Governo das Ilhas Cayman preocupado com aves migratórias

Mr. Taylor ficou muito honrado por ter sido recebido pelo pres. Zezinho: “Gostei do humor dele; ele parece aquele cara do Monty Python”.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro presidente Zezinho, cultiva desde já excelente relações com os governos dos países que interessam ao Brasil, ou seja, aqueles que têm representação diplomática na Disneylândia.

Por conta de sua condição de estadista de altura elevada, o Presidente de Nascença recebeu, nesta manhã, visita do governador das Ilhas Cayman, sr. Duncan Taylor. O governador desse importante território ultramarino britânico situado no Caribe apresentou suas preocupações ao Grande Estadista da Lapa.

O primeiro problema apresentado foi o risco de que o vazamento cloacal originário da casa da filha do Mais Genial dos Chiricos atinja as praias das Ilhas Cayman. O pres. Zezinho disse que as providências estão sendo tomadas para evitar que o vazamento se espalhe.

O outro problema é ainda mais grave. Mr. Taylor disse ao pres. Zezinho que seu governo vê com grande preocupação o risco de que uma grande migração de aves brasileiras deverá dirigir-se para as Ilhas Cayman a partir de outubro.  Temeroso pelo desequilíbrio ecológico que isto possa acarretar, o representante de S. Majestade solicitou providências do Mais Amado dos Homens Públicos para conter essa debandada em massa das aves brasileiras.

Segundo o governador das Ilhas Cayman, o medo dos caimaneses é que as aves brasileiras dilapidem e levem embora os recursos do prestigioso arquipélago fiscoparadisíaco. “Parece que elas já fizeram isso no Brasil, por isso estão sendo enxotadas”, teria dito o sr. Mark Scotland, ministro da Saúde e Meio Ambiente de Cayman, que também participou da reunião.

As aves enxotadas estão voando a toda velocidade para as Ilhas Cayman.

O assessor para assuntos caribenhos do Presidente de Nascença, Almirante Sérgio Ricardo, informou que as aves brasileiras há muitos anos visitam as Ilhas Cayman, mas não causam prejuízos ao ecossistema local.

Na verdade, segundo o expert em ilhas caribenhas fiscoparadisíacas, as aves brasileiras atuam como parasitas, e  costumam pilhar os ninhos das outras aves no Brasil. Periodicamente, levam os ricos botins  em seus enormes  bicos até as Ilhas Cayman, onde costumam escondê-los em discretos abrigos. Depois, voltam ao Brasil para buscar mais. Ou seja, os caimonenses não teriam porque se preocupar, pois o que as aves brasileiras acabam ajudando a dinamizar o ambiente e a economia das ilhas.

Aos chegar às ilhas, as aves procuram um edifício seguro para esconder o que trazem nos bicos enormes.

As explicações não convenceram Mr. Taylor e Mr. Scotland.  Os mandatários caimanenses apresentaram dados que provam que as aves estão sendo enxotadas em praticamente todos os estados brasileiros.

Os mesmos estudos mostram que mais da metade da população brasileira já começou a enxotar as aves parasitas e expulsá-las de seus ninhos.

Sem ter onde continuar sua prática parasita, as bicudas aves começam a encaminhar-se para as Ilhas Cayman para buscar o que deixaram guardado no arquipélago, e depois devem dirigir-se  para Miami com os bicos cheios. Com isso, o ambiente e a economia das ilhas sofreriam um grande baque.

Comentário da tia Carmela

QUADRILHA: Apesar do clima tenso do encontro, os udenistas fizeram uma festa junina para homenagear os amigos das Ilhas Cayman.

O Zezinho sempre gostou de pegar passarinho e colocar na gaiola, e depois maltratar. Teve um tempo em que criou uns passarinhos, mas não deu muito certo. Uma vez, ele ganhou um passarinho de um tio que tinha um sítio em Minas. O tio voltou de lá e trouxe um passarinho de presente para o Zezinho. Era um passarinho vistoso, cantava alto, mas gostava de roubar a comida dos outros passarinhos, também.  O Zezinho um dia resolveu maltratar esse passarinho, e todo dia ele e o Reinaldinho Cabeção arrancavam umas penas dele. Um dia, o passarinho, que era muito esperto, aproveitou que o Zezinho não tinha fechado a gaiola direito e escapou. Antes de fugir voando, ainda deu uma bicada na cabeça do Reinaldinho Cabeção, que saiu correndo chorando…


Anúncios

8 Responses to Governo das Ilhas Cayman preocupado com aves migratórias

  1. […] diplomático tenha sido realizado. Na Wikipédia há um link referente a esse suposto encontro:  Governador de Cayman visita Brasil pela primeira vez ] ( Publicado no site MARGARITA SEM CENSURA, em 17/01/2011 […]

  2. […] das Ilhas Cayman, no entanto, asseguram que o Maior dos Homens Públicos foi para a Caverna do Ostracismo por medo […]

  3. Paulo disse:

    Tia Carmela
    O que a senhora tem a dizer sobre o post do Brizola Neto “A Veja é suja, mas o Serra é limpinho”, e também sobre as mãos dele, do Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro presidente Zezinho?

  4. Salvem a professorinha! disse:

    Tia Carmela:
    Esta é uma questão para a Ciclopelada, que faz esse tipinho ecologista pra justificar sua relação íntima com tucanos e carcarás-udemos.

  5. wagner paulista de souza disse:

    O Reinaldinho Cabeção teria levado uma bicada mesmo, Tia Carmela ? Ou poderia ter sido uma cagada ?

  6. Nei Simas disse:

    Se o livro do Amaury, sobre a privataria sair depois das eleições, EU NÂO VOU COMPRÁ-LO
    Inicia-se agora a campanha para a publicação já!

    meu twitter: neisimasx

  7. Paulo P. disse:

    Tia Carmela,

    Já comprei uma vassoura. Se uma dessas aves parasitas de bico grande passar por aqui eu vou enxotâ-la, também!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: