Paul McCartney, emocionado, ganha autógrafo do pres. Zezinho.

O figurino de Paul causou estranheza, mas o pres. Zezinho perdoou porque ele é sir.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, é muito generoso com o enorme exército de fãs e admiradores que amealhou em todo o mundo, ao longo de sua profícua vida pública.

Ontem, foi a vez da  bondade do Presidente de Nascença atingir em cheio o ex-beatle Paul McCartney.

Sabendo que o artista inglês era seu fã incondicional, o pres. Zezinho resolveu assistir ao show do menino de Liverpool em S. Paulo. Segundo fontes lapeanas, McCartney resolvera fazer o show na cidade apenas para render tributo ao Mais Genial dos Economistas.

CHARME: As mais belas artistas fizeram fila para conseguir um recuerdo do pres. Zezinho (direita), mas Francine de L'Herbe estragou tudo.

Paul, como cavaleiro da rainha, sabe reconhecer os aristocratas de longe, daí sua admiração pelo Maior dos Brasileiros. O experiente artista chegou a tentar ter um filho com Luciana Gimenez, apenas com o intuito de obter  a cidadania brasileira  para  votar no pres. Zezinho, mas parece que a coisa não funcionou.

Ao ser informado de que o pres. Zezinho encontrava-se no estádio do Morumbi, o ex-beatle emocionou-se e teve uma bem comportada crise histérica, chorando copiosamente.

Só conseguiu fazer o show, visivelmente abalado, porque foi acalmado por Caetano, ex-artista famoso e atual cozinheiro da Caverna do Ostracismo, que fazia um bico de catering para o evento.

Emoção no palco

O ponto alto do show foi o encontro entre Paul McCartney e o Presidente de Nascença.

Depois de meia hora de apresentação, na qual em nenhum momento conseguiu conter um sentido pranto, o ex-beatle parou o show e disse, em português: “Agora vou fazer uma homenagem muito especial, uma homenagem ao Maior dos Brasileiros e ao Mais Genial dos Homens Públicos, o pres. Zezinho!” E começou a tocar Nowhere Man levando às lágrimas todo o estádio.

Em meio à comoção geral, o Maior dos Filhos da Mooca saiu de seu assento e dirigiu-se ao palco. Caminhando entre a multidão, era ovacionado pelo público que gritava “Bolinha de Sabão! Bolinha de Sabão!” em desagravo à terrível agressão sofrida pelo pres. Zezinho.

Paul McCartney disse que admira o pres. Zezinho desde a juventude.

Depois de atravessar com dificuldade a multidão que se acotovelava para apenas conseguir tocar em sua camisa azul, o Excelso Líder Paulista finalmente subiu ao palco e abraçou McCartney.

Perdendo a fleuma britânica, Sir Paul ajoelhou-se, beijou os pés do Maior dos Filhos da Mooca e, com a voz embargada, disse, novamente em português: “Eu queria tanto um autógrafo seu!”. Mas constatou que não tinha trazido papel para o palco.

O pres. Zezinho, então, viu como era amado. Imediatamente, centenas de pessoas do público passaram a atirar bolinhas de papel em sua direção, para que ele pudesse regalar o simpático anglo-saxão com seu autógrafo glorioso.

O Mais Amado dos Brasileiros pegou uma das bolinhas, desamassou-a e apôs sua assinatura, com uma dedicatória: “Para Paul, que, como eu, é mais famoso que Jesus Cristo (apesar de eu ser mais)! Com amizade eterna, do Zezinho.”

Comentário da tia Carmela

QUADRILHA: Um grupo de udenistas fez uma bela festa junina na frente do estádio para comemorar a homenagem.

Quando o Zezinho já estava um rapaz e começou a estudar na Politécnica, era bem o tempo do começo dos Beatles. O Reinaldinho Cabeção gostava, naquela época tinha cabelo e cortava o cabelo igualzinho ao do John Lennon. Mas o Zezinho dizia que era contra.  Naquela época, ele vivia metido em política e falava que aquilo era coisa de gente alienada, tanto que ele e os estudantes da turma dele organizavam uns shows com uns artistas que só cantavam em português e ficavam falando de morro, favela, seca e cangaceiro. Ele deve ter começado a gostar dos Beatles depois…

Anúncios

8 Responses to Paul McCartney, emocionado, ganha autógrafo do pres. Zezinho.

  1. Lau Cariri disse:

    O que mais ninguém sabe é que Zezinho da Móoca foi o primeiro baterista dos Beatles! Antes mesmo até de Pete Best. Ele só não se dava muito bem com Lennon. Boatos afirmam que Zezynho (seu nome de artista), depois de uma discussão em Hamburgo num bar onde tocavam, teria gritado com John: petista! O resultado foi sua saída da banda. Ninguém imaginava o quanto o mundo iria ganhar com esse episódio, já que foi por esse motivo que Zezynho decidiu participar de outra banda, que no futuro veio a se chamar PSDB. Lennon teria ficado tão chateado quando soube que Zezynho abandonou a UNE anos mais tarde que alterou de última hora a referência ao amigo na canção que originalmente se chamaria Serra in the Sky With Diamonds para Lucy in the Sky With Diamonds. Tempos depois, Serra buscou as pazes com Lennon mas rompeu de vez quando soube que a canção Working Class Hero foi feita em homenagem a um líder sindical brasileiro, Luís Inácio Lula da Silva.

  2. D. Sebastião disse:

    Tia Carmela.
    Não pude ir ao show do Paul. Afazeres nobiliárquicos tomaram meu tempo…
    Como é bom saber que Paul, sabiamente, fez a justa homenagem ao nosso Presidente de Nascença.
    Que notícias alvissareiras li hoje aqui.
    Vou dormir em paz.

  3. Kid Prado disse:

    Tia Cacá
    Tem fundamento o boato de que o Paul convidou o Zezinho para relançar The Beatles? Paul, Zezinho, Ringo e o Caetano Veloso refundariam o quarteto. Caetano disse que se achar um substituto e FHC permitir, ele abandona a cozinha da Caverna do Ostracismo.
    Andam comentando também que o Dominguinhos, quando soube dessa idéia, ficou muito enciumado pois o Zezinho, durante a campanha eleitoral, tinha lhe prometido participar de um trio. Seria o zabumbeiro.
    Sei não, mas eu acho que o forró vai perder para o rock. O Zezinho gosta muito de gringo…

  4. ♫ Meu correspondente em Ontário informa que Justin Bieber teve uma crise de ciúme e pranto torrencial ao saber deste evento. Depois que serenou graças à ingestão de dois litros de água de melissa, o juvenil fã do Invicto Almirante do Tietê reiterou sua anunciada intenção de vir ao Brasil conhecê-Lo e pleitear um autógrafo para si, ocasião em que cantará para seu Ídolo a nova versão de uma canção já gravada, que terá título “Suck in the Moment”; voltarei ao tema tão logo meu correspondente envie o próximo relatório. Teme-se agora uma revoada de menestréis em direção ao Brasil, todos ansiosos por obter autógrafos do Maior dos Filhos da Mooca, o que retardaria a montagem do governo paralelo de combate à búlgara usurpadora, além de provocar novas catadupas em Saint Paul… ☺☺☺

  5. Maria disse:

    Acho que o Paul está todo metidinho só porque ganhou dedicatória do mais preparado dos Brasileiros para futuro presidente.

    Ai,que inveja! Queria ser uma bolinha de papel só para tocar naquela cabeça real do presidente Zezinho!

  6. Paulo Franco disse:

    O ex-Beatles não fez mais que sua obrigação! Afinal, o pres. Zezinho pode ser Presidente do Mundo a qualquer hora, desde que nós nos unamos: o agregado PSDB-DEM-Pós-pós-sem (PPS) e outros aliados menores. Já temos o papa-anjo Bento XVI como nosso forte cabo eleitoral, a OPUS DEI, a TFP. Venceremos as batalhas e a guerra contra o comunismo búlgaro!

  7. […] This post was mentioned on Twitter by Macka, Meg Godman and Tia_Carmela, Tia_Carmela. Tia_Carmela said: Tia Carmela: Paul McCartney, emocionado, ganha autógrafo do pres. Zezinho. http://migre.me/2qvDs #byebyeserra […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: