Cachorro-Lagosta apóia Merdoval Pedreira para a Academia

5 de abril de 2011
Os eleitores infantis paulistas acreditam que o Sr. Merdoval (direita) conta com o apoio das pessoas mais inteligentes do Brasil.

Os eleitores infantis paulistas acreditam que o Sr. Merdoval (direita) conta com o apoio das pessoas mais inteligentes do Brasil.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro presidente Zezinho, conseguiu, em mais uma hábil manobra política, evitar a divisão interna da UDN nas eleições para a Academia Global de Letras, Números e Risquinhos (AGL).

O Presidente de Nascença conseguiu neutralizar movimentos de lançamento de uma candidatura alternativa à do grande periodista Merdoval Pedreira (UDN-RJ).

Setores da UDN, ao que parece insuflados pelo Faraó das Alterosas, teriam convencido o líder da seção canina da UDN, Sr. Cachorro-Lagosta, a candidatar-se à imortalidade acadêmica.

O Cachorro-Lagosta leu mais livros que a média do eleitorado da UDN.

O Cachorro-Lagosta ainda argumentou que leu mais livros que os jornalistas da Veja, mas não funcionou.

Esta jogada sórdida serviria para  desfazer a unidade udenista e colocar em risco a eleição do famoso jornalista de estimação do pres. Zezinho.

 

O Sr. Merdoval usou um forte argumento para convencer o pres. Zezinho a intervir: disse que era tão obediente quanto o Cachorro-Lagosta, com a vantagem de ter amigos em importantes órgãos da imprensa mais vendida do Brasil.

Comportamento intolerável

O divisionismo no regaço da UDN não poderia ser tolerado pelo Maior dos Filhos da Mooca, sempre comprometido com  a harmonia e concórdia nas hostes udenistas. Por isso, o pres. Zezinho resolveu agir com a habitual presteza.

ARGUMENTO SECRETO: A UDN nega, mas o Prof. Cesar trouxe Lassie para ajudar a convencer o Cachorro-Lagosta.

Consultou o Prof. Cesar Milan, Ph.D. orientador do Cachorro-Lagosta em seus estudos na Cornell University, que lhe explicou que o comportamento do cãozinho era intolerável e merecia uma reprimenda.

Então, o  Mais Genial dos Homens Públicos chamou o Cachorro-Lagosta à sua casa e deu-lhe comandos claros: “Senta! Fica! Finge de morto! Retira a candidatura!”

O simpático mascote da GRES Unidos da UDN obedeceu prontamente e ganhou um biscrok como prêmio.

Em nota à imprensa, a importante liderança udenocanina declarou que não guardava máguas da decisão do pres. Zezinho:

QUADRILHA: Importantes líderes das festas juninas da UDN ligaram para o Cachorro-Lagosta para agradecer e prometeram uma grande festa em homenagem ao udenocanino.

“Ele me convenceu que era o melhor para nossa matilha e eu apenas segui meu instinto e obedeci o nosso macho-alfa; estou muito feliz por fazer parte desta matilha e por ser liderado pelo Maior dos Brasileiros”, disse o Cachorro-Lagosta.

Comentário da tia Carmela

A tia Carmela disse que não aguenta mais ver o Cachorro-Lagosta ser humilhado toda hora pelo Zezinho, que só coloca o cachorrinho em roubadas, como ser presidente da UDN, mas que, quando o osso é bom, sempre tira da boca do Cachorro-Lagosta para oferecer para seus outros animais de estimação.