Pres. Zezinho: meu kit gay é mais rosa que o do Haddad

15 de outubro de 2012

SIMPATIZANTE: O pres. Zezinho costuma levar seu pitta de estimação para passear na parada Gay, só para vê-lo abanar o rabinho satisfeito.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, sabe que a luta política não é lugar para mariquinhas.

Por isso, o Presidente de Nascença não tem medo de enfrentar os temas mais delicados, e age como entendido nesses assuntos.

É o que ficou provado ao lançar hoje um desafio a seu oponente na eleição-treino para a prefeitura de São Paulo. O pres. Zezinho desafiou o poste do usurpador do planalto para participar de um campeonato de kits gays. E foi além, dando uma vantagem ao oponoente. Se o adversário ganhar, terá o direito de presidir a Parada Gay de São Paulo até 2015. Se o pres. Zezinho ganhar,  vai  presidir a Parada Gay de São Paulo apenas em  2013.

Segundo o Almirante do Tietê, seu kit gay é mais rosa que o de seu oponente, e tem um estilo mais contemporâneo, seguindo as últimas tendências da Sheridan Square, em NY, e das ruas de Vauxhall, em Londres. O pres. Zezinho comparou conteúdos e disse que o kit gay tucano é muito melhor: esse kit gay petista não passa da Av. Vieira de Carvalho, teria afirmado.

O pres. Zezinho revelou que, além de ser bem chinfrim, o kit gay petista continha celulares ultrapassados e dólares do mensalão.

O Mais Tolerante dos Brasileiros aproveitou o desafio para criticar a política externa dos governos petistas, dizendo que  o Brasil  deveria abrir-se mais para as parcerias com os EUA, como o Acordo Caracu EUA-Brasil, proposto por ele, e no qual o Brasil entraria com a retaguarda.  Por isso, disse  que seu kit gay tem um poster do Village People e um DVD da Gloria Gaynor, enquanto o kit gay do PT tem apenas um CD dos Secos e Molhados e uma foto pequena da Elke Maravilha.

Alguns setores da UDN assustaram-se com a destemida proposta do pres. Zezinho, temendo que ela afastasse a parte de seu eleitorado que está mais preocupada com o fiofó alheio do que com a qualidade de vida na Paulicéia.

AMIZADE E FIDELIDADE: O pres. Zezinho mandou vir do RJ um pastor que gosta de perseguir a bicharada.

Entretanto, dos caudalosos e fedorentos esgotos da Caverna do Ostracismos jorram versões tranquilizadoras. Na verdade, por trás da aparência tolerante e anti-homofóbica,  o kit gay do pres. Zezinho conteria filmes com propaganda subliminar contra a bichice. Ao vê-los, adolescentes e professores passariam a ter vontade  de discriminar os viados e assemelhados publicamente, e de chamar a bicharada de doente, possuído, pecador, anormal e outras verdades ensinadas pelo pastor $ilas Malacheia em suas prédicas cheias de caridade cristã e respeito ao próximo.

QUADRILHAGLS

QUADRILHA: A UDN paulista fez uma bela festa junina para comemorar o lançamento do kit gay do pres. Zezinho.

Assim, na verdade, o kit gay do pres. Zezinho seria um kit anti-viadagem, em uma jogada sensacional concebida pelo seu Majestoso Encéfalo para a campanha anti-viadagem  que ele vem travando ombreado (mas sem esfregar os braços) com o pastor $ilas Malacheia.

Comentário da tia Carmela

Não sei porque você ainda perde tempo querendo saber essas histórias do Zezinho quando era criança. Ele  sempre foi assim, falava uma coisa e fazia outra e acusava os outros de fazer o que ele fazia.Não mudou nada…


Disneylândia: ex-sábio FHC recebe Prêmio Bob Fields

16 de julho de 2012

JUSTIÇA: O prêmio fez ressurgir o interesse pelas as obras do ex-intelectual FHC.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, recebeu hoje visita de agradecimento de um dos maiores nomes da UDN: o ex-intelectual FHC.

Foi um agradecimento justo. O Presidente de Nascença deu uma grande contribuição para que o ex-sociólogo FHC recebesse a mais importante homenagem de sua carreira.

Trata-se do Prêmio Bob Fields, que o ex-pensador FHC recebeu na semana passada, em concorrida cerimônia na Disneylândia.

O Prêmio é oferecido a lideranças intelectuais e políticas latino-americanas que tenham dado grandes contribuições ao desenvolvimento de laços bem apertados entre os EUA e as repúblicas de banana ao sul do Rio Grande.

ESTADISTA: O ex-sábio FHC sempre soube colocar o Brasil em seu justo lugar no concerto das nações.

Além da bela estatueta e das palmas dos funcionários da portaria da Disneylândia, o ex-luminar ganhou um autógrafo do Mickey e uma sacola com 1 milhão de razões para continuar ajudando a UDN com suas ideias só comparáveis às do Maior dos Filhos da Mooca.

Após receber o venerável galardão reservado aos verdadeiros heróis da América, o segundo maior dentre os udenistas junta-se a outras importantes lideranças latino-americanas, como seus inspiradores Menem, Fujimori e Uribe.

No caso do ex-cdf FHC, a premiação foi pelo conjunto da obra. O incomparável ex-sabetudo é celebrado pela sua Teoria da Subserviência, também conhecida nos meios acadêmicos como Teoria da Retaguarda Inclinada, em que demonstra a inevitabilidade do Acordo Caracu EUA-Brasil, no qual o Brasil entraria com a segunda parte.

Homem de ideias e de ações, o ex- sábio também foi reconhecido pelos líderes da Disneylândia por ter, durante seu governo, promovido várias iniciativas para a implementação desse grandioso tratado bilateral. Infelizmente, a conspiração vermelha do usurpador do planalto fez com que o luminoso governo do ex-líder FHC terminasse sem ter implantado o Acordo Caracu EUA-Brasil, com o Brasil dando a retaguarda para a entrada dos EUA.

DESPEITO: Segundo o líder da bancada dos insetos da UDN, Sr. Aleluia, o usurpador do planalto mandou comprar 50 títulos honoris causa para compensar o Prêmio Bob Fields recebido por FHC. (Clique na foto para recordar.)

No seu discurso ao receber o Prêmio Bob Fields, o ex-iluminado FHC lembrou que só estava ali recebendo aquele prêmio graças à generosa contribuição de muitos udenistas, e fez questão de destacar e agradecer a enorme contribuição do Almirante do Tietê em seu governo.

Distinção

Face a seu enorme brilhantismo, o ex-sabichão FHC recebeu o Prêmio Bob Fields diretamente das mãos de importante assessor do Imperador Obama, o Sr Pato Donald, que acumula os cargos de responsável pelas relações com a UDN e faxineiro-junior da Casa Branca.

ALTIVEZ NACIONAL: O Prêmio Bob Fields é a maior honra que um brasileiro descalço pode receber.

Compareceram à concorrida cerimônia, entre outros, o Sr. Tio Patinhas, representando a ABAUDN (Associação dos Banqueiros da UDN), o senador Tancredo Neves (UDN-RJ), o imortal Sr.Merdoval Pedreira, representando a ABJP (Associação Brasileira dos Jornalista de Programa) e uma delegação de orgulhosos eleitores infantis paulistas. Vários moradores do Retiro do Udenista (Caverna do Ostracismo, fundos, Higienópolis) também foram ao evento, à falta de outra coisa para fazer.

O assessor para assuntos propinoviários do pres. Zezinho, Sr. Paulo Caixa Preta Dois, tentou comparecer, mas acabou não indo à cerimônia. Solícito, ofereceu-se para carregar o prêmio, mas o ex-sábio FHC proibiu-o de deixar o Brasil e de abrir a boca no Congresso Nacional.

Por razões de segurança, não foi possível encerrar a cerimônia com a tradicional queima de fogos de artifício.

QUADRILHA: A UDN fez uma bela festa junina após receber entusiamadamente o ex-pensador FHC em sua volta da Disneylândia.

Mas não foi problema, pois em seu lugar foi apresentado o lançamento de um vídeo em 3D de uma bela explosão de um foguete do programa aeroespacial brasileiro, em gravação inédita da da CIA (Caracu Inteligency Agency). As cenas do vídeo levaram os presentes às lágrimas, em meio ao congraçamento geral.

Comentário da tia Carmela

O Zezinho deve estar se roendo de inveja. Não tanto pelo prêmio, mas por causa do milhão de dólares que o FHC ganhou…


Escândalo: UDN denuncia ponte inacabada sobre o Rio Negro

24 de outubro de 2011

Lideranças da UDN de todo o Brasil, sob a batuta sempre firme do Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, criticaram duramente a nova obra faraoamazônica do lulopetismodilmismo: a ponte sobre o Rio Negro, ligando Manaus a Iranduba.

REVOLTA: os eleitores infantis paulistas criticaram a obra e disseram que a ponte Onestes Quercia é mais bonita e não serve de caminho para índio e onça.

O Presidente de Nascença e o grande poeta romano-manauara, Virgílius, anteciparam-se à Revista Mais Vendida do Brasil e denunciaram o novo escândalo que promete acabar com o governo da usurpadora-mirim do planalto.

Os dois encabeçaram manifesto criticando o desperdício de dinheiro público. O pres. Zezinho lamentou a decisão do governo e disse que não faz sentido construir  uma ponte de 3,6 km em um fim-de-mundo como a Amazônia, quando ainda há tanto a fazer nos lugares civilizados do país (Higienópolis, Curitiba, Leblon e Barra do Sahy).

INJUSTIÇA: O Maior dos Filhos da Mooca já havia investido uma importante soma na festa de lançamento da bela maquete da ponte Santos-Guarujá, mas o Barão de Pindamonhangaba jogou a maquete fora.

Segundo a nota, o governo federal faria melhor se construísse a ponte Guarujá-Santos, facilitando a vida da gente bonita paulistana em suas idas à  Pérola do Atlântico.

O sr. Geraldinho do Vale,  sucessor e muy amigo do pres. Zezinho, não deu continuidade à obra para poder construir um propinoduto, ligando assembléia legislativa paulista  à sede estadual da UDN.

Obra incompleta faz udenistas sofrerem síncope

A UDN também criticou o fato de que a obra foi entregue incompleta. Segundo a nota “é revoltante que uma obra dessa envergadura seja entregue sem as cabines de pedágio”.

GATO ESCALDADO TEM MEDO DE AMBULANCIA: Várias ambulâncias foram chamadas à Caverna do Ostracismo, mas muitos evitaram se comprometer e foram de táxi ao hospital.

Ao serem informados de que a ponte não teria cobrança de pedágio, vários moradores do Retiro do Udenista, na Caverna do Ostracismo, fundos, passaram mal e tiveram que ser socorridos ao Hospital Samaritano.

Já o poeta Virgílius assumiu um tom bucólico em seus comentários. De maneira enigmática, sentado em um canto da Caverna do Ostracismo, Virgílius comentou:  “Feliz aquele que conseguiu compreender a causa das coisas.”  Indagado sobre o sentido de sua frase, o poeta foi diplomático: “agora compreendi porque o povo do Amazonas me abandonou e fui obrigado a trabalhar novamente…”

QUADRILHA: A UDN fez uma bela festa junina na Ponte Onestes Quercia, em desagravo contra a gastança de dinheiro público.

Comentário da tia Carmela

O Zezinho nunca gostou de ponte. Quando ele era menino, ele gostava de ir brincar com os amigos lá na Água Rasa. Eles gostavam de jogar bola em um campinho que ficava perto do córrego. Para chegar ao campinho, era preciso atravessar o córrego, mas não tinha ponte e o pessoal colocava uma  tábuas para poder passar. O Zezinho e os amigos dele uma vez ficaram nos dois lados da ponte e cobravam um cruzeiro de cada moleque que queria passar nas tábuas pra jogar bola no campinho.  Mas uns moleques que moravam ali perto disseram que ninguém ia pagar coisa nenhuma e mandaram a turma do Zezinho embora.  Como vingança, o Zezinho e sua turma volta e meia iam lá e tiravam as tábuas que serviam de ponte, para ninguém conseguir atravessar.


Churrasco do Pres. Zezinho na Caverna do Ostracismo foi um sucesso total

15 de maio de 2011

ESPECIALISTA: A cleptoprenda da Caverna Ostracismo acendeu o fogo e assou as carnes.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, ofereceu ontem um maravilhoso churrasco em sua atual residência, na Caverna do Ostracismo, fundos, no simpático bairro paulistano de Higienópolis.

O Presidente de Nascença convidou para o evento alguns dos principais líderes da UDN, e a maioria compareceu animadíssima.

O churrasco atraiu muita gente de bons odores para Higienópolis. O primeiro a chegar foi o seu ex-menino de recados, Sr. Bob Freire que, como é de conhecimento geral, não perde uma boquinha por nada desse mundo.

Outro importante correligionário da UDN que, logo no começo, já estava grudado na churrasqueira esperando sair qualquer coisa foi o Sr. Maciel, um mapa do Chile sem função que foi largado na Caverna do Ostracismo em fevereiro. O Sr. Maciel aparentava estar faminto, já que falharam suas tratativas com o pitta de estimação do pres. Zezinho, que lhe oferecera uma boquinha.

Uma gentalha petista tentou estragar o evento, fazendo arruaça nas cercanias da Caverna do Ostracismo, como se vê no vídeo abaixo:

Essa gente diferenciada era apenas um punhado de desocupados, e os eleitores infantis do bairro não deram ouvidos a eles.

MIOPIA: Petistas e míopes viram centenas de pessoas na arruaça, mas o jornalista macrocéfalo corrigiu e disse que eram apenas 30 pares.

Segundo um importante jornalista macrocéfalo, os baderneiros eram apenas trinta pares compostos por um maconheiro e um petista, ainda por cima traidores de classe que, revoltados com seus pais, resolveram sair fazendo arruaça por aí.

Prestígio na imprensa

Além dos importantes udenistas que compareceram,  também se notava a presença de muitos jornalistas de programa.  Circulando com desenvoltura na Caverna do Ostracismo, os periodistas eram só elogios à iniciativa do Maior dos Filhos da Mooca.

A mais empolgada era a Sra. Elaine Tacanhede, que fazia a cobertura ao lado de seu marido, antigo serviçal do pres. Zezinho.  A importante feromonornalista declarou, logo ao entrar: isto sim é cheiro de churrasco! Lá fora aquela gente está fazendo um churrasco que fede a sebo! Eles nem devem saber onde é a Bassi, disse ela, horrorizada com a gentalha diferenciada que badernava do lado de fora.

FETICHE: Certos jornalistas fazem qualquer coisa para participarem dos eventos da UDN.

A nota triste do evento foi o desentendimento entre o bhost-righter do pres. Zezinho, sr. Reinaldinho Cabeção, e o  Cachorro-Lagosta. O importante líder udenocanino não gostou da brincadeira que o jornalista das 50 mil razões fez. Reinaldinho Cabeção compareceu ao churrasco vestido com uma fantasia de lagosta, e o simpático cãozinho perdeu a fleuma.  Investiu contra o jornalista das 50 mil verdades, gritando: “o único quadrúpede udenista que pode usar roupa de lagosta sou eu!”e aplicou vigorosa mordedura na flácida nádega direita do Sr. Reinaldinho Cabeção.

Sempre preocupado com a harmonia e a concórdia, o pres. Zezinho deu uma reprimenda nos dois brigões. Disse que o Cachorro-Lagosta devia se comportar melhor, e mandou-o para a casinha, pensar no que fez. Para o Sr. Reinaldinho Cabeção, o Almirante do Tietê disse: “Quantas vezes já lhe falei para deixar essas fantasias de lado? Por isso você vive passando vergonha por aí. Todo mundo ri da sua cara por causa dessas suas fantasias idiotas!”

Comentário da tia Carmela

QUADRILHA: Nas festas juninas da UDN, a barraca do churrasco e a quadrilha sempre estão presentes.

O Zezinho sempre gostou de churrasco. Uma vez, fizeram um churrasco na vizinhança, e ele foi com o Reinaldinho Cabeção e com um amiguinho deles, o Marquinho, um menino tão magrinho que, coitado, acho que estava passando necessidade.  Eles comeram tanto no churrasco, que o dono da casa uma hora teve que falar pra eles deixarem alguma coisa para os outros. Aí o Zezinho ficou bravo e disse que isso era um absurdo, onde já se viu, ele era o convidado mais importante. O Reinaldinho Cabeção logo emendou, dizendo que aquele era um churrasco  de uma gente muito chinfrim e que eles deviam agradecer pelo Zezinho estar lá. E começou a botar defeito no churrasco, dizendo que a carne era ruim, as bebidas estavam quentes, as pessoas estavam mal vestidas… Enquanto isso, o Marquinho aproveitou a confusão e, discretamente, pegou uns espetinhos e saiu correndo pra fazer sua boquinha escondido…


Francine De L'Herbe agora dedica-se ao bordado e ao crochê

9 de fevereiro de 2011

Mme. De L'Herbe sempre gostou de uma vida mais relaxada.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, não pode mais contar em sua equipe com a jornalista Francine De L’Herbe, sua antiga e dileta colaboradora, que recusou-se a assumir a coordenação do Mutirão de Mucamas, alegando ter outras prioridades no momento.

O Presidente de Nascença anda acabrunhado com a estranha decisão de Mme. De L’Herbe de dedicar-se, por razões ainda ignoradas, às artes manuais.

Mme. De L'Herbe fez um belo capacete de crochê para proteger o pres. Zezinho das bolinhas de papel assassinas.

Francine De L’Herbe agora passa os dias em seu ateliê na Caverna do Ostracismo,  fazendo os mais diversos artefatos à base de fibras e outros materiais derivados do cânhamo.

Seus principais fregueses são os vizinhos na Caverna do Ostracismo. Além dos panos de prato, ela produz também toalhinhas para aparar baba, um sucesso no Retiro do Udenista, forros para as gaiolas das aves de estimação do pres. Zezinho (araponga e tucano verde) e capas de crochê para selins de bicileta para seus amigos ciclonudistas.

Nos fins de semana, Mme. De L’Herbe arruma mais algum vendendo seus artefatos em uma barraquinha na feira da Praça da República.

QUERIDINHA: Mme. De L'Herbe agora é a musa da Praça da República.

Segundo fontes lapeanas que não quiseram se identificar, o sr. Geraldinho do Vale teria arrumado a vaga na feira para Mme. De L’Herbe, o que justificaria as reuniões frequentes que têm feito e o interesse do Barão de Pindamonhangaba nas artes manuais praticadas pela  ex-jovem.

Essa aproximação estaria causando desconforto no Maior dos Filhos da Mooca. Comenta-se na Caverna do Ostracismo que o Presidente de Nascença ficou enciumado por essa proximidade entre seu muy amigo Geraldinho do Vale e sua musa da internet ética.

Mme. Francine De L'Herbe fez um belo tapete de cânhamo para o pres. Zezinho, mas ele ainda prefere o Reinaldinho Cabeção.

Mme. De L’Herbe, no entanto, nega que tenha deixado de lado a profunda amizade com o Almirante do Tietê. Ela comentou com amigos da ala descolada da UDN que continua gostando muito dele, mas tem que levar sua vida adiante: “Larguei tudo por causa do Zezinho. Ele me prometeu mundos e fundos no ano passado, e tudo que eu ganhei foi aparecer em um vídeo sem maquiagem e com cara de menina emburrada na internet. O Geraldinho do Vale é meio careta, mas pelo menos me deu uma oportunidade de reconstruir minha vida.”

Corre nos meios udenistas a informação de que Francine De L’Herbe convidou o pres. Zezinho a juntar-se a ela nessa nova fase, dizendo que agora vive sempre relaxada, e que ele deveria fazer o mesmo, para baixar o stress. Entretanto, o Maior dos Brasileiros teria respondido que tem muitas contas a acertar e não tem tempo para essas coisas de bicho-grilo.

Faz tempo que o Barão de Pindamonhangaba anda de olho no blog dela.

Apesar desta sua nova fase, a petista arrependida continua com a atividade que lhe deu mais notoriedade no meio político nacional.  À noite, depois de um último trabalho com materiais à base de cânhamo, ela segue com sua atuação no ramo de produtos químicos perigosos, destilando veneno em seu blog moderninho a serviço do pres. Zezinho.

No entanto, consta que o sr. Geraldinho do Vale anda de olho no blog dela.

Comentário da tia Carmela

QUADRILHA: Mme. De L'Herbe está bordando os vestidos para a próxima festa junina da UDN.

O Zezinho sempre gostou de artesanato. Naquele tempo, brinquedo era muito caro, não é como hoje que as crianças ganham um monte de brinquedos toda semana. As crianças faziam elas mesmas seu brinquedos, na maior parte das vezes. O Zezinho não era diferente: ele gostava de organizar um dia para os moleques da turma dele fazerem uns brinquedos. Na hora, começava todo mundo a fazer os brinquedos: carrinhos de lata e de carretel, pipas, espingardas de madeira, essas coisas.  Só que o Zezinho não fazia nada, só ficava dando ordens. Uma vez, ele fez isso e, no final, quis pegar pra ele um tratorzinho de lata que um moleque tinha feito. O moleque ficou furioso, disse não e quis bater no Zezinho. Deu a maior confusão e foi todo mundo embora, só ficaram o Zezinho e o Reinaldinho Cabeção, que disse pro Zezinho: “Se você quiser, eu faço um trator igualzinho ao dele pra você”.  O Zezinho pegou o trator que o Reinaldinho Cabeção tinha feito e disse: “Vou ficar com este, mesmo. É uma porcaria, mas você não vai conseguir fazer melhor”. O Reinaldinho Cabeção ficou todo feliz porque o  Zezinho quis o tratorzinho dele.


Carnaval da UDN: deputado-mirim é novo líder da ala das baianas

5 de fevereiro de 2011

O pres. Zezinho gostou da nova fantasia do deputado-mirim.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, segue sendo bem sucedido em seu generoso trabalho de pacificação e fortalecimento da UDN em todo o Brasil.

Nesta semana, o Presidente de Nascença obteve uma nova vitória. Mais um importante cargo de direção da UDN foi preenchido em clima de harmonia, paz e congraçamento.

Desta vez, tratou-se da escolha do novo líder da ala infantil das baianas da Escola de Samba Unidos da UDN, importante agremiação político-carnavalesca de Higienópolis.

Tancredo Neves (direita) está fazendo tudo para levar o efebo para conhecer sua pirâmide administrativa em BH.

O escolhido foi o deputado-mirim TPM Nato, ainda jovem, porém um quadro importante no udenismo soteropolitano. O portátil udenista fez carreira no circuito Barra-Ondina, e agora pretende continuar a fazer carreira na Unidos da UDN.

Essa preocupação com uma boa carreira o aproximou do faraó minésio, sr. Tancredo Neves, que compartilha com TPM Nato os mesmos ideais de carreira.

Reações

Quem não gostou muito da escolha do efebo-udenista foi o pitta de estimação do Almirante do Tietê, que queria que um amigo seu fosse o novo líder da ala infantil das baianas.

A velha guarda da UDN também abençoou a candidatura do precoce líder das baianas impúberes.

Preocupado com seu pitta de estimação, que tem ameaçado fugir de casa, o pres. Zezinho chegou a pensar em usar a confiança e respeito que desfruta entre seus colegas udenistas para intervir na eleição. Mas, em nome da unidade da UDN, preferiu abençoar o escolhido e comprar uma coleira mais forte para seu pet.

Segundo fontes próximas, o Maior dos Filhos da Mooca teria declarado, durante partida de bocha no Retiro do Udenista (sito à Caverna do Ostracismo, fundos),  que apoiou o deputadinho  em nome da unidade da UDN, mas que pessoalmente estava triste.

Na verdade, o pres. Zezinho estaria meio enciumado, pois teria comentado: “no ano passado, esse moleque passou o carnaval comigo, em Salvador; agora, já está fazendo a maior folia com o Tancredo…”

Comentário da tia Carmela

QUADRILHA: A ala infantil da UDN comemorou a eleição do minideputado com uma festa junina em um buffet infantil da V. Madalena.

O Zezinho sempre gostou de baiana. Quando era criança, uma vez ele viu um livro sobre tipos folclóricos brasileiros e gostou das baianas quituteiras. Aí ele teve uma idéia. Pediu para a mãe dele fazer um bolo. E convenceu o Reinaldinho Cabeção a ficar na rua vendendo os pedaços do bolo, dizendo que eram quitutes baianos. Arrumou uma tábua de tabuleiro e mandou o Reinaldinho Cabeção se enrolar em uns lençóis e panos brancos, como se fosse uma baiana. Não chegou a vender nada, porque uns moleques passaram na rua e viram o Reinaldinho Cabeção de baiana e começaram a gozar da cara dele. O Reinaldinho Cabeção falou para os moleques:  “mas foi o Zezinho quem mandou…”, e aí eles riram mais ainda, e tomaram o bolo do Reinaldinho Cabeção, que voltou chorando pra casa enquanto o Zezinho ficou de longe gargalhando. No dia seguinte, o Reinaldinho Cabeção foi procurar o Zezinho e disse: “Zezinho, quer que eu me vista de baiana novamente e a gente tenta vender outro bolo?”


Pres. Zezinho pacifica a UDN

28 de janeiro de 2011

Cultura da paz: O Dalai Lama riu muito com as piadas do pres. Zezinho.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, é um amante da paz, da harmonia e da concórdia. Sempre pregando a paz, construiu uma carreira política sólida que o credenciou como a maior liderança política da UDN e da Nação Brasileira.

Amante da paz, o Presidente de Nascença vinha manifestando a assessores mais próximos sua preocupação com as belicosas manifestações de alguns setores da UDN. Esses setores vinham se articulando para uma estratégia de guerra fratricida.

Manso como uma pomba, e firme como um leão, o Gandhi do Alto de Pinheiros resolveu agir e articulou, com apoio de seus companheiros da Caverna do Ostracismo, fundos, um movimento pela unidade da UDN que acabou com a cizânia.

Apesar de ser um pacifista, o Cachorro-Lagosta se diz pronto para a guerra, se precisar.

Apesar de sua liderança inconteste possibilitar-lhe ser escolhido por aclamação para todos os principais cargos de direção da UDN simultaneamente, a modéstia e o espírito pacificador do pres. Zezinho falaram mais alto.

Avesso a cargos e ao poder, o Almirante do Tietê anunciou que não pretende ocupar nenhum cargo, esvaziando a articulação da minoria da UDN que desejava declarar guerra à sua brilhante liderança.

Mostrando desprendimento que só os grandes homens possuem, o Maior dos Brasileiros designou para presidir a UDN o sr. Cachorro-Lagosta, experiente quadro udenocanino caracterizado pela mansidão, lealdade e simpatia.

A insistência da minoria sem representatividade em levar a guerra às últimas consequências despertou no Maior dos Filhos da Mooca uma ira santa. A ávida sanha dos seus opositores pelo poder chegou até o Instituto Menestrel das Alagoas e Alagados, importante think tanque udenista. Dada a inegável superioridade de seu Majestoso Encéfalo, o Presidente de Nascença seria a pessoa mais indicada para dirigir este centro de estudos que é o  pólo irradiador de sabedoria aquática.

O pres. Zezinho gosta de coração de estudante desde criança.

Mas, novamente, o Almirante do Tietê abdicou da honraria e  indicou o sr. Milton Nascimento para a presidência, agradando, assim, a sessão mineira da UDN. O instituto passará a funcionar em sua nova sede, na Av. Marginal Serra, em São Paulo. A medida também resolveu o velho complexo de inferioridade mineiro, pois  Tancredo Neves teria afirmado, ao olhar para fora da janela do edifício: “não é igual a Copacabana, mas já é um quase um mar”.

A operação de pacificação completou-se com a definição da liderança da UDN na Câmara dos Deputados.  Com o auxílio de seus muy amigos Tancredo Neves e Geraldinho do Vale, o Pacificador da  Nação articulou um manifesto subscrito pela quase totalidade da bancada, defendendo a candidatura do sr. D. Nojeirinha Junior, de tradicional famiglia udenoruralista da Califórnia.

Mão grande e benta: os novos dirigentes da UDN foram abençoados pelo pres. Zezinho (direita).

Apenas o sr. Aluísio Biggs de Oliveira opôs-se à iniciativa, defendendo que o próprio pres. Zezinho deveria ocupar a liderança na Câmara, mesmo não sendo deputado, mas o sr. Paulo Caixa Preta 2 (assessor para assuntos propinoviários do pres. Zezinho) deu-lhe 300 mil razões para mudar de idéia.

Com esses movimento hábeis, o Maior dos Brasileiros conseguiu seu objetivo: manteve a UDN uma agremiação pacífica e harmoniosa, com a imensa maioria de seus membros devotando-se a mais profunda admiração e respeito. Demonstrou que não precisa de cargos, pois seus indicados assumiram as principais funções na UDN, mas continuará sendo ele o Iluminado Guia que conduzirá a UDN até onde a maioria dos brasileiros deseja vê-la.

Comentário da tia Carmela

QUADRILHA: UDN comemorou com uma bela festa junina em volta da fogueira das vaidades.

O Zezinho sempre gostou de brincar de guerra. Ele e os moleques pegavam uns cabos de vassoura e diziam que eram fuzis, e usavam as panelas das mães como capacete. O Zezinho sempre queria ser da turma dos americanos, e no meio da brincadeira, em vez de fingir que atirava com o cabo de vassoura, saía correndo atrás dos moleques batendo com o cabo de vassoura na cabeça deles e gritando “guerra é guerra,  quem não é meu amigo se ferra!” O Reinaldinho Cabeção ia atrás, tentando fazer o mesmo, mas sempre algum moleque pegava ele e dava uma surra. Ele apanhava por ele e pelo Zezinho…


MG em festa: Pres. Zezinho vai restaurar pirâmide de Tancredo

19 de janeiro de 2011

Geologia difícil: A pirâmide de Tancredo corre o risco de afundar em uma mistura heterogênea de argila e água.

Entre os múltiplos campos do conhecimento dominados pelo  Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, está a Engenharia.

Como é sabido, o Presidente de Nascença fez profundos estudos politécnicos mas não chegou a comparecer à cerimônia de formatura porque foi para o Chile, onde já o esperavam para fazer o mestrado em Enolatria na Universidade Concha y Toro.

Por conta de sua generosidade e competência incomparáveis, ofereceu-se a ajudar  seu mui amigo Tancredo Neves (UDN-MG) na restauração da sua nova pirâmide administrativa, construída em Belo Horizonte.

A pirâmide de Tancredo, destinada a funcionar como templo, mausoléu e casa de espetáculos, enfrenta problemas sérios que exigem a ação dos mais capazes dentre os engenheiros.

Tancredo resolveu aceitar a oferta do pres. Zezinho depois de receber uma preocupante mensagem em seu telefone celular,  durante seu passeio matinal na praia de Copacabana. A mensagem trazia fotos dos vários problemas surgidos  em sua grande obra.

Engenheiro do Século

Para a empreitada, o Gênio da Construção Nacional já convocou seu inesquecível amigo e assessor para assuntos propinoviários e concussoconstrutivos, sr. Paulo Caixa Preta 2.

O pres. Zezinho vai usar toda a sua experiência em obras de contenção de enchentes na reforma da pirâmide administrativa de Tancredo.

Além de conhecido admirador de jóias, o  sr. Paulo gerenciou uma das obras que demonstraram a capacidade técnica inigualável do Mais Completo Gestor Público: os viadutos cadentes do Robanel.

Este grande feito da engenharia nacional garantiu ao  Mais Competente dos Engenheiros o Prêmio Engenheiro do Século da Associação dos Engenheiros da UDN. O segundo e o terceiro  lugares também  foram ofertados ao pres. Zezinho, pelas maravilhosas obras da Av. Marginal Serra e as obras contra enchentes em S. Paulo. O pres. Zezinho ainda recebeu a menção honrosa, pelas obras de reforma da Caverna do Ostracismo, onde reside atualmente com o ex-sabichão FHC.

Agradecimento

O sr. Tancredo Neves ficou muito grato ao Engenheiro do Século por ter se disposto a recuperar sua pirâmide administrativa. Apesar de ter estado lá poucas vezes, o faraó mineiro disse gostar muito da construção e não queria vê-la afundar no terreno barrento e úmido sobre a qual foi construída, o que atrapalharia sua mumificação futura.

As rachaduras da pirâmide administrativa de Tancredo não afetam o clima de concórdia entre as seções paulista e mineira da UDN.

O pres. Zezinho disse para o sr. Tancredo não se preocupar, pois poucos engenheiros entendem do assunto como ele. Lembrou que, durante sua estada à frente do governo da Locomotiva da Nação, passou três anos fazendo grandes obras em lamaçais e nunca teve nenhum problema nem recebeu nenhuma crítica.

Fontes da UDN, no entanto, acham que há algo estranho nessa história. O pres. Zezinho teria comentado com assessores “porque ele tem uma pirâmide e eu não tenho?” antes de oferecer ajuda.

Por sua vez, o líder das alterosas teria ficado ressabiado com a ajuda oferecida e comentado discretamente com tia Nastácia: “O Zezinho nunca fez um favor na vida. A gente de Minas não aceita que lhes digam o que fazer, mande o Amaury vigiar esse Zezinho”.

Comentário da tia Carmela

QUADRILHA: Tia Nastácia vai comandar a festa junina da UDN das Alterosas na pirâmide de Tancredo.

O Zezinho sempre gostou de brincar na lama. Quando ele era moleque, lá na Mooca, sempre que chovia ele chamava o Reinaldinho Cabeção e outros moleques para brincarem em um terreno baldio lá perto da Rua Borges de Figueiredo, onde hoje tem uns prédios. O terreno tinha muito barro. Com a chuva, aquilo ficava uma lameira só. A brincadeira que o Zezinho mais gostava de fazer era de apostar quem se sujava menos. Cada moleque colocava uma moeda em uma latinha e eles iam para a parte mais lamacenta. Quando o Zezinho contava até três, os moleques tinham que sair correndo pelo lamaçal e chegar do outro lado. O  Zezinho gritava “Três!” mas não saía correndo. Enquanto os moleques se enlameavam todos, ele pegava a latinha com o dinheiro e fugia. Ele ficava com o dinheiro e os moleques que acreditavam nele saíam todos sujos da brincadeira…


Lançado selo em homenagem ao Pres. Zezinho

9 de janeiro de 2011

Apesar do valor de face ser US$ 0,44, colecionadores estão pagando US$ 100 mil pela peça.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, recebeu mais uma enternecedora homenagem de seus admiradores.

Desta vez, foram os amigos do Grande Irmão do Norte que fizeram um belo tributo ao Presidente de Nascença.

O pres. Obama determinou ao Serviço Postal dos EUA a confecção de um lindo selo de US$ 0,44 em homenagem ao Maior dos Filhos da Mooca, dentro da série postal “Friends of America”.

Além dos méritos próprios do pres. Zezinho, a decisão também se baseou na  sempre generosa solidariedade panamericana.

Somente grandes personagens têm a honra de ser tema de selo nos EUA.

Segundo fontes da CIA (CARACU Inteligency Agency), Obama teria ficado preocupado porque o pres. Zezinho estaria dando mostras de contrariedade com o lançamento do selo homenageando o usurpador do planalto.

Repercussão

A acolhida da novidade filatélica foi a melhor possível, nos dois lados do hemisfério.

Na Disneylândia, o novo selo é um grande sucesso. Legiões de turistas brasileiros fazem fila na agência de correio do parque de diversões para mandar postcards para seus amigos e familiares com a imagem do Grande Patriota.

Outros países também lançaram selos homenageando o pres. Zezinho.

A idéia teve grande aprovação na pátria adotiva do Novo Lincoln. Líderes de importantes entidades filantrópicas do país, como a Independent Petroleum Association of America (IPAA) e a National Rifle Association aplaudiram a iniciativa.

No Brasil, o novo selo estadunidense tornou-se um ícone da resistência contra a indevida homenagem dos Correios ao usurpador do planalto. Revoltadas por terem que usar um selo com a figura tão disgusting, os brasileiros importam os selos do pres. Zezinho para colá-los nas cartas, manisfestando sua revolta contra mais essa inaceitável apropriação do Estado pelo polvo petista.

O sr. Reinaldinho Cabeção tem prática em lamber o selo do pres. Zezinho.

O novo selo tem gerado uma mudança nas práticas postais. Tradicionalmente, as pessoas lambem os selos para colá-los nas cartas.

No caso do selo do pres. Zezinho, além de lambê-lo, os empolgados admiradores têm beijado a expressiva fotografia do Almirante do Tietê que embeleza a inesquecível relíquia filatélica.

Comentário da tia Carmela

QUADRILHA: UDN fez uma bela festa junina para comemorar o sucesso postal do pres. Zezinho na Disneylândia.

O Zezinho sempre gostou de selos. Quando era criança, ele chegou a fazer coleção. Ele convenceu a molecada a fazer coleção também. Quando todos estavam colecionando, ele resolveu lançar um selo com a cara dele. Pegou uns retratos três por quatro, colou em uma cartolina e escreveu “BRASIL – Correios – Cr$ 1,00”, como se fosse um selo. Aí ele marcou uma reunião na casa dele, com os moleques que ele convenceu a colecionar selos. Na reunião, ele mostrou os selos com a cara dele e disse para os meninos que um dia ainda valeriam uma fortuna. E ofereceu para os meninos trocar um selo daqueles pela coleção inteira de cada um. Os moleques ficaram muito bravos e foram embora. Só o Reinaldinho Cabeção aceitou fazer a troca…


Feliz ano novo: 2011 é o ano do pres. Zezinho!

1 de janeiro de 2011

Os planos do pres. Zezinho para o ano novo vão salvar o Brasil

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, entrou em 2011 com o pé direito.

Amado pelo povo e idolatrado pelos melhores jornalistas de programa do Brasil, o Presidente de Nascença começa neste ano sua fulgurante trajetória rumo ao lugar que desde sempre é seu, a presidência da república.

Neste ano novo e abençoado por Deus e pelo pastor Malacheia, o Maior dos Ministros do Planejamento do Brasil terá uma intensa programação a cumprir, dando conta de um sofisticado plano estratégico por ele elaborado para dar conta do seu destino manifesto.

O mês de janeiro será dedicado a mostrar ao Brasil as péssimas mãos em que o país foi colocado.

Sua primeira atividade programada é uma entrevista exclusiva para as páginas amarelas e azuis da Revista Mais Vendida do Brasil, ainda no dia primeiro de janeiro.

Nesta entrevista arrasadora, o Maior dos Brasileiros apresentará profundas críticas à festa de posse da usurpadora-mirim do planalto. Criticará a roupa usada por ela, o polimento imperfeito do Rolls-Royce presidencial e a falta de classe do usurpador do planalto ao passar-lhe a faixa. Citando o ex-intelectual FHC, comentará com os entrevistadores de programa a impossibilidade de compreender o discurso de posse e dirá que o discurso que havia preparado é muito melhor.

Em menos de dois meses, a usurpadora-mirim do planalto afundará S. Paulo.

Em fevereiro, o Almirante do Tietê dará entrevistas a todos os órgãos de imprensa mostrando como a inércia da usurpadora-mirim do planalto será a responsável pelas inundações na capital paulista, e apresentará seus planos de transposição do Tietê para acabar com as enchentes.

No mês de março, o Mais Animado dos Foliões mais uma vez mostrará que é bom de gingado no carnaval de várias cidades brasileiras, como já fez em 2010.

A programação ainda não foi divulgada, mas já se sabe que desfilará na escola de samba “Entreguistas da Caverna do Ostracismo”, que neste ano terá como enredo “No Reino Encantado da UDN, o Petróleo é de Obama, o Rei Nagô do Havaí“.

O pres. Zezinho espera que as homenagens a Tancredão encontrem o túmulo com mais gente.

Minas Gerais receberá atenção especial no mês de abril. O pres. Zezinho pretende coordenar as homenagens ao ex-presidente Tancredão em São João del Rei. Se for possível, também pretende fazer homenagens póstumas a outros membros da família.

No mês de maio, o Maior dos Filhos da Mooca pretende dedicar-se à eleição para a presidência da UDN, quando deverá ser eleito seu fiel mascote, o Cachorro-Lagosta.

Em junho, o Mais Cristão dos Filhos da Pátria deverá envolver-se ativamente nas festividades de Corpus Christi em todo o Brasil, fornecendo serragem para os tapetes que forrarão o percurso das procissões. Segundo fontes do Vaticano, o papa deverá aproveitar a importante festividade para proclamar a beatificação do pres. Zezinho.

Como ninguém é de ferro, o Maior dos Economistas tirará férias no mês de julho. Aproveitará o período para fazer um tour pelos EUA, rever velhos amigos e adiantar as negociações do Acordo CARACU EUA-Brasil, no qual o grande irmão do norte entrará com a primeira parte.

Importantes jornalistas já foram contatados pela assessora de imprensa Francine de L'Herbe, para entrevistar o pres. Zezinho.

De volta ao Brasil em agosto, o Presidente de Nascença fará um giro pelas redações das principais jornais da UDN, quando dará uma série de entrevistas mostrando como o primeiro semestre da usurpadora-mirim do planalto terá sido um desastre completo, e iniciará a campanha pela sua imediata deposição.

No dia sete de setembro, o Líder Máximo da Nacionalidade deverá ter um papel especial em mais uma crise a enfraquecer o governo dilmotemerpetista.  Sob sua inspiração e liderança do seu assessor para assuntos de defesa, sr. Tom Jobim, os militares recusarão desfilar para a usurpadora-mirim do planalto. Preferirão participar das festividades da Semana da Pátria Paulista, que serão patrocinadas pela empresa petroleira Chevron e presididas pelo Almirante do Tietê e seu mui amigo Geraldinho do Vale.

Inspirado pelo pres. Zezinho (direita), Tom Jobim já está ensaiando a banda marcial para 7 de Setembro.

Para o mês de outubro, a liderança serena e agregadora do pres. Zezinho mobilizará as massas e os principais expoentes da política nacional no debate sobre o orçamento de 2012 e o Plano Plurianual (PPA) 2012-2015.  Aa agenda do Gênio da Gestão Pública estará tomada com articulações para inviabilizar as barbaridades pretendidas pela usurpadora-mirim do planalto para os próximos anos.

Nas areias de Trancoso, o pres. Zezinho meditará sobre seu futuro governo.

Novembro será um mês de vitória para o Mais Competente dos Gestores. Após haver vencido no Congresso e impedido que as temerárias propostas do PPA da bruxa escarlate fossem aprovadas, o pres. Zezinho poderá dedicar-se a liderar as novas campanhas da imprensa contra os ministros e auxiliares da ilegítima presidenta.

Quando o Natal chegar, em dezembro, o Incomparável Comandante da Nacionalidade já terá mostrado a todo o Brasil que é o homem talhado em mármore para dirigir o país. A deposição da usurpadora-mirim do planalto, a essa altura, será questão de dias. O pres. Zezinho poderá passar um  Natal feliz em Trancoso, ao lado de seus amigos mais queridos.

Comentário da tia Carmela

QUADRILHA: UDN preparou uma bela festa junina de ano novo na Caverna do Ostracismo.

O Zezinho sempre gostou de fazer planos de ano novo. Todo dia primeiro de janeiro ele escrevia uma listinha de coisas que ele queria fazer naquele ano. Ele dividia a lista em várias partes: meninos em quem queria bater, vinganças que queria fazer, artes e reinações a fazer. Tinha também uma lista especial: as maldades que ia fazer contra o Reinaldinho Cabeção. Uma vez, o Reinaldinho foi na casa do Zezinho, no dia primeiro, e viu a lista de maldades contra ele mesmo. Aí falou para o Zezinho: “puxa, Zezinho, você não devia ter deixado eu ver essa lista; assim, estraga a surpresa…”


Mais intelectuais apóiam o pres. Zezinho

28 de outubro de 2010

O ex-intelectual FHC chorou porque esqueceram de colocar o nome dele.

O Mais Preparado dos Brasileiros. o futuro pres. Zezinho, empolga a elite pensante nacional. Por isso, um grupo de intelectuais udenistas de todo o país lançou um manifesto de apoio à sua candidatura a prefeito da capital paulista.

Segundo os gênios da raça udenista, o Presidente de Nascença é o Mais Moderno Gestor Público Brasileiro, devendo atender o chamado das massas que usam perfume “Sr. N” e  “Kriska” para governar a metrópole da nacionalidade paulista e, assim, levar o Brasil de volta à órbita das grandes democracias ocidentais.

Veja abaixo a nata da intelectualidade nacional, que assinou o manifesto:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Lançamento concorrido

O documento foi lançado ontem à tarde, na Caverna do Ostracismo, fundos, no bairro paulistano de Higienópolis. O concorrido evento teve também a participação de importantes intelectuais da imprensa nacional. O início do evento atrasou um pouco, porque o mestre de cerimônias, M. Madureira, Ph.D., chegou com a cara um pouco inchada e avermelhada, e precisou ser maquiado.

Depois do evento, o congraçamento geral  foi coroado pela realização de uma partida de bocha: moradores vs. jornalistas,  com a vitória dos ostracismenses, evidentemente beneficiados pela ajuda dos jornalistas, que facilitaram para eles o tempo todo.

Comentário da tia Carmela

O Zezinho sempre quis ser intelectual. Quando ele aprendeu essa palavra ele devia estar no ginásio.  Uma vez, ele mandou o Reinaldinho Cabeção fazer uma abaixo-assinado para declarar o Zezinho o maior intelectual da escola. Aí o mandou os moleques da turma do fundão, que eram barra-pesada, saírem coletando assinaturas. Mas a maioria das crianças não quis assinar. No final, só tinha a assinatura dos moleques do fundão, do Reinaldinho Cabeção e do pessoal para quem o Zezinho sempre passava cola nas provas


Pres. Zezinho manda cancelar aniversário de Lula

27 de outubro de 2010

A revista Mais Vendida do Brasil denunciou que a decoração da festa tinha intenções claramente eleitorais.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, é um profundo defensor da ética, da lisura do processo eleitoral e das liberdades democráticas. Seu comportamento digno e honrado nestas eleições fazem com que cada dia mais brasileiros decidam dar seu voto a ele.

Mas essas virtudes democráticas não o fazem condescendente com a manipulação eleitoral diuturnamente operada pela campanha da usurpadora-mirim do planalto e por seu mentor, o usurpador-mor do planalto.

Jornalistas limpinhos passaram mal só de pensar no bolo do usurpador do planalto.

Por conta disto, o Mais Competente dos Brasileiros resolveu solicitar a intervenção da Dra. Pamonha para acabar com mais um desrespeito às instituições democráticas: o aniversário do usurpador-mor do planalto hoje, a quatro dias das eleições.

Segundo denúncia indignada do seu comentarista de programa, sr. Arnaldo Jabá, o usurpador do planalto planejou tudo direitinho, escolhendo nascer no dia 27 de outubro apenas para poder influenciar as eleições. Ao receber a denúncia, o Maior dos Filhos da Mooca resolveu agir e acionou sua assessora para comidas juninas, a dra. Pamonha, para proibir as comemorações, com tom claramente eleitoral.

Para evitar influências maléficas sobre os eleitores infantis paulistas, a dra. Pamonha proibiu estrelas vermelhas em bolos de aniversário em todo o país.

A dra. Pamonha, como sempre, atendeu rapidamente as ordens do Presidente Escolhido por Deus e cancelou o aniversário do usurpador do planalto, que, agora,  só completará 65 anos no dia 2 de novembro, considerado mais adequado à sua figura sinistra.

A nobre heroína do panteão jurídico nacional determinou ao twitter que proíba as hashtags #luladay #parabenslula e #happybirthdaylula. Os blogues sujos que mencionarem o aniversário do usurpador do planalto também serão tirados imediatamente do ar. A grande imprensa já está avisada, mas nem precisava.

Comentário da tia Carmela

QUADRILHA: A UDN fez uma festa junina para comemorar a proibição do aniversário do usurpador do planalto.

Quando era pequeno, o Zezinho não gostava que as outras crianças fizessem aniversário. Ele ficava indignado quando algum coleguinha fazia aniversário e dava uma festinha. O Zezinho, na festinha, virava o capeta, e fazia tudo para atrapalhar e estragar a festa. Uma vez, uma menina da rua dele, a Vaninha, fazia aniversário e a mãe chamou as crianças da rua para a festinha. O Zezinho e o Reinaldinho Cabeção foram e, no meio da festa, arrumaram uma briga entre os meninos e colocaram a culpa no primo da Vaninha, que era um garoto bem bonzinho. A confusão foi tanta que a festa quase acabou no meio. Mas umas crianças que tinham visto os Zezinho e o Reinaldinho Cabeção começando a confusão avisaram a mãe da Vaninha, que colocou os dois para fora da festa…


Intelectuais lançam manifesto de apoio ao pres. Zezinho

25 de outubro de 2010

A intelectualidade de Brasília está toda com o pres. Zezinho.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro presidente Zezinho, ficou enciumado com a onda de manifestos lançados pelos apoiadores da usurpadora-mirim do planalto.

Não que o Presidente de Nascença estivesse preocupado com  o impacto de meia dúzia de intelectuais esquerdistas sobre sua soberba votação no dia 31.  Mas, como Maior de Todos os Filhos da Mooca, não poderia deixar impune tamanha afronta, visto que os pensadores deveriam naturalmente declarar entusiástico apoio a ele e seu Majestoso Encéfalo.

Irritado, o pres. Zezinho telefonou para seu pai espiritual, o ex-sábio FHC, em seu valhacouto na Caverna do Ostracismo, fundos. Na ligação, disse que precisava que o ex-pensador organizasse um manifesto de intelectuais em apoio à candidatura do Maior dos Brasileiros.

Autor de uma biografia do pres. Zezinho, o intelectual cristão $ilas Malacheia fez uma assinatura de macho no manifesto.

O ex-intelectual FHC não concordou de imediato: para que você precisa de um manifesto de intelectuais, se já tem o meu apoio?

Mas foi convencido pelo Presidente de Nascença, que prometeu que o nome do ex-gênio seria o primeiro da lista e o único escrito em maiúsculas.

Imediatamente, o serviço de telemarketing do pres. Zezinho interrompeu os trabalhos de copropublicidade e passou a telefonar  para diversos intelectuais, informando-lhes que deveriam assinar o manifesto de apoio ao Maior dos Luminares.

A iniciativa do manifesto a favor do pres. Zezinho rapidamente obteve sucesso estrondoso. Além do manifesto original, vários outros grupos iniciaram seus próprios manifestos.

GENEROSO: O intelectual Marco Antonio Villa não cobrou nenhum adicional para assinar o manifesto.

Em Pernambuco, um “manifesto de artistas, intelectuais e pessoas sensatas” já conta com duas adesões!  Um grupo de intelectuais ligados ao esporte também resolveu lançar seu manifesto de apoio ao Presidente de Nascença, e obteve até o apoio do ministro do Esporte do usurpador do planalto! No RJ, um grupo de intelectuais juizdeforanos, liderado pelo pensador Luciano Huck, escreveu um manifesto nas areias de Copacabana.

Democrata, Pres. Zezinho aceita discordância

Os principais intelectuais de Yale fizeram um ato em apoio ao pres. Zezinho

Apesar de ter encontrado enorme adesão entre os intelectuais, houve algumas vozes dissonantes. Um pequeno grupo de 5135 professores universitários inexplicavelmente recusou-se a assinar o manifesto, mesmo com toda a enorme contribuição do pres. Zezinho e da UDN à melhoria da educação nacional.  Também um bando de artistas e intelectuais, liderado por um tal de Chico Buarque, recusou-se a assinar.  Alguns advogados desconhecidos e irrelevantes, como Fabio Comparatto, Dalmo Dallari e Márcio Thomaz Bastos, também se negaram a assinar o manifesto em defesa da candidatura do Mais Competente dos Gestores.

A Profa. Dra. Porcina, referência intelectual da cidade Asa Branca, subscreverá o manifesto assim que aprender a assinar o nome.

Enquanto isso, sem apoio das classes pensantes da nação, a usurpadora-mirim do planalto teve que contentar-se com um abaixo-assinadozinho de umas entidades sem representatividade e unicamente especializadas em promover a baderna; além de um manifesto de alguns cristãos a caminho do inferno.

O Presidente de Nascença, sempre caridoso e adverso à vingança, disse que as manifestações contrárias à sua candidatura serão toleradas.

Como democrata, o pres. Zezinho não tomará nenhuma medida contra esses traidores. Entretanto, não poderá responsabilizar-se pelas ações de sua araponga (Canalhus itagibus) de estimação, pois se trata de um animal irracional.

Também não sabe se poderá conter as iniciativas do silvícola Cacique Merendinha, seu vice, pois não é um ser civilizado.

QUADRILHA: O Instituto Barão de Limeira promoveu um belo debate com intelectuais da UDN sobre as festas juninas. Concluíram que o pres. Zezinho vai dançar.

Comentário da tia Carmela

O Zezinho sempre gostou dessa história de manifesto e abaixo-assinado. Uma vez, quando ele estava no ginásio, ir ter eleição para escolher o representante da classe. Ele quis ser candidato, mas tinha uma menina concorrendo com ele, a Vania, que era a favorita e todo mundo legal da classe gostava dela. Os únicos que apoiavam o Zezinho era a cambada de arruaceiros que andava com ele, o pessoal da turma do fundão. Para parecer que mais gente apoiava ele, o Zezinho mandou o Reinaldinho Cabeção fazer um abaixo-assinado dizendo que o Zezinho era o melhor candidato. E mandou o Reinaldinho Cabeção colocar o nome da classe toda. O Reinaldinho Cabeção, sempre mais empolgado em defender o Zezinho que a ele mesmo, colocou até o nome da Vania. Foi o maior vexame… No final, nem os moleques do fundão votaram nele que só teve dois votos…


Pres. Zezinho é homenageado em Cannes

26 de maio de 2010

Quadrilha: a equipe de publicidade do pres. Zezinho fez uma festa junina para comemorar o prêmio.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro presidente Zezinho, alcançou um reconhecimento internacional que nenhum brasileiro, nem mesmo Pelé, logrou obter.

Agora, foi homenageado pelo Conselho Mundial de Publicidade e Mídia (COMPUM), órgão que representa o setor publicitário em todo o planeta, congregando agências, profissionais da publicidade, anunciantes e veículos.

O COMPUM resolveu homenagear o Homem Que Sabe Tudo por seu trabalho em apoio à publicidade, outorgando-lhe o Leão de Diamante em Cannes, assim como o  título de Maior Anunciante de Todos os Tempos, graças ao recorde de 12.856.344 inserções publicitárias por dia, obtido pelo governo de S. Paulo em todo o Brasil nos últimos anos.

Homenagem merecida: o Leão de Diamante ficará exposto na estante de uma casa na Lapa.

A agência de publicidade do pres. Zezinho, SOBESP, também foi premiada com o título de Agência do Milênio. Outra agência do grupo UDN de publicidade, a Demoverdade, recebeu menção honrosa na categoria Responsabilidade Social e Respeito à Legislação.

Justiça

Em sua coluna em importante papel de embrulhar peixe, o  ghost-righter do pres. Zezinho, sr. R. Bolat, afirmou que o Presidente Incriado atingiu o ápice da perfeição que um homem público pode atingir, em todos os campos de atuação. Segundo Bolat, o prêmio deve-se ao infatigável trabalho do Mais Competente dos Gestores em prol da Pátria Paulista.

Não é sem motivo que o mundo civilizado curva-se à sua grandeza. Um a um, os grandes organismos internacionais rendem homenagem ao  Mais Capaz de Todos os Homens Públicos.

Desnecessário e impossível listar aqui todos os importantes títulos que O Maior dos Brasileiros já recebeu mundo afora. Apenas a título de exemplo, pode-se lembrar o Nobéu de Economia recebido em 2009.

Comentário da tia Carmela

O Zezinho sempre gostou de ganhar prêmios. Já contei aqui como ele fazia o Reinaldinho Cabeção inventar concursos e prêmios e fazer o Zezinho ser vencedor. Uma vez, o Reinaldinho Cabeção inventou o prêmio: O Melhor Cliente da Cantina da Escola. Espalhou cartazes pela escola dizendo que o Zezinho tinha ganho o prêmio e era o melhor cliente da cantina. Aí eles foram na cantina e pediram para a dona Cida, que tomava conta, pra dar uma coxinha pra cada um de presente, já que ele era o melhor cliente. A dona Cida botou os dois pra correr e a molecada riu muito…


Pres. Zezinho soluciona Crise no Irã

19 de maio de 2010

Merecida humilhação: Cabisbaixo, o presidente persa admitiu que foi derrotado pela competência do pres. Zezinho em política internacional.

Demonstrando mais uma vez sua impressionante habilidade como líder político internacional, o Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro presidente Zezinho, resolveu a maior ameaça à paz mundial: a crise do Irã.

Em mais um lance de estadista global, o Presidente de Nascença convocou uma reunião de emergência do Conselho de Segurança de Higienópolis (CONSEGHI) para tratar do tema.

Da reunião, conduzida sob a batuta firme do Novo Temístocles, participaram importantes moradores do Upper West Side paulistano. Entre eles, o ex-pensador FHC e Caetano (seu cozinheiro e ex-estrela da MPB).

Hannibal foi bastante agressivo nos ataques à política externa do governo.

Também compareceram ao encontro o ex-comediante Jotalhão Soares, o ex-comunista Aloysio Biggs Ferreira, o ex-Secretário da Educação e Serviços Gráficos, Paulo Renato Gates de Souza, o ex-assessor de FHC no Planalto  Eduardo G. Zepelin(atual coordenador da campanha do Presidente de Nascença na Internet),  o ex-petista arrependido José Hannibal Lecter (deputado pela UDN-SP), entre outros ex-alguma coisa.

A reunião, realizada na Caverna do Ostracismo, fundos, onde reside o ex-sábio FHC, analisou as recentes trapalhadas do usurpador do planalto na crise iraniana.

Fontes do além asseguram que Bob Fields aprovou a proposta do pres. Zezinho.

O ex-chanceler de FHC, sr. Lampreia, fez uma conferência de abertura intitulada “Brasil e EUA: Almas Gêmeas na Nova Ordem Internacional dos Anos 90”.

Durante a fala do atualizado e erudito vertebrado dos mares, o Mais Sensível dos Brasileiros emocionou-se ao lembrar da forçada separação de seu irmão e alma gêmea, Demoarruda Bauducco (PSDEM-DF), que anda meio sumido depois de ter feito um retiro espiritual no Convento da Papuda.

A delegação udenista treinou bastante para não fazer feio no encontro com Hillary Clinton.

Os presentes deram muitas gargalhadas ao comentar a ousadia infantil do analfabeto do planalto: tentar desobedecer as orientações da grande estadista Hillary Clinton. Depois,  sempre antenados com a modernidade, decidiram que era hora de acabar com a palhaçada.

Imediatamente, o Mais Competente dos Líderes Brasileiros formulou uma proposta e nomeou uma comissão plenipotenciária para visitar Hillary Clinton e levar a solidariedade do futuro governo brasileiro. A comitiva,  liderada pelo inteligentíssimo poliglota Jotalhão Soares, levou os termos da proposta e uma foto autografada do Presidente de Nascença para a sra. Clinton, que ela havia pedido para dar uma vingadinha no marido.

Sacrifício pela paz: o cozinheiro Caetano aceitou ficar uns dias longe de Sansão (foto).

Segundo fontes da Padaria Barcelona, que forneceu o brunch servido, a proposta formulada pelo Maior de Todos os Filhos da Pátria e pelos competentíssimos líderes udenohigienopolistas tem os seguintes pontos:

  1. O Brasil enviará a Teerã o respeitadíssimo Sansão (foto), segurança da Caverna do Ostracismo, para dar um jeito no barbudinho que governa o paiseco islâmico.
  2. O Grande Estadista Pátrio ameaçará bombardear o Irã com os mísseis que adquiriu na Turquia, caso Sansão não seja bem recebido.
  3. Será convocada uma assembléia geral dos moradores de Higienópolis para reorientar a posição dos turcos no assunto, garantindo seu apoio.
  4. Assim que for empossado, o presidente Zezinho pedirá desculpas formais aos EUA pela cara-de-pau de seu episódico antecessor.
  5. Os termos do Acordo CARACU entre EUA e Brasil serão revistos, para oferecer compensações aos EUA pelos transtornos gerados pela atabalhoada ação do governo vermelho, que ora se esvai na ilegitimidade e incompetência.

    Brasil-EUA: O pres. Zezinho fez a sra. Clinton rir novamente.

  6. O usurpador do planalto deverá sofrer um passa-moleque público na próxima assembléia geral da ONU e terá os dias gastos na viagem a Teerã descontados do salário e das férias.

A delegação foi maravilhosamente recebida em Washington, porém não conseguiu encontrar-se com Hillary Clinton: a mandatária estadunidense não teve espaço em sua agenda, pois estava no cabeleireiro.

Mandou seu assessor para a América Latina, sr. Mickey Mouse, receber os enviados da UDN. Eles ficaram muito felizes com a recepção, que durou quase cinco minutos, e com as camisetas com foto do sr. Mickey, que receberam de brinde.

Comentário da tia Carmela

O Zezinho sempre gostou de Sansão. Quando passou aquele filme Sansão e Dalila no cinema, ele foi ver cinco vezes. Saiu falando que era o Sansão da Móoca, e mandou o Reinaldinho Cabeção arrumar uns meninos menores para apanhar do Zezinho e ele poder dizer que era forte como o Sansão…


Erro terrível: Revista Time dá a Lula o título do pres. Zezinho

29 de abril de 2010

O homem forte da campanha do pres. Zezinho também é ator shakespeareano e fez papel de Jim Carrey em Rei Liar.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro presidente Zezinho, ouviu com tranquilidade a notícia de que o usurpador do planalto recebeu o título de líder mais influente do mundo, da revista Time. A notícia já foi desmentida pelo jornalista Merdoval Pedreira, que afirmou: “essa notícia é totalmente descabida”.

Segundo fontes ligadas ao Presidente de Nascença, este manteve-se calmo por considerar o ocorrido um evidente equívoco.

Entretanto, resolveu  lançar um desmentido reestabelecendo a verdade, como é de seu feitio. Encomendou ao homem forte de sua campanha, o tesoureiro da UDN  Graf Zeppelin, uma nota de esclarecimento. Diz a nota:

A campanha do Mais Preparado dos Brasileiros vem a público esclarecer que se trata de um equívoco a reportagem publicada na revista Time, concedendo ao usurpador do planalto o título de Líder Mais Influente do Mundo.

A reportagem da revista equivocou-se.  Ao conhecer o Presidente Zezinho, os jornalistas norte-americanos ficaram impressionadíssimos com seu talento de estadista e sua grande relevância no cenário internacional. Pensaram: este só pode ser o presidente perpétuo deste país.

Entre os grandes feitos do Presidente Perfeito, a Time impressionou-se com sua influência sobre Sarkozy, sua participação em Kopenhagen, sua firmeza nas relações Brasil-EUA, sua visão em política latinoamericana e sua habilidade em fazer negociações no Oriente Médio.

Apesar de serem do primeiro mundo, os jornalistas da Time não conseguiram entender  nosso intrincado sistema eleitoral, que permite a um analfabeto metalúrgico retirante nordestino ocupar a presidência, enquanto o Mais Genial de Todos os Políticos contentava-se em governar apenas um estado.

Assim, ao chegarem de volta aos EUA, convencidos de que aquele que pensavam ser o presidente do Brasil era o Líder Mais Influente do Mundo, avisaram à redação: o título vai para o presidente do Brasil. A redação, ao consultar a Wikipedia, viu o nome do usurpador do planalto e outorgou o título a ele.

Informamos também que já recebemos comunicado da Time de que o equívoco será corrigido na próxima edição.

Revolta: O cozinheiro Caetano (dir.), que vive de favor com FHC na Caverna do Ostracismo, ficou indignado com a notícia.

O Mais Importante Personagem da História da Humanidade ordenou que sua equipe de campanha na internet publicasse essa nota nos seguintes sites oficiais da UDN, criados para convencer o esclarecido eleitorado do Presidente Zezinho de que a candidata do usurpador do planalto é um perigo para o Brasil:

  • – dilmabobona.com.br
  • – dilmafeia.com.br
  • – dilmachata.com.br
  • – dilmabichopapao.com.br
  • – dilmacomecriancinha.com.br
  • – dilmaculpadapeloaquecimentoglobal.com.br
  • – dilmaebelzebusaoamesmapessoa.com.br

Diogo de M. fez uma cena lamentável de desespero.

A publicação da nota veio em boa hora. Na redação da Revista Mais Vendida do Brasil, o assessor Diogo de M. fez uma cena de morrer. Trancou-se no banheiro, dando gritos desesperados. Mais tarde, quando ficou mais calmo, descobriu-se que havia levado para o sanitário, entre outros apetrechos, uma gilete para cortar os pulsos.

Comentário da tia Carmela

O Zezinho sempre gostou desses títulos. Uma vez, na escola, ele inventou um concurso: O Aluno Mais Inteligente, Bonito e Sincero da Escola. Mandou o Reinaldinho Cabeção chamar mais uns moleques da turma deles para ser o juri. Só que o único candidato era ele.  O Reinaldinho fez a cerimônia de premiação, entregou um cartaz com o título e fez um discurso elogiando o Zezinho. Os outros moleques acharam que já era demais e deram uns croques no Reinaldinho Cabeção que saiu chorando. O Zezinho sentou no chão e só ficou rindo…


Programa Maquete S. Paulo VII: a ciclovia de nudismo

15 de março de 2010

Dando continuidade ao Programa Maquete São Paulo, o Mais Preparado dos Brasileiros, governador Zezinho, inaugurou hoje mais uma maquete que demonstra toda a sua capacidade empreendedora, sua visão de estadista e sua sensibilidade para as grandes causas do povo brasileiro.

Trata-se da maquete da nova ciclovia de São Paulo, a Ciclovia de Nudismo Soninha Copélia.

Uma multidão de ciclonudistas acorreu entusiasmada à inauguração da maquete.

Uma multidão de ciclonudistas acorreu entusiasmada à inauguração da maquete, gritando "pelados, urgente, zezinho presidente!"

A obra, se um dia chegar a ser realizada, em 2077, trará múltiplos benefícios para os praticantes do saudável esporte de duas rodas. Não só oferecerá a oportunidade de prática esportiva e consequentes efeitos benéficos à saúde, como também oferecerá um novo espaço de sociabilidade para a gente bonita de São Paulo se encontrar, sem aquela gente feia para incomodar. Além disso, servirá também para combater preconceitos e reafirmar os direitos dos praticantes do nudismo.

A maquete foi inaugurada na sede da subprefeitura da Lapa, em uma cerimônia reservada reunindo apenas o Presidente de Nascença e a subprefeita do simpático bairro paulistano.

A subprefeita adorou a homenagem e fez as pazes com o gov. Zezinho em cerimônia ciclonudista.

Segundo fontes palacianas bandeirantes, o Mais Competente dos Gestores resolveu construir a maquete da ciclovia de nudismo como um gesto de boa vontade endereçado à subprefeita, grande nome do conservadorismo bicho-grilo paulista. As relações entre os dois vinham deteriorando-se com a crescente insistência da subprefeita em aparecer em público despida. Preocupado com sua beatificação in vita que corre no Vaticano, o Mais Inteligente dos Brasileiros achou melhor criticar em público a postura da musa lapeana.

O Mais Genial dos Engenheiros está realmente empolgado com o ciclismo. Na semana passada, já havia inaugurado outra maquete de ciclovia, que incluía uma ponte ciclística sobre a inundação da Marginal do Pinheiros.

Comentário da tia Carmela

O Zezinho sempre gostou de ver os outros andando pelados de bicicleta. Uma vez, quando era criança lá na Mooca, ele saiu para andar de bicicleta com uns amiguinhos. Convenceu eles a ir até o Ipiranga, onde tinha uma lagoa lá no Sacomã. Lá, ele deu a idéia de nadarem na lagoa. Todo mundo tirou a roupa e deixou na beirada. Aí, ele saiu da água e, sem os moleques perceberem, pegou as roupas deles, subiu na bicicleta e foi embora. Os meninos só perceberam uns quinze minutos depois, e aí tiveram que voltar pedalando pelados do Ipiranga até a Mooca.  O Zezinho chegou antes e chamou a rua inteira para ver os meninos chegarem, coitados, morrendo de vergonha…


Programa Maquete São Paulo V: Minha Casa, Minha Maquete

13 de março de 2010

A sacoleira Eliana T. posa orgulhosa junto à maquete de sua nova casa: agradeço ao gov. Zezinho por essa casa que vou receber em 2094!

Preocupado com a questão do déficit habitacional, e enciumado pelo Programa Minha Casa Minha Vida do governo federal, o Mais Preparado  dos Brasileiros, governador Zezinho, lançou uma nova iniciativa: o Programa Minha Casa, Minha Maquete.

Seguindo os passos do Programa Maquete S. Paulo, no qual o Presidente de Nascença, sempre comprometido com a responsabilidade fiscal, inaugura as maquetes das obras para reduzir os gastos públicos, o Programa Minha Casa, MInha Maquete inaugurará maquetes de 970 conjuntos habitacionais
em todo o estado, totalizando cerca de 1 milhão de maquetes de moradias. Quando concluídos os conjuntos, em 2094, cerca de 4 milhões de pessoas serão beneficiadas.

O Papa Bento XVI também se aconselhou com o gov. Zezinho e inaugurou maquete do Céu.

Um empreendimento desse porte somente poderia surgir a partir do Majestoso Encéfalo do Maior dos Gestores Públicos. A descomunal capacidade administrativa, a criatividade e a ousadia dos grandes líderes conjuminaram-se nesse que é O Mais Competente dos Engenheiros.

Em press release publicado em sua coluna na imprensa oficial do estado, a assessora de imprensa Eliana Castanheira afirmou que a iniciativa leva o governo paulista a um novo patamar, e despertou interesse de ninguém menos que o presidente Obama, que telefonou ao gov. Zezinho. Por recomendação de grande estadista dada pelo Almirante do Tietê, Obama deverá oferecer maquetes de reatores nucleares ao Irã, em troca da suspensão do programa nuclear daquele país.

Júbilo: os populares arrancando pedaços das maquetes para levar como lembrança.

A inauguração das maquetes dos conjuntos habitacionais teve uma nota triste, no entanto. Desacostumada às etiquetas e cerimoniais, a massa em busca de moradia que acorreu ao evento descontrolou-se. Antes que a inauguração terminasse, um grupo atacou as maquetes, despedaçando-as. Mas não se tratava de vandalismo. Agradecidos ao gov. Zezinho, queriam apenas levar consigo uma lembrança daquele grande momento.

Comentário da tia Carmela

Ainda esse negócio de maquete? Já contei todas as histórias dele que eu sabia sobre isso.  Mas uma coisa eu posso falar: o Zezinho, lá na Mooca, nunca gostou que os meninos levassem as coisas dele. Quando era aniversário dele, ficava furioso quando, no fim da festa, a mãe dele fazia uns embrulhinhos com pedaço do bolo para os convidados levarem. Ele dizia: não pode! É meu!…


Madonna descarta ser vice, mas apóia beatificação do gov. Zezinho

10 de fevereiro de 2010

Ainda sob os efeitos do choque causado pelas fotos nuas da Subprefeita da Lapa em um calendário a ser distribuído em borracharias e bicicletarias, o Mais Preparado dos Brasileiros, o Governador Zezinho,  trancou-se com a cantora Madonna em seu gabinete por cerca de uma hora.

A cantora deixou-se seduzir pela beleza, inteligência e simpatia do Presidente de Nascença

A cantora deixou-se seduzir pela beleza, inteligência e simpatia do Presidente de Nascença

Algumas hipóteses foram levantadas:  o Mais Racional dos Homens teria feito isto para ofuscar os atos libidinoso-fotográficos da subprefeita da Lapa,  que tanto incomodaram o Mandatário Perfeito. Outros analistas especularam que o Mais Capaz dos Brasileiros teria querido mostrar ao Brasil que não precisa do governador T. Neves (PSD-MG) para nada, nem para trazer a Madonna.

Tais hipóteses carecem de fundamento. Um homem da grandeza espiritual do Mais Puro dos Brasileiros jamais se moveria por sentimentos como ciúme, inveja ou vingança pessoal.  Tivesse ele esses vícios, não teria o Papa Bento XVI autorizado o andamento do seu processo de beatificação in vita.

Pelo que foi possível levantar, tratou-se de um mal-entendido. Segundo apurado por este blog,   revoltado com a indecência das fotos da subprefeita da Lapa,  o Mais Pio dos Brasileiros, como bom cristão que é, resolveu entregar o caso aos céus.  Ontem à noite, em jantar na casa do ex-pensador FHC, na Caverna do Ostracismo, pediu que o cozinheiro Caetano ligasse para seus assessores para que eles organizassem uma novena para a Madonna (Nossa Senhora com o Menino Jesus no colo, de muita devoção entre os italianos da Móoca), pedindo que ela iluminasse a subprefeita da Lapa para que voltasse ao caminho da decência e dos valores familiares, tão caros ao Presidente de Nascença.

O cozinheiro Caetano, no afã de mostrar serviço ao Novo FHC, resolveu ele mesmo atender o pedido do governador Zezinho. Pouco afeito aos temas religiosos, Caetano, muito mais ligado ao mundo artístico por ser um antigo compositor baiano que foi morar na Caverna do Ostracismo por um favor de FHC, entendeu que devia chamar a cantora norte-americana Madonna, afinal, a única Madonna que ele conhecia.

A chegada de Madonna

Às seis da manhã de hoje, o Baluarte da Gestão Moderna foi interrompido em suas últimas tuitadas da madrugada pela entrada em seu gabinete de sete homens vestindo ternos pretos e falando inglês: eram os seguranças da cantora Madonna, que chegaram antes ao Palácio dos Bandeirantes para fazer uma vistoria de segurança. O governador Zezinho não protestou e perguntou aos seguranças de Madonna se era preciso que ele deixasse seu gabinete. Os seguranças disseram não ser necessário, mas pediram a ele que tirasse os sapatos e o paletó, pusesse as mãos na parede e o revistaram com as mãos e um detector de metais.   Orgulhoso, o Mais Bravo Defensor dos Interesses Brasileiros comentou depois com seu assessor Reinaldinho Cabeção: “você viu como eles sabem fazer uma revista? Não são como esta nossa policiazinha subdesenvolvida, que mal sabe bater em pobre” .

Informado que a cantora chegaria em breve, o Mais Querido dos Políticos Brasileiros foi preparar-se, tomou um banho, passou perfume e escolheu seu melhor terno.  Ordenou ao cerimonial que a cantora fosse recebida com honras de chefe de estado, como convém a um astro pop dessa grandeza.

O assessor Diogo de M. ficou de tromba porque a cantora não gostou da decoração que ele preparou.

Após passar em revista a cavalaria da PM, a cantora dirigiu-se ao Santo dos Santos da gestão pública: o gabinete do governador Zezinho, o local onde o Majestoso Encéfalo cria suas políticas revolucionárias e toma decisões indiscutíveis.   A essa altura, o assessor para assuntos artísticos do Mais Culto dos Brasileiros, Diogo de M., já havia providenciado uma decoração sofisticada e moderna, mas ao mesmo tempo romântica, dando um ar aconchegante ao local.

A cantora não se empolgou com a decoração, mas elogiou o sofá do gabinete: “apesar de já estar gasto, é confortável”.

"Venha me beijar": A cantora esbanjou sensualidade ao dar uma canja e cantar música que fez para o gov. Zezinho, nos anos 70.

Tentando ser gentil, o governador Zezinho disse que era fã da cantora desde os anos 70, quando viveu nos EUA. A cantora sorriu, constrangida, mas preferiu não  comentar que naquela época ainda não havia começado sua carreira. O Mais Gentil dos Brasileiros desconversou. Logo os dois passaram à protocolar troca de presentes: Madonna deu ao governador Zezinho uma bela caixa de lenços autografada. O Presidente de Nascença, a esta altura já encantado com a beleza e o charme da cantora, ofereceu a ela a vaga de vice em sua chapa presidencial, vazia desde que Demoarruda Balducco envolveu-se com más companhias e anda meio fugido. Delicadamente, Madonna recusou, dizendo que tem um compromisso com a gente de Noviorque-MG, que a impedia de aceitar .

Reunião a portas fechadas

Depois das fotos de praxe, os dois grandes líderes mundiais reuniram-se a portas fechadas no Glorioso Gabinete por cerca de uma hora, sem presença da imprensa ou de assessores. O conteúdo da reunião não foi divulgado. Segundo fontes palacianas, que pediram anonimato, Madonna teria prometido que usaria sua influência junto a Jesus para apressar o andamento do processo de beatificação do governador Zezinho, mas não se comprometeu com a campanha eleitoral, dizendo que nesse ponto provavelmente  Jesus não teria muito mais o que fazer.

No avião, de volta ao Rio, a cantora comentou com seus assessores que estranhou os demais personagens de Os Simpsons não participarem do encontro e perguntou se aquilo era um especial do Mr. Burns.  Só então descobriu-se que o encontro foi uma armação feita à revelia da cantora e do Grande Sábio dos Sábios, pelo cozinheiro Caetano, que informou aos agentes da cantora que ela gravaria uma participação especial no seriado.

Repercussões

O secretário estadual de educação e assuntos gráficos vai distribuir álbum de fotos da cantora  aos alunos da rede pública.

O secretário estadual de educação e assuntos gráficos vai distribuir álbum de fotos da cantora aos alunos da rede pública.

O Vaticano, em nota oficial, informou que o Papa declarou a beatificação do Grande Amigo dos Pobres Brasileiros será acelerada, porque um pedido da mãe do chefe é uma ordem.

O Presidente FHC, mesmo não conseguindo disfarçar uma pontinha de inveja, disse que Serra mostrou mais uma vez ser um grande estadista, fazendo contatos com as maiores lideranças mundiais. E acrescentou: mas é claro que tem mão minha nisso. Ele está colhendo o que eu plantei.

O governador de Minas Gerais, T. Neves (PSD-MG) comentou  o encontro dizendo que era a reunião de dois grandes líderes mundiais e que tinha a felicidade de ter ambos como amigos.  Mas, estranhamente,  publicou há pouco  em seu orkut um poema de sua autoria intitulado: “Amizades às Vezes se Esfarelam em Poeira”.

Procurada pela redação deste blog, a subprefeita da Lapa não quis dar entrevista e passou o dia todo em sua casa.

Comentário da tia Carmela

A Madonna não é aquela cantora que dança quase pelada? Não falei ontem, que esse negócio do Zezinho reclamar que a moça posou pelada no calendário estava muito estranho? Agora voltou ao normal. Ele sempre foi chegado em uma cantora. Quando era garoto, lá na Móoca, ele tinha uma coleção de fotos daquela cantora que aparecia nos filmes da Vera Cruz, a Eliana. Só que eram fotos com roupa.


Subprefeita da Lapa posa nua e Gov. Zezinho fica furioso

8 de fevereiro de 2010

O Mais Preparado dos Brasileiros, o governador Zezinho, teve um repente de ira santa na manhã de hoje.  Ao ler os noticiários matinais, deparou-se com a notícia de que Soninha Francine (PPS-SP),  subprefeita da Lapa, seu bairro preferido em S. Paulo, havia posado nua para um calendário a ser distribuído às borracharias e oficinas de conserto de bicicleta.

A subprefeita da Lapa na foto que despertou a ira do gov. Zezinho (Fot de Carlos Alckimin)

A subprefeita da Lapa na foto que despertou a ira do gov. Zezinho (Foto de Carlos Alkimin)

A notícia foi demasiado pesada para o Mais Piedoso dos Brasileiros, um homem tão zeloso dos mais nobres valores cristãos que está em processo de beatificação in vita pelo Vaticano. Furioso com tamanha indecência, o Presidente de Nascença tentou localizar a subprefeita, mas foi informado que ela havia ido passar o fim-de-semana na praia de Trindade, perto de Parati-RJ e ainda não havia voltado.

Agora duplamente  irritado, com as fotos e com a ausência sem comunicação, mandou seu assessor para assuntos inglórios, o ex-comedor de criancinhas Bob Freire (PPS-SP), ir até Trindade avisar à subprefeita da Lapa sua reprovação ao ato transloucado e indecente.

Kassab: essas fotos não me interessam.

O Gov. Zezinho também reclamou  junto ao seu assessor para assuntos aquáticos, G. Kassab, superior hierárquico da ex-jovem subprefeita.  Em uma mostra de desrespeito aos valores familiares, o prefeito Kassab não deu a atenção à queixa do futuro Beato, limitando-se a dizer: “ahn, a subprefeita nua? Isso não me interessa…”

Estratégia eleitoral

O que o Homem Que é Somente Virtudes  não sabia era que as fotos  fazem parte de uma estratégia eleitoral para beneficiá-lo. Segundo fontes da Caverna do Ostracismo, residência oficial do ex-pensador FHC, o calendário em que a subprefeita da Lapa aparece nua é parte de uma estratégia eleitoral produzida pela genialidade do ex-sociólogo.  Preocupado em não comprometer a beatificação do governador Zezinho no Vaticano, o ex-sábio FHC preferiu não consultá-lo.

Segundo as mesmas fontes, FHC, desorientado com a enorme aprovação do usurpador do Planalto e com o crescimento da candidata do governo ilegítimo nas pesquisas eleitorais, desenhou uma estratégia de aproximação dos demotucanos com as classes populares baseada em mostrar ao povo que os demotucanos também têm mulheres que merecem o voto.

Nos meios rurais é grande a expectativa pelas fotos da sen. Kátia Abreu

Nos meios rurais, há uma grande expectativa pelas fotos da senadora Kátia Abreu

Uma das peças dessa estratégia é a produção de um calendário com fotos de nús artístico-eleitorais de lideranças femininas da coligação demotucana. De acordo com a sofisticada análise sociológica de FHC, as borracharias são um elemento central de formação de opinião do povo popular, especialmente agora com a expansão da nova classe média lulista e seus milhões de pessoas comprando seu primeiro automóvel. FHC resolveu aproveitar a  tradição em que esses estabelecimentos ostentam calendários de mulheres nuas para fazer a massa ignorante admirar as candidatas demotucanas.

Além da subprefeita da Lapa, foram mobilizadas para essa tarefa cívica a senadora Katia Abreu (UDR-GO), a empresária do ramo de agendas Lina Vieira, e  a presidente do PSDB Mulher, deputada Thelma de Oliveira (PSDB-MG), entre outras.  As beldades gaúchas estão representadas pela cleptogovernadora do RS, Yeda Crusius e sua guarda-costas, a dep. est. Zilá Breitenbach (PSDB-RS). A esposa do antigo governador de SP, dona Lu, não conseguiu posar, pois passou mal depois de um jantar na residência de FHC. Foi substituída por Caetano, um antigo compositor baiano que trabalha como cozinheiro de FHC na Caverna do Ostracismo, que se ofereceu para posar em seu lugar.

A cleptogovernadora Yeda foi a Jerusalém consultar seu conselheiro, Simão Pedro, antes de aceitar o convite para posar.

A cleptogovernadora Yeda foi a Jerusalém consultar seu conselheiro, Simão Pedro, antes de aceitar o convite para posar.

Como um arguto estrategista, FHC  buscou a opinião de várias lideranças para decidir.   O governador do DF, Demoarruda Bauducco (DEM-DF), manifestou a preocupação  com a nudez das  modelos demotucanas: sem roupas íntimas, onde elas vão esconder o dinheiro?  O senador romano Agripino (ARENA-RN) afirmou que não se oporia à idéia, por vir ela de FHC, mas que achava que os demotucanos tinham coisa melhor para mostrar ao mundo.

Ao final, à exceção de Aécio Neves (PSD-MG), todos os líderes apoiaram a ideia.

Comentário da tia Carmela

Só se agora o Zezinho deu para reclamar de mulher pelada… Quando ele estava no ginásio e no científico, lá na Móoca, ele costumava se juntar com uns amiguinhos dele na casa do Guerino, filho do seu Nicola,  para ver as revistinhas do Carlos Zéfiro.  Até o Reinaldinho Cabeção ia, mas sempre era o primeiro a ir embora.