Emoção: Pacientes do Hospício do Juqueri homenageiam o Gov. Zezinho

O mais preparado dos brasileiros, o governador Zezinho, mais uma vez recebeu homenagens dos paulistas, gratos pela sua maravilhosa e incomparável gestão.

Em seu discurso, o presidente da associção dos Internos do Juqueri exaltou as virtudes do Maior dos Brasileiros.

Desta vez, a homenagem ocorreu no Hospício do Juqueri, onde o Presidente de Nascença recebeu o título de Interno Honorário.   Segundo a assessoria de imprensa da Associação dos Internos do Juqueri, o Almirante do Tietê recebeu a homenagem pelo conjunto de sua obra política, em que contribuiu enormemente para a saúde mental dos paulistas.

Durante a solenidade, o Mais Sereno dos Estadistas aproveitou a oportunidade para inaugurações. Sob o aplauso emocionado dos presentes que conseguiram acertar as mãos, o Grande Motorneiro da Paulicéia decerrou as placas inaugurativas de diversas maquetes que serão inauguradas no ano de 2040. Já as obras referentes deverão estar concluídas em 2096.

A cerimônia foi emocionante.  Comovido com a singeleza do tributo que recebia, o governador Zezinho resolveu cantar uma canção para alegrar o ambiente. Ao entoar o hino pop “Maluco Beleza”, os internos deliraram.  Um deles gritou: “eu não falei? O Raul Seixas e o Elvis não morreram!”  Neste momento, a subprefeita do aprazível bairro da Lapa, Soninha Copélia, retirou-se, provavelmente para não ser vista chorando em público, pois voltou com os olhos vermelhos, alguns minutos depois.

A nota triste do evento foi a crise sofrida por alguns internos. Emocionados com a honra de receber a visita do Maior dos Brasileiros, alguns dos pacientes do hospício surtaram. Em seu delírio, pensavam que eram professores, talvez almejando inconscientemente receber o sempre carinhoso tratamento que o Maior dos Democratas dispensa aos educadores paulistas.

Penalizada com o sofrimento desses pacientes que pensavam ser professores, a tropa de choque da polícia militar imobilizou-os com gás de pimenta homeopático e camisas de força amarelas.

Comentário da tia Carmela

O Zezinho sempre gostou de brincar de hospício. Quando ele era criança, lá na Mooca, uma vez ele aproveitou que a mãe tinha ido visitar uma vizinha doente, pegou um abajur que estava com o fio desencapado e chamou os moleques para brincar de hospício. Ele era o médico e os outros eram os pacientes. Mandou eles sentarem nas cadeiras da cozinha, amarrou os moleques nas cadeiras e começou a dar choque neles. Foi uma gritaria danada e a vizinhança veio toda ver o que era. Quando o pai dele chegou, o Zezinho ganhou uma bela coça.  Os moleques ficaram muito bravos, e não queriam mais brincar com ele. Só o Reinaldinho Cabeção que continuou amigo. No dia seguinte, ele foi na casa do Zezinho e disse: “Puxa, Zezinho, gostei tanto de brincar de hospício, ontem. Vamos brincar de novo?” Aí esses passaram a brincar sempre disso. Até hoje lá na Mooca tem gente que acha que tanto choque fez mal pra cabeça do Reinaldinho…

Anúncios

6 Responses to Emoção: Pacientes do Hospício do Juqueri homenageiam o Gov. Zezinho

  1. […] Assim, decidiu que as novas obras públicas a serem construídas em S. Paulo não terão mais banheiros. Sua decisão foi anunciada ontem, na cerimônia na qual foi homenageado pela Associação dos Moradores do Hospício do Juqueri com o título de Interno Honorário. […]

  2. Neyde Helena Castro disse:

    Tia Carmela, a senhora me lembra (e muito) s querida Tia Zulmira do inesquecivel Sergio Stanislaw Ponte Preta Porto. Que finesse! Sinto os ares da Sorbonne quando leio seus comentários… Fico feliz quando leio seus comentários, sempre tão pertinentes, sobre essa grande figura do Almirante do Tietê e das Terras Alagadas de São Paulo. Ainda o verei “Presidente da ONU”, se viver até lá… Um beijão! A senhora é demais!!!

  3. Ary disse:

    Gente, Alagão enlouqueceu! Escolheu uma mulher para vice: A “dona Enchente”, que já está em campanha antecipada há muito tempo.

  4. ♫ É verdade que o governador Zezinho vai estrelar um remake do filme “As três faces de Eva”? Ouvi dizer que ele preferia refazer o filme “Um estranho no ninho”, mas a assessoria foi contra, por não querer arrumar encrenca com a assessoria do Jack Nicholson, que ainda é vivo. Já a Glinys Johns está morta há muito tempo e não poderá reclamar de nada. Comenta-se ainda que estão estudando o atual cenário de São Paulo para refilmar “20 mil léguas submarinas”; só não sabem se o gov faria o capitão Nemo ou o marinheiro Ned Land… ☺☺☺

  5. napoleão de hospício.

  6. jefferson disse:

    Esse reinaldinho cabeçao é mesmo um otário…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: