Asseio e limpeza: UDN proíbe pobres de comer em São Paulo

DIVISÃO: O líder udenocanino, sr. Cachorro-Lagosta, acusa o pitta de estimação do pres. Zezinho de querer pegar para ele todos os potinhos de ração e panelas de sopão.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, esteve hoje em importante evento na Prefeitura de São Paulo.

O Presidente de Nascença compareceu à solenidade de anúncio do novo programa social lançado pelo seu pitta de estimação: o Programa Sopão  Zero.

O sr. Slobodan Matarazzo confidenciou a seus amigos: não sei o que é pobre, nem sei o que é sopão, e não gosto de nenhum dos dois.

O Programa Sopão Zero foi concebido por uma junta de sábios udenistas nomeada pelo pitta de estimação do pres. Zezinho, composta pelos srs. Slobodan Matarazzo, Flaviano Pesaroso e Justo Veríssimo.

Preocupados em manter a limpeza étnica  das sempre impecáveis ruas paulistanas, e também o asseio das barbas e farrapos dos moradores de rua, os caridosos udenistas propuseram um programa simples, como devem ser as soluções brilhantes.

Trata-se de proibir que seja servido sopão ou qualquer outro alimento aos moradores de rua, mendigos, indigentes, necessitados e famintos em geral.

Com isso, a gente bonita paulistana será poupada de assistir ao deprimente espetáculo oferecido pela escumalha tomando sopão pela madrugada, fazendo barulho, batendo a colher no prato e lambuzando as barbas e os andrajos.

O bom gosto agradece, segundo informa a jornalista de programa Eliana Tucanhede.

Inovação é isso

O revolucionário programa empolgou o Grande Líder da Paulicéia, que também foi seu inspirador. Sensibilizado, o pres. Zezinho anunciou que o Programa Sopão Zero será uma das bandeiras da sua campanha-treino  à prefeitura da Locomotiva da Nação.

O Almirante do Tietê afirmou “O Programa Sopão Zero é a cara da UDN. Tirando o apoio ao golpe no Paraguai, nada reflete mais nosso DNA” e prometeu que não só vai adotá-lo, como será ampliado.

Segundo notícias jorradas dos caudalosos esgotos da  Caverna do Ostracismo, fundos, a comissão de udenistas de caridade já prepara estudos para uma lei municipal proibindo os pobres de alimentarem-se nos limites do município.

Comentário da tia Carmela

QUADRILHA: Os eleitores infantis paulistas fizeram uma bela festa junina para comemorar que os pobres agora sabem o seu lugar.

O Zezinho e a cambada de moleques que andava com ele, nos tempos da Mooca, nunca gostaram de pobre. Lembro que na nossa rua tinha um casal de portugueses muito religioso, muito caridoso, que todo mês, no dia 13, pagavam uma promessa a Nossa Senhora de Fátima. Eles iam até a favela da Vila Prudente distribuir sopa para os moradores mais pobres. Uma vez o Zezinho e os amigos dele aproveitaram que o dia 13 caiu num domingo e se ofereceram para ajudar a distribuir a sopa. O casal aceitou a ajuda. Só que, na hora de entregar, os moleques pegaram o Reinaldinho Cabeção e atiraram no tacho de sopa. O moleque  estava todo sujo e fedorento porque no caminho eles tinham empurrado o moleque em um vala de esgoto a céu aberto perto da favela. Ao ver aquela imundície na sopa, ninguém mais quis. Aí o Zezinho virou para o casal caridoso e disse: “Estão vendo? Não adianta ajudar essa gente. Só porque jogamos um moleque cheio de bosta dentro do tacho, não querem mais a sopa!”

Anúncios

5 Responses to Asseio e limpeza: UDN proíbe pobres de comer em São Paulo

  1. Antonio disse:

    Tia Carmela, você que é próxima do maior dos brasileiros, nascido para liderar o país, por favor:
    Dê um pito no zézinho pela bagunça que ele fez nas marginais.
    Sei Tia Carmela, o zézinho gostava de brincar de almirante e como São Paulo não tem mar ele foi brincar no Rio Tietê.
    Fez uma reforma para eternizar seu nome e ganhar o título de Almirante do Tietê, mas fez muito rápido e fez muita coisa errada.
    Agora há pouco despencou de uma das pontes, um caminhão sobre dois carros, o segundo que cai do mesmo lugar.
    Tia, dê um pito no zézinho porque quando o prejudicado era o Reinaldo Cabeção, a brincadeira não passava de um castigo ou puxão de orelha.
    Agora é sério, morre gente com esta brincadeira inventada pelo zézinho.
    Ele brincou tanto que fez as obras no mes de dezembro infernizando o trânsito e fez as pressas.
    Ainda não sei o que o maior dos brasileiros queria, mostrar serviço ou engordar o caixa de um tal de Paulo.
    A senhora sabe quem é?
    Manda ele fazer certo, do jeito que está não pode ficar!

  2. Marcos Donato disse:

    Pro Zezinho e o Pitta de estimação, pobre ter as mesmas coisas que os ilustres eleitores da UDN é crime…

  3. Ana Cruzzeli disse:

    Essa ideia revolucionária com certeza deve ter saido da cabeça traumatizada pelo tijolo de celulose emitido pela boneca-postenha do Mephisto de Garanhuns ao mais honesto e jenial dos homens publicos, disso não tenho a menor duvida.

    A pergunta que cabe nesse momento: Como a pobraiada vai se deslocar a esses restaurantes 45 estrelas, afinal a comida é que ia à gentalha, agora a gentalha é que deve ir até a comida?

    Por outro lado como o Pita de estimação daquele que levou uma tunda do poste do Mephisto vai conseguir que a justiça não considere essa generosidade uma afronta a Constituição?

    Mudando um pouco de assunto tia Carmela…

    – Como vai ficar a situação do cachorro-lagosta nesse ano eleitoral? Dizem as más lingua que a promotoria da infancia e juventude ( ou promotoria d`menor) vai censurar os comicios do mais inteligente dos candidatos, pois ele pretende fazer a dança da garrafinha e cachorro-lagosta estaria protegido por lei de ver tanta sem-vergonhice.

    E o que pior

    O cachorrinho pulguento estaria cooptando ( diante desse fato juridico impeditorio ) o cachorro-lagosta para ir aos comicios do afilhado daquele cujo o nome não se deve pronunciar e os argumentos do pulguento seria o seguinte:
    – Lagosta você pode ir ao comicio do Haddad, lá todo mundo vai está de vermelho e você não será notado.

    Enfim se tudo isso se confirmar a campanha do mais privilegiado dos homens publicos começou muito mal, afinal o lagostinha é um grande puxador de votos.

  4. ♫ Se bem entendi a notícia, o alcaide e os membros do cabildo querem que a sopa das ONGs só seja distribuída nos barracos da UDN, fazendo assim caridade com o chapéu alheio e passando por bonzinhos. Tão mesmo raspando o fundo do tacho. A próxima etapa será confinar toda a pobraiada em campos de concentração que estão sendo construídos nas Vilas Nhocunheco e Carrão …

  5. […] CLIQUE AQUI PARA LER O RESTANTE DO TEXTO E ATUALIZAR LINKS. Gostar disso:GosteiSeja o primeiro a gostar disso. […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: