimundinho estava fazendo sururu e ofereceu para os moleques. Aí o Zezinho disse para o Reinaldinho Cabeção que era bom colocar bastante pimenta, e despejou meio vidro no prato do Reinaldinho Cabeção. O moleque comeu o sururu com pimenta e começou a passar mal. O Zezinho ria e gritava: “sururu, sururu, no dos outros é refresco!”  e completava com um nome feio que rimava com sururu.


Reinaldinho Cabeção tem novo cabo eleitoral: $ilas Malacheia

5 de julho de 2011

A cultura e inteligência do Sr. Reinaldinho Cabeção impressionam os eleitores infantis paulistas.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, continua trabalhando para o lançamento da carreira política de seu ghost-righter favorito, o Sr. Reinaldinho Cabeção.

Como já noticiamos em outra ocasião, o jornalista macrocéfalo foi ungido como possível esquentador de banco do Presidente de Nascença para os períodos em que não estiver no lugar que é seu desde sempre (2023-2026; 2035-2038 etc.).

A estratégia iluminada do Almirante do Tietê evita o açodamento e permite construir passo a passo a carreira eleitoral do jornalista das 50 mil razões. O Sr. Reinaldinho Cabeção submeter-se-á ao escrutínio popular já em 2012, disputando cadeira na vereança da cidade paulista de Dois Corgo.

Para ajudar na campanha, a UDN  mobilizou um de seus melhores quadros:  o Pastor Carioca $ilas Malacheia, grande liderança da sua ala pluto-religiosa.

O Pastor Carioca $ilas Malacheia, egresso que é de uma raça superior, tornou-se importante ativista na luta pelo direito de discriminar, agredir e injuriar o restante da  bicharada, e trará esse know-how para a campanha do Sr. Reinaldinho Cabeção.

O Pastor Carioca gosta de perseguir a bicharada.

O Sr. Malacheia já começou a obrar na campanha: mobilizou seus milhares de seguidores para aumentar o tráfego do site do Sr. Reinaldinho Cabeção,

LIDERANÇA DISCRETA: O Cachorro-Lagosta convenceu Malacheia a se envolver na campanha.

A bonita amizade entre os dois começou na campanha eleitoral de 2010, quando o Sr. Reinaldinho Cabeção foi apresentado ao Pastor Carioca $ilas Malacheia pela Srta. Francine De L’Herbe.

A grande musa da moralidade convocara os dois para ajudá-la na organização da campanha do pres. Zezinho pelos bons costumes e contra a viadagem. De lá para cá, só intensificou-se e tornou-se uma grande camaradagem.

Comentário da tia Carmela

QUADRILHA: A UDN fez uma bela festa junina para comemorar o apoio do Sr. Malacheia à candidatura de Reinaldinho Cabeção.

O Zezinho sempre gostou de arrumar amiguinhos pro Reinaldinho Cabeção. Uma vez, quando eles já  eram mocinhos, na Mooca, o Zezinho queria ser convidado para o aniversário de uma menina, mas o irmão dela, o Roberto, que era um cara fortão, não gostava dele. Aí o Zezinho mandou o Reinaldinho Cabeção ficar amigo do garoto pra pedir para o Zezinho ir à festa. Só que o feitiço virou contra o feiticeiro. Um dia, o Roberto viu o Zezinho maltratando o Reinaldinho Cabeção e não gostou. Falou para o Zezinho: “o Reinaldinho Cabeção pode ser um idiota, mas é meu amigo; ninguém faz isso com meus amigos!” E deu umas bolachas no Zezinho. No dia seguinte, o Zezinho proibiu o Reinaldinho Cabeção de andar com o Roberto e ele obedeceu, como sempre.